quinta, 29 de janeiro de 2015

Sorvete de fava de baunilha

21 Comentários

Estou descobrindo os pequenos detalhes de morar sozinha, um dia de cada vez. O que eu acho fascinante, pra ser bem honesta. São essas coisinhas que eu ansiava em conhecer sozinha, neste processo tão bom.
Tipo descobrir pelo Sr. Namorado que toalhas de chão e toalhas de rosto de banheiro têm, sim, uma diferença. Eu não entendi bem quando fui trocar o jogo e só havia uma toalha grande – que obviamente serve para me enxugar – e outra menor, apenas. Não eram pra vir duas? Bem, então fui pela lógica e assumi que antes uma toalha pra pisar do que uma toalha pra secar o rosto. Prefiro me manter em pé com a cara molhada do que levar um tombo no banheiro. Mas aí o Sr. Namorado veio me contar que eu estava pisando diariamente na toalha de rosto, que é pra ser decorada, enquanto a toalha de chão não tem nenhum detalhe. Vejam só vocês! Jamais imaginei isso, sério.

sorvete_fava_baunilha
Também descobri a magia de criar um cachorro do nada. É o que acontece quando vou varrer o chão do apartamento, que nem é tão grande. Quando termino de juntar toda a sujeira em um canto, é como se um novo Freddie tivesse surgido do zero. Só falta latir. É muito pêlo, gente! E criado em apenas um dia de convivência do cão nesta casa, às vezes.
Descobri, ainda, a tristeza de limpar o fogão. Como a cozinha é minha área, eu adoro vê-la impecavelmente limpa. Porém, como é onde eu gosto de estar, constantemente tem algo saindo dela, então o fogão está em uso. E aí, infelizmente, está sempre sujando. Eu limpo, lavo, passo cera especial para vidro pra ficar aquele brilho… mas, no fim das contas, ou eu paro de cozinhar ou limpo diariamente. O que não vai rolar, acho que não é bom até pro material do tampo de vidro do fogão tanta limpeza (pelo menos pras minhas mãos não é).

sorvete_fava_baunilha4
Aos poucos vou descobrindo novas pequenas coisas, ou encontrando detalhes que eu ainda não tinha visto. Parece frustrante descobrir que você está sujando a toalha de rosto colocando no chão? Depende da perspectiva que você tem da vida. Eu e o Sr. Namorado tivemos boas e longas risadas com relação a isso enquanto eu argumentava que não fazia sentido um jogo de toalhas limpar seu corpo e seu rosto, mas não dar a mínima pra te manter seguramente em pé.

sorvete_fava_baunilha3
Fazia um tempão que eu não colocava aqui no blog uma receita de sorvete. A questão é que, morando na casa dos meus pais, eu não podia sempre arrumar espaço no congelador para deixar a tigela da sorveteira da KitchenAid gelando. Outra vantagem de morar sozinha.

Sorvete de fava de baunilha
Rende: um pouco menos de 1 litro

90g de gemas (aproximadamente 5 gemas grandes)
1 xícara (240ml) de leite
2 xícaras (480g) de creme de leite fresco
3/4 de xícara (180g) de açúcar
1 fava de baunilha
1 colher de chá de extrato de baunilha

1 – Não se esqueça de preparar sua sorveteira de acordo com as instruções do fabricante. A maioria pede que deixe a tigela no congelador por pelo menos 24h. Abra a fava de baunilha e retire as sementes (veja como abrir a fava).
2 – Em uma tigela grande, bata as gemas com o açúcar, com um fouet, até que fique pálido. Leve os leites para ferver em uma panela com as sementes e a fava de baunilha vazia. Retire do fogo quando começar a formar bolhinhas nas laterais, não precisa ferver até o leite subir.
3 – Remova a fava e derrame o leite aos poucos nas gemas, batendo com o fouet sem parar, para temperar e não fazer ovo mexido. Devolva a mistura à panela e leve para o fogo até chegar ao ponto P: quando o creme ficar consistente, grudar nas costas da espátula, e quando você passa um dedo no meio e o espaço permanece. Adicione o extrato de baunilha e mexa bem.
4 – Transfira para uma tigela rasa, cubra com papel filme tocando a superfície do creme e leve para a geladeira por pelo menos 4 horas, ou preferencialmente deixe lá durante a noite e faça o sorvete no dia seguinte.
5 – Para fazer o sorvete, siga as instruções da sua máquina quanto ao tempo de bater. Eu deixei por 18 minutos na sorveteira da KitchenAid, e ficou perfeito! Depois transfira para um pote (que pode muito bem ser aquele de sorvete de supermercado que um dia armazenaria feijão) e leve para o congelador por mais 2 horas pelo menos, para endurecer. Ou você pode servir na mesma hora que sai da sorveteira, se gostar de sorvete mais mole.

Tem tanta baunilha nesse sorvete que chega a ser indecente. A infusão da fava no leite, apesar de breve, já faz uma diferença. Mas se tiver o tempo e a disposição, você pode fazer até o passo 2 e deixar a fava no leite, na panela, por uma ou duas horas. Depois, é só remover a fava, reaquecer o leite até o ponto de fervura e continuar a receita naturalmente.

sorvete_fava_baunilha2
É um sabor campeão. Baunilha com favas e sementes de verdade é simples, mas maravilhoso. Mas se não puder usar a fava e as sementes, não tem problema. Faça toda a receita naturalmente sem o uso delas, dobre a quantidade de extrato ou essência de baunilha, e terás um resultado excelente!

Dicas:
– Não jogue fora a fava de baunilha. Dê uma lavadinha de leve pra tirar o leite, seque direitinho com papel toalha e jogue dentro do seu pote de açúcar para aromatizá-lo. Ou faça açúcar baunilhado, como a Dani Noce ensina.
– Você pode e deve misturar gotas de chocolate ou pedacinhos de castanhas ou amêndoas no último minuto de bater do sorvete, dando um upgrade delícia a ele.

O que vocês descobriram quando foram morar sozinh@s?

  1. Maíra Cervi Barrozo do Nascimento
    29 de janeiro de 2015 - 10:02

    Tá lindo o sorvete, a consistência parece perfeita. Parabéns! Tô louca pra comprar a Stand Mixer maior da KitchenAid, tenho a menor e a tigela da sorveteira não serve nela… :(

    • Aline Caceres
      30 de janeiro de 2015 - 08:24

      Desculpa eu me meter, mas é que achei tão estranho… Tenho uma Kitchenaid Classic 4.5, que eu julgava ser a menor de todas (ao menos era mais barata e a mais leve quando comprei). Vi seu comentário e fiquei frustrada pq pretendia comprar a sorveiteira na minha próxima viagem, então fui pesquisar. No site da Kitchenaid americana, diz o seguinte:

      “KitchenAid ® Ice Cream Maker Attachment makes up to 2 quarts of fresh ice cream, sorbet and other frozen desserts. (Fits all Stand Mixers except KSM6573C and KSM7 models. For those models order KAICA)”

      A minha batedeira, que é a menorzinha até no site deles, é o modelo K45SSWH. Inclusive, a descrição da sorveteira está entre os acessórios recomendados para o meu tipo de batedeira. Tem certeza que vc está vendo o modelo correto (ou vc comprou e a sorveteira não encaixou)?

      • 03 de fevereiro de 2015 - 23:31

        Maíra e Aline, acho que é isso mesmo que a Aline falou. A minha sorveteira veio com uma parte extra que serve meio que como um “banquinho” pra elevar a sorveteira, que imagino que seja para os modelos maiores da KitchenAid! :)

    • Chris
      04 de fevereiro de 2015 - 11:04

      Oi Maíra, Alice e Juliana,

      A minha kitchenAid é a Artsan (normal) e uso o a sorveteria tranquilamente. No entanto, tive que tirar uma pecinha redonda que fica em cima do batedor. Feito isso a sorveteira encaixa e funciona perfeitamente. Recomendo uma autorizada para fazer a retirada da peça que comentei. Beijos

      • Juliana
        06 de fevereiro de 2015 - 15:46

        Oi, Ju. Seu site é lindo, tô sempre por aqui. Hoje preciso de um socorro com relação à batedeira x sorveteira. A minha kitchenaid é uma artisan (normal), mas a peça para encaixar a pá da sorveteira não é compatível com o eixo do batedor, por causa da plaquinha e mola que ficam ali na ponta desse eixo. Acho que vou ter que fazer a adaptação que a Chris mencionou. Isso é normal ou eu é que não tô entendendo como montar? Chris, em que cidade vc mora? Qual assistência vc usou? Obrigada!

      • 16 de fevereiro de 2015 - 10:53

        Chris, não sei bem qual peça redonda é essa (é difícil falar sem fotos pra mostrar né? hahahaha), mas aqui em casa eu uso uma peça que veio junto com a sorveteira para encaixá-la no batedor de cima. Ela não é fixa, então não precisei levar numa autorizada. Acho que vou fazer um vídeo mostrando como uso a sorveteira e colocar no instagram pra vocês verem!

  2. Denise
    29 de janeiro de 2015 - 15:53

    Olá Juliana Tudo bem? que bacana, adoro testar novas receitas… teu blog é bem legal, tenho um tb, pois sou cake designer e sempre posto dicas e receitinhas super aprovadas..beijo
    http://atelieoficinadoacucar.blogspot.com.br/

  3. Bia
    30 de janeiro de 2015 - 00:48

    Juliana, acabo de descobrir o cupcakeando e quero passar a madrugada toda lendo seus posts. Deixa eu te fazer uma pergunta. Você é de Brasília certo? Se for, onde você compra açúcar impálpavel? Nos lugares onde eu fui as pessoas nem sabem o que é isso.

    • 03 de fevereiro de 2015 - 23:28

      Bia, sou sim! Açúcar impalpável só vende em lojas especializadas pra confeitaria, como a Festiva na 506 sul, ou o Rei das Embalagens no fim da W3 sul também. Beijos!

  4. 31 de janeiro de 2015 - 19:52

    Olá Juliana! Muito boa receita, mas me tira uma dúvida que já queria te perguntar faz algum tempo…. onde você encontra fava de baunilha aqui em BsB? Será que você podia me dar umas sugestões de lugares com produtos mais gourmet sabe, aqueles que a gente não encontra em qualquer supermercado… Desde já te agradeço! Abçs

    • 03 de fevereiro de 2015 - 23:34

      Larissa, no Oba e no La Palma você encontra esses itens mais “gourmets”! Beijos! :)

  5. Renata Neris
    04 de fevereiro de 2015 - 15:03

    Me deu água na boca. Será que consigo esse resultado numa planetária comum? Beijo lindona!

    • 16 de fevereiro de 2015 - 11:09

      Renata, pra fazer sorvete infelizmente você precisa de uma sorveteira, seja da KitchenAid ou de outras marcas. Você pode fazer levando o sorvete pra gelar normalmente e mexendo a cada hora, dá trabalho e a consistência não fica perfeita, mas funciona. Beijos!

  6. Larissa
    05 de fevereiro de 2015 - 19:21

    Oi Juliana! Muito legal seu blog. Amei a receita do sorvete, mas queria saber se dá certo fazer no liquidificador. Ainda não adquiri minha sorveteira :(

    • 16 de fevereiro de 2015 - 11:23

      Larissa, tem que ser em uma sorveteira. A sorveteira gela igualmente a mistura pra formar o sorvete, é assim que conseguimos a consistência correta, não é apenas bater a mistura entende? Você pode fazer normalmente e colocar a mistura em um pote e levar pra gelar, mexendo a cada hora. Dá trabalho e a consistência não fica perfeita, mas funciona. Beijos!

  7. Laura
    17 de fevereiro de 2015 - 12:05

    Juliana, seu blog é demais! Adorei, principalmente, sua interação com as pessoas, sua gentileza. Se for possível fazer um video ensinando como usar sua sorveteira KitchenAid, vou ficar eternamente grata. Eu comprei a minha, mas ainda não consegui usar. Obrigada!

  8. Karla
    06 de junho de 2015 - 15:36

    oi juliana,
    soh uma duvida… ali na receita voce nao diz em que momento vc coloca o creme de leite, coloquei na panela com o leite ja misturado com a fava e os ovos… e comecei a fazer no fogo médio… aguardando q ficasse ao creme… ate o momento que parece que cozinhou os ovos… pelo cheiro… acho q passou do ponto. se puder me ajudar em que momento vai o creme de leite…
    obrigada
    beijo

    • 17 de junho de 2015 - 17:36

      Karla, é o passo 2, “ferva os leites”. Beijos!

  9. 01 de julho de 2015 - 07:31

    […] teste nas suas forminhas antes de assar todos para os convidados. – Petit gateau caseiro com sorvete de baunilha caseiro: matou a charada da felicidade […]

  10. 13 de novembro de 2015 - 08:17

    […] O melhor é servi-lo assim que desenformar, ainda morno/quente. Aliás, o único jeito de desenformar esse bolo é quentinho. Sirva com uma bola de sorvete de creme, tipo esse aqui. […]

Ju Morgado

Sou uma jornalista com mais paixões do que o tempo me permite cultivar. Descobri na cozinha meu paraíso, meu refúgio depois de um dia cansativo ou estressante. É quase um vício, realmente. Não apenas cupcakes, mas qualquer coisa que eu ache interessante, desafiante ou divertido de fazer. Apesar do nome do blog, não é só de cupcakes que eu vivo. Amo fazer risotos, de todos os sabores, e simplesmente amo qualquer receita que envolva qualquer tipo de queijo.

A história do Cupcakeando

Não sei bem quando ou porquê eu comecei a me interessar por cozinhar. A lembrança mais antiga que tenho é de minha mãe me puxando para a cozinha, para me ensinar a fazer arroz branco, comum, e o molho de macarrão com tomates frescos que só ela sabe temperar.
Tudo que eu sei de cozinha aprendi de um jeito: prática. Minhas receitas são criadas da minha cabeça e implementadas dos meus testes ou então milimetricamente medidas de fontes confiáveis.
Tenho uma verdadeira paixão por cupcakes, pois acho que eles reúnem o que há de melhor na cozinha: manteiga, açúcar, fofurice, capricho e criatividade. Tudo na medida certa para uma pessoa saborear. Gosto de tentar coisas novas com esses pequenos e descobrir jeitos diferentes de decorá-los. Quando não estou fazendo nada, começo a pesquisar e estudar receitas, teorias e decorações de cupcakes. É, isso mesmo, estudar.
O blog também é uma maneira de praticar minha segunda paixão: fotografia. Sou daquelas que, enquanto passeia pelo parque, começa a achar ângulos de fotos que ficariam maravilhosas. Assim como eu estudo gastronomia e culinária, sento para ler sites e livros enormes sobre fotografia.

O gerúndio

Não fale mal dele antes de conhecê-lo melhor. Já ouvi por aí dizerem que jornalista jamais, sob nenhuma circunstância, pode usar o gerúndio. A justificativa fez sentido: “você usa o gerúndio quando não quer dar nenhuma previsão de término para sua a ação”, o que, no jornalismo, é basicamente como deixar o leitor esperando para sempre por aquela obra sanitária que o governo prometeu.
Mas foi exatamente a mesma explicação que me convenceu a usar o gerúndio para o nome do blog: eu não tenho previsão de fim para minha produção de cupcakes, jamais pretendo parar de fazê-los ou de cozinhar em geral. Se não tiver mais encomendas, será para amigos