segunda, 25 de maio de 2015

Confeitaria 101: lojas de confeitaria em Brasília

34 Comentários

O post de hoje vai pra todo mundo que me pergunta onde eu compro coisas de confeitaria em Brasília. Aqui, neste quadradinho no meio do Goiás, temos muita dificuldade em encontrar uma grande variedade de produtos. Quem mora aqui sabe, né? Apanhamos pra achar e, quando achamos o ideal é fazer estoque, se possível for.
Então, resolvi fazer esse apanhado de informações que eu tenho sobre lojas de utensílios e ingredientes, pra vocês terem uma noção de como eu sobrevivo nesse deserto de variedades. Vou colocar também umas diquinhas de como interagir nesses habitats naturais do confeiteiro, que são a minha mais honesta opinião sobre o local, tá?
Infelizmente, não vão constar lojas fora do Plano Piloto simplesmente porque eu moro aqui no meio e não tive a oportunidade (por falta de tempo) de visitar lojas nas cidades satélites. Mas se você conhece, deixa um comentário aí embaixo com o nome da loja, endereço, telefone se souber, uma indicação de como chegar lá e o que você acha do local!

– A Festiva
Endereço: 506 sul – fica na W3, mas a entrada é virada para a residencial. Você precisa ir pela W2 para chegar na entrada.
Telefone: (61) 3443-3113
O que tem lá: de tudo. Pra mim, a Festiva é a melhor loja com itens de confeitaria do Plano Piloto atualmente. Uns 4 anos atrás, o Rei das Embalagens era melhor, mas a Festiva deu uma bombada na variedade de coisas e tomou o lugar. Lá tem forminhas de papel, fôrmas de metal, laços, utensílios, bicos de confeitar aos montes, chocolates (até Callebaut) e coisas de decoração de festas em geral. Do lado, eles tem uma segunda loja que é mais voltada para objetos de decoração e caixas. Pra quem quer coisinhas meigas pra tirar fotos, lá tem um monte. A Festiva também tem produtos da Ultrafest, que como eu já falei aqui é a melhor forminha de papel pra cupcake que eu conheço.
Além de tanta ostentação, as atendentes da loja são super solícitas e te tratam com uma atenção que faz falta hoje em dia no mercado. Outro motivo pra eu ir lá. Se precisarem de algo diferente, falem com a Rose, ela é show.
Dica: Se forem fazer compras grandes, leve dinheiro em espécie e chore um descontinho com o dono que está sempre por lá.
Dica 2: Eles têm um monte de coisas guardadas em gavetas – como cortadores, moldes, fitas –, então se chegar atrás de algo e não ver exposto, pergunte pras atendentes antes de sair porque pode estar guardado.

– Rei das Embalagens
Endereço: 513 sul – fica na W3 também, mas tem entrada pelos dois lados. Eu prefiro estacionar atrás.
Telefone: (61) 3533-5100
Site: www.reidasembalagens.net
O que tem lá: Como eu disse ali em cima, eu já fui rata da loja, mas a Festiva ficou melhor e ela é mais perto do meu caminho, então aos poucos parei de ir até o Rei. Mas se você está atrás de embalagens em geral, o Rei ainda é melhor do que outros lugares, pela variedade de coisas. Pelo preço, nem tanto. Segue o post que mais embaixo vou indicar outros lugares. Confesso que já tem bem uns meses que não passo por lá, mas da última vez que fui ele ainda tinha opções de chocolates importados bem bacanas e de vez em quando num preço melhor que na Festiva.
Dica: Se não achar algo urgente na Festiva, dá uma ligadinha no Rei pra ver se eles não tem por lá.

– Copalimpa
Endereço: 512 sul – também na W3, é só você seguir ali por trás depois de visitar o Rei que você logo chega nela.
Telefone: (61) 3262-4132
Site: www.copalimpa.com
O que tem lá: Se estiver em busca de itens de cozinha, especialmente de inox, aqui é seu cantinho. Tem desde coisas pequenas até para cozinhas industriais. Já comprei pratos e outros detalhes para fotos aqui, assim como espátulas de inox para temperar chocolate e raspar bancadas. Bem bacana.

