quarta, 03 de julho de 2013

Panna cotta com calda de mirtilo

12 Comentários

Hoje, resolvi ver todas as fotos do Freddie no meu celular porque completo 100 dias junto com ele. Descobri que tenho mais do que 240 fotos, o que dá uma média de 2 a 3 fotos por dia. Será que sou mãezona demais?

freddie_bigodonSem contar as fotos que tiro para sacaneá-lo.
Ele surpreendeu a mim e ao Sr. Namorado com tamanha inteligência e carinho. Nunca vi um cachorro aprender tão rápido e fácil onde é o lugar certo de fazer necessidades. Ele também já anda sem coleira, se não tiver muitas distrações em volta, e não morde mais nada que proibimos, mesmo quando o deixamos sozinho.
A rotina diária é levá-lo para passear três vezes, porque essa raça tem tendência a ficar gordinha. No fim de semana, o levamos para o Parque da Cidade de Brasília e o soltamos para correr entre as árvores e comer o que tiver vontade. Ele adora comer, absolutamente tudo. Já desistimos de impedi-lo de comer cabelo no chão e mosquinhas de banheiro. Cada nova limpeza de fezes nas gramas é praticamente um exame técnico do CSI, onde analisamos o que ele engoliu que não conseguimos impedir dessa vez.
Descobri também que ele adora 99 Problems, do Jay-Z, o que encheu o Sr. Namorado de orgulho.

panna_cotta_mirtilo
Essa panna cotta foi a sobremesa do jantar de Reveillon com meus amigos. O nome significa creme cozido em italiano. É uma delícia, porque não é extremamente doce e combina perfeitamente com caldas e geleias de frutas, ou até uma ganache mais líquida de chocolate.

Panna cotta com calda de mirtilo
Rende: 6 porções

2 1/2 colheres de chá de gelatina em pó sem sabor
2 colheres de sopa de água gelada
1 1/4 xícaras de creme de leite fresco (com mais de 30% de gordura)
1/2 xícara de açúcar
1 fava de baunilha ou 1/2 colher de sopa de extrato de baunilha
1 3/4 xícaras de buttermilk

1 – Em uma pequena tigela, coloque a gelatina em pó. Por cima, despeje a água gelada. Reserve, para que a gelatina absorva todo o líquido.
2 – Coloque o creme de leite fresco, o buttermilk e o açúcar em uma panela média. Corte a fava de baunilha para abri-la e remover as sementes. Coloque as sementes e a fava aberta na panela com os leites e leve ao fogo, mexendo para dissolver o açúcar.
3 – Deixe esquentar somente até começar a ferver e formar bolhas nas bordas. Nesse ponto, o açúcar deve ter derretido completamente.
4 – Retire do fogo e coe, transferindo para uma tigela. As sementes devem ficar, mas a fava sai. Se você preferiu usar extrato de baunilha, agora é a hora de acrescentá-lo.
5 – Adicione imediatamente a gelatina hidratada enquanto a mistura ainda está quente. Mexa até dissolver tudo. Se achar que a gelatina não dissolveu, retorne ao fogo brevemente, sem deixar ferver.
6 – Cubra com filme PVC, tocando a superfície da mistura, e leve à geladeira por pelo menos 2 horas.
7 – Quando estiver frio, transfira para ramekins, taças, copos ou o que você achar mais fofo e leve à geladeira por 8 horas ou durante a madrugada.

Calda de mirtilo
1 xícara de mirtilos frescos
2 colheres de sopa de açúcar
1 colher de sopa de suco de limão
1/3 de xícara de água

1 – Coloque todos os ingredientes em uma panela e leve ao fogo baixo. Deixe ferver.
2 – Os mirtilos vão começar a amolecer. Amasse-os com a espátula ou colher e misture bem. Deixe engrossar um pouco, mas não deixe muito tempo ou pode virar uma geleia.
3 – Quando pronto, retire do fogo e espere chegar à temperatura ambiente. Depois, divida a calda entre as porções de panna cotta e devolva à geladeira até servir.

A coisa mais bonita é ver as sementinhas de baunilha no creme branco. A fava sem as sementes ainda pode ser usada. É só deixá-la secar completamente, preferencialmente ao sol, e depois usá-la para aromatizar seu pote de açúcar, por exemplo.

panna_cotta_mirtilo
Você já provou panna cotta? O que achou?

Ju Morgado

Sou uma jornalista com mais paixões do que o tempo me permite cultivar. Descobri na cozinha meu paraíso, meu refúgio depois de um dia cansativo ou estressante. É quase um vício, realmente. Não apenas cupcakes, mas qualquer coisa que eu ache interessante, desafiante ou divertido de fazer. Apesar do nome do blog, não é só de cupcakes que eu vivo. Amo fazer risotos, de todos os sabores, e simplesmente amo qualquer receita que envolva qualquer tipo de queijo.

A história do Cupcakeando

Não sei bem quando ou porquê eu comecei a me interessar por cozinhar. A lembrança mais antiga que tenho é de minha mãe me puxando para a cozinha, para me ensinar a fazer arroz branco, comum, e o molho de macarrão com tomates frescos que só ela sabe temperar.
Tudo que eu sei de cozinha aprendi de um jeito: prática. Minhas receitas são criadas da minha cabeça e implementadas dos meus testes ou então milimetricamente medidas de fontes confiáveis.
Tenho uma verdadeira paixão por cupcakes, pois acho que eles reúnem o que há de melhor na cozinha: manteiga, açúcar, fofurice, capricho e criatividade. Tudo na medida certa para uma pessoa saborear. Gosto de tentar coisas novas com esses pequenos e descobrir jeitos diferentes de decorá-los. Quando não estou fazendo nada, começo a pesquisar e estudar receitas, teorias e decorações de cupcakes. É, isso mesmo, estudar.
O blog também é uma maneira de praticar minha segunda paixão: fotografia. Sou daquelas que, enquanto passeia pelo parque, começa a achar ângulos de fotos que ficariam maravilhosas. Assim como eu estudo gastronomia e culinária, sento para ler sites e livros enormes sobre fotografia.

O gerúndio

Não fale mal dele antes de conhecê-lo melhor. Já ouvi por aí dizerem que jornalista jamais, sob nenhuma circunstância, pode usar o gerúndio. A justificativa fez sentido: “você usa o gerúndio quando não quer dar nenhuma previsão de término para sua a ação”, o que, no jornalismo, é basicamente como deixar o leitor esperando para sempre por aquela obra sanitária que o governo prometeu.
Mas foi exatamente a mesma explicação que me convenceu a usar o gerúndio para o nome do blog: eu não tenho previsão de fim para minha produção de cupcakes, jamais pretendo parar de fazê-los ou de cozinhar em geral. Se não tiver mais encomendas, será para amigos. Se meus amigos enjoarem, será para minha família. Quando minha família me dizer “CHEGA”, será para mim mesma (e talvez meu corgi. Eu tinha uma husky siberiana linda, que infelizmente se foi, mas vai estar sempre na minha memória). Porque é o que eu amo fazer e o que me deixa feliz.

Copyright

Todas as fotos e textos nesse site são produzidos pela confeiteira Ju Morgado, a não ser que esteja especificado o contrário. Eles representam muito trabalho e esforço. Caso deseje utilizar alguma foto ou texto do site, por favor, entre em contato. Ficarei imensamente grata em ajudar, mas é importante dar os devidos créditos. :)

Creative Commons License
Essa obra é licenciada perante a
Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Contato

Será que sua pergunta já não foi respondida no FAQ? Dê uma lida nele antes, para ter certeza!

Envie suas dúvidas ou pedidos de encomendas por aqui. Minhas encomendas de cupcakes são apenas para o Distrito Federal (DF). Outros doces e produtos podem ser enviados, a depender do pedido.

Eu respondo a todos os e-mails enviados. Garanta que você receberá minha resposta adicionando o e-mail contato@cupcakeando.com.br na sua lista de endereços seguros, ou minha resposta poderá cair na sua caixa de Spam!