– Parabéns
Endereço: 204 norte – na comercial, bem de frente.
Telefone: (61) 3326-0071
O que tem lá: A grande verdade é que eu só vou na Parabéns quando estou com urgência ou quando a Festiva não tem o que eu preciso. É uma loja menor, com menos variedade e os preços sempre estão mais altos. Porém, na parte norte, é a única opção que tenha cortadores de biscoito, forminhas, corantes, etc. Minha reclamação da loja é que eles não efetuam trocas (eles inclusive carimbam isso em letras garrafais na nota fiscal). Ainda estou devendo uma consulta ao código do consumidor sobre isso. Na Festiva, você consegue trocar coisas que não são perecíveis e isso é muito justo com o cliente e com a loja. Mas não trocar NADA? Acho estranho e bem chato.
Do lado, eles tem outra loja que tem apenas itens para alugueis de festa ou para compra, como porcelanas, stands, pratos, cachepots, etc. Essa eu recomendo dar uma olhada nos preços e nas opções, já achei coisa BBB por lá.
Dica: No mesmo bloco, tem o melhor self-service da Asa Norte, ok? Eles tem um frango empanado com batata palha que é de comer ajoelhado.

– Paraffine
Endereço: 204 norte – na mesma comercial, só que no bloco próximo ao balão.
Telefone: (61) 3328-0284
Site: www.paraffine.com.br
O que tem lá: Sim, é uma loja para artesanato e velas, mas tem milhares de moldes de silicone que podem muito bem servir para pasta americana. É só comprar pra usar exclusivamente com a pasta americana, dar uma boa lavada com água morna e deixar secar bem no sol, e voilá.
Dica: Cuidado com a poeira da loja. Às vezes, vai parecer que você está num filme do Mad Max.

– CEASA
Endereço: não faço ideia, mas todo mundo sabe onde fica a CEASA, né?! Do lado da Feira do Paraguai, atrás da Super Adega, perto do Makro. You get the idea.
O que tem lá: A CEASA tem várias lojas de embalagens descartáveis para todas as necessidades confeiteiras do DF. Seja pra carregar seus cupcakes, bolos e docinhos ou pra armazenar coisas na sua geladeira sem encher seus tupperwares. Lá é mais barato porque eles não vendem em pequenas quantidades, então você vai levar um pacote de 200 sacos ziplocs de uma vez. Mas não tem validade, né gente, então vale a pena o desconto. Aliás, sacos ziplocs podem virar lindos sacos de confeitar a qualquer momento, então realmente é um bom negócio. Aproveita um sábado de feira por lá pra comprar o que precisar.
Dica: Pechinchar, pechinchar, pechinchar.

– Casa do Chocolate
Endereço: no Conic, lááá embaixo, virado pra Rodoviária.
Telefone: (61) 3323-5474
O que tem lá: É uma distribuidora de doces e tem bastante chocolate por lá pras receitas. Sabe a paçoca nossa de cada dia pra fazer o cupcake de paçoca? Então, lá ela é baratinha. De novo, eles só vendem em grandes quantidades, então compre quando for usar muito ou preste atenção na data de validade do produto.

– Kaza Chique, Dular, Casa do Rio Grande do Sul, etc
Endereços e telefones: olha nos sites dessa galerinha. Com exceção da Kaza Chique que só tem na 102 norte, elas têm várias unidades espalhadas por Brasília.
Sites: www.kazachique.com.br, www.dular.com.br/dular e www.casargs.com.br/crgs.
O que tem lá: Eu estou colocando essas lojas aqui pra vocês saberem que elas existem, se não sabem ainda. Mas são todas lojas bem mais caras. A Kaza Chique tem bastante coisa de confeitaria – algumas até exclusivas – especialmente porque eles dão cursos lá, então os alunos precisam ter onde comprar os utensílios. A Dular e a Casa do Rio Grande do Sul tem algumas coisinhas específicas, mas servem mais pra quem está em busca de pratos, guardanapos e coisas fofas para fotos, foodstyling ou decoração de mesas.
Dica: Algumas coisas, tipo maçarico culinário, balança de precisão ou medidores de xícaras e colheres, eu recomendo comprar nessas lojas, simplesmente porque é um investimento único e é melhor que seja bom pra durar bastante, né?

Por enquanto, essas são as lojas que eu me lembrei, porque as frequento mais. Quando eu tiver um tempinho livre, vou visitar algumas indicações de lojas nas cidades satélites pra colocar por aqui também. Deixem aí nos comentários as que vocês conhecem e o que vocês acham dessas que eu citei.
Pra quem não mora em Brasília, acabei de deixar aí uma lista de lugares pra vocês visitarem e esbanjarem nas compras, se quiserem! ;)

quarta, 17 de setembro de 2014

Cupcakes de chocomenta e a saga dos eletrodomésticos (ou em busca do forno elétrico perfeito)

65 Comentários

O grande drama de ser culinarista e ir morar num apartamento pequeno, na minha opinião, é não ter espaço pra ter todos os eletrodomésticos gigantes que você gostaria de ter. Claro que não cabe tudo, só nos sonhos nossos de cada dia. Então, a saga dos eletrodomésticos consistiu em reduzir minhas megalomanias e encontrar opções acessíveis e ideais para o que eu preciso, cabendo em pequenos metros quadrados.
Eu sei que todo mundo recomenda fazer sua cozinha inteira com apenas uma marca de eletrodomésticos. Porém, não consegui reunir em uma marca só tudo que eu precisava (sempre falta uma coisa ali e aqui), então minha cozinha virou uma salada mista sinistra. Não reparem a bagunça.
Minha geladeira e cooktop são Electrolux, enquanto o microondas e a coifa são Elettromec (por motivos de: o que estava mais barato ou em promoção versus quanto de espaço interno você tem pra me oferecer?). Sob protestos do Sr. Namorado, não quis uma lavadora de louças porque calculei que não haveria espaço para minhas bugigangas e minha dispensa. Então bora malhar o braço na pia, pessoal, em nome de mais armário.

cupcake_chocomenta2
Porém, o eletrodoméstico que mais doeu pra escolher foi, sem sombra de dúvida, o forno. Eu sabia que seria elétrico, porque pra confeiteiros, eles são melhores: controlam melhor a temperatura interna, distribuem melhor o calor, tem várias funções diferentes e ainda te deixam assar mais de uma coisa ao mesmo tempo. Dá pra usar a gás? Claro que dá, vovó usava, mamãe usa até hoje. Mas os resultados são mais certeiros com o elétrico.
Além disso, o forno precisava caber uma fôrma de metal de cupcakes dentro. O que eu fiz e recomendo a todos? Compre uma trena, meça todas as suas fôrmas, anote num papel e leve enquanto pesquisa modelos e preços. Eu não tinha a menor vergonha de sacar a trena e medir o interior dos fornos no meio das lojas.
Atrás do forno perfeito, descobri uma coisa terrível de todas as marcas: nenhuma disponibiliza, em manual nenhum, em site nenhum, as funções e maneiras de configurar cada uma nos fornos. Então, eu não podia conferir uma exigência importante, por exemplo, se você quer assar macarons: se a temperatura regula de 5 em 5 graus.
Só consegui finalmente me decidir pelo forno quando uma vendedora bacana (ou desesperada?) me deixou arrastar um dos que ficam de mostruário até o centro da loja, sentar no chão e ligar numa tomada. Daí levei na hora, afinal a moça merecia a comissão.
Forno elétrico: Brastemp Ative! de embutir (modelo BO160AR), que permite regular a temperatura de 5 em 5 graus.
(Editado em 31/8: gente, eu sou tão doidona que escolhi esse forno, mas acabei levando outro e eu jamais me toquei disso pra atualizar a info aqui no blog, hahahaha. Inclusive, eu estava respondendo a comentários aqui embaixo pensando no forno que eu acabei comprando, um Brastemp Gourmand BO260AR, ao invés desse aqui! DOIDA. Perdão. Desconsiderem.)

cupcake_chocomenta3
O cupcake de hoje foi um presentinho de um tempo atrás pra minha amiga que curte chocolate e menta. Lembram do brigadeiro com recheio cremoso? Mesma amiga, mesma vibe de companheirismo e de carinho, ela merece, ela merece. <3 Cupcakes de chocomenta
Rende: 12 cupcakes

Massa
Receita da Sam, do Fofurices, com adaptações.
1 ovo grande
1/4 de xícara de óleo (de canola ou girassol)
2/3 de xícara de leite
3/4 de xícara de açúcar
1 colher de sopa de extrato de baunilha
uma pitada de sal
1/3 de xícara + 1 colher de sopa de cacau
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/2 colher de chá de fermento
1 1/2 xícaras de farinha

Recheio
2 colheres de sopa de manteiga
2 colheres de sopa de leite
1 1/2 xícaras de açúcar impalpável
1/4 de colher de chá de essência de menta
corante verde em gel

Cobertura
1/2 receita de buttercream de merengue italiano
40g de chocolate meio amargo

1 – Ligue seu forno em 180˚C. Em uma tigela, bata o ovo com o óleo até incorporar. Adicione em seguida o leite, o extrato de baunilha e o açúcar e misture tudo.
2 – Em outra tigela maior, peneire a farinha, o cacau, o bicarbonato, o fermento e o sal. Abra uma cavidade ali e derrame os ingredientes úmidos. Mexa com uma espátula até incorporar tudo e não ver mais grumos de farinha. O ideal é fazer com movimentos envolventes, pra não trabalhar muito a massa, mas dá pra fazer com a batedeira de mão também, é só bater desde o começo com ela e parar assim que tudo estiver uniforme.
3 – Divida a massa nas forminhas e asse por 16 minutos, ou até que um palito inserido no centro de cada cupcake saia limpo.
4 – Para o recheio, em uma tigela, misture todos os ingredientes de uma vez, com uma colher, garfo, batedor de ovos ou até com sua batedeira, se conseguir. Se achar que precisa de mais menta, adicione gota a gota, senão fica muito exagerado! Colora com uma ou duas gotinhas de corante verde, de acordo com sua preferência. Eu gosto de tons pastéis então coloquei uma só! Reserve o recheio enquanto os cupcakes esfriam para depois recheá-los.
5 – Para a cobertura, derreta o chocolate no microondas, levando de 15 em 15 segundos em uma tigela e mexendo a cada intervalo. Reserve por um tempinho, até a temperatura descer, senão você vai derreter o buttercream. Ele tem que ficar levemente gelado no seu lábio. Depois, é só bater a metade da receita de buttercream com o chocolate derretido até incorporar tudo.

cupcake_chocomenta
Para a decoração, usei o bico 1A da Wilton, que é um redondo aberto, simples. Por cima, derreti um pouco de chocolate branco que colori de verde com corante especial para chocolate, só pra ter uma firula mesmo, porque o sabor desse cupcake é o suficiente pra atrair qualquer um, né?
Se você estiver sofrendo de indecisão pra escolher um eletrodoméstico pra sua cozinha, minhas dicas são pesquisar bastante, ir atrás de recomendações de outras pessoas ou em sites de compras online (o Buscapé é muito bacana!). Se tiver a chance de vê-los ligados em alguma loja, é ótimo! E compre a trena. Sério! Se você estiver em reforma geral, ela vai lhe ser útil em outras ocasiões também.

Qual o forno que vocês têm em casa? Elétrico? A gás? Qual modelo? Gostam dele?

Ju Morgado

Sou uma jornalista com mais paixões do que o tempo me permite cultivar. Descobri na cozinha meu paraíso, meu refúgio depois de um dia cansativo ou estressante. É quase um vício, realmente. Não apenas cupcakes, mas qualquer coisa que eu ache interessante, desafiante ou divertido de fazer. Apesar do nome do blog, não é só de cupcakes que eu vivo. Amo fazer risotos, de todos os sabores, e simplesmente amo qualquer receita que envolva qualquer tipo de queijo.

A história do Cupcakeando

Não sei bem quando ou porquê eu comecei a me interessar por cozinhar. A lembrança mais antiga que tenho é de minha mãe me puxando para a cozinha, para me ensinar a fazer arroz branco, comum, e o molho de macarrão com tomates frescos que só ela sabe temperar.
Tudo que eu sei de cozinha aprendi de um jeito: prática. Minhas receitas são criadas da minha cabeça e implementadas dos meus testes ou então milimetricamente medidas de fontes confiáveis.
Tenho uma verdadeira paixão por cupcakes, pois acho que eles reúnem o que há de melhor na cozinha: manteiga, açúcar, fofurice, capricho e criatividade. Tudo na medida certa para uma pessoa saborear. Gosto de tentar coisas novas com esses pequenos e descobrir jeitos diferentes de decorá-los. Quando não estou fazendo nada, começo a pesquisar e estudar receitas, teorias e decorações de cupcakes. É, isso mesmo, estudar.
O blog também é uma maneira de praticar minha segunda paixão: fotografia. Sou daquelas que, enquanto passeia pelo parque, começa a achar ângulos de fotos que ficariam maravilhosas. Assim como eu estudo gastronomia e culinária, sento para ler sites e livros enormes sobre fotografia.

O gerúndio

Não fale mal dele antes de conhecê-lo melhor. Já ouvi por aí dizerem que jornalista jamais, sob nenhuma circunstância, pode usar o gerúndio. A justificativa fez sentido: “você usa o gerúndio quando não quer dar nenhuma previsão de término para sua a ação”, o que, no jornalismo, é basicamente como deixar o leitor esperando para sempre por aquela obra sanitária que o governo prometeu.
Mas foi exatamente a mesma explicação que me convenceu a usar o gerúndio para o nome do blog: eu não tenho previsão de fim para minha produção de cupcakes, jamais pretendo parar de fazê-los ou de cozinhar em geral. Se não tiver mais encomendas, será para amigos. Se meus amigos enjoarem, será para minha família. Quando minha família me dizer “CHEGA”, será para mim mesma (e talvez meu corgi. Eu tinha uma husky siberiana linda, que infelizmente se foi, mas vai estar sempre na minha memória). Porque é o que eu amo fazer e o que me deixa feliz.

Copyright

Todas as fotos e textos nesse site são produzidos pela confeiteira Ju Morgado, a não ser que esteja especificado o contrário. Eles representam muito trabalho e esforço. Caso deseje utilizar alguma foto ou texto do site, por favor, entre em contato. Ficarei imensamente grata em ajudar, mas é importante dar os devidos créditos. :)

Creative Commons License
Essa obra é licenciada perante a
Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Contato

Será que sua pergunta já não foi respondida no FAQ? Dê uma lida nele antes, para ter certeza!

Envie suas dúvidas ou pedidos de encomendas por aqui. Minhas encomendas de cupcakes são apenas para o Distrito Federal (DF). Outros doces e produtos podem ser enviados, a depender do pedido.

Eu respondo a todos os e-mails enviados. Garanta que você receberá minha resposta adicionando o e-mail contato@cupcakeando.com.br na sua lista de endereços seguros, ou minha resposta poderá cair na sua caixa de Spam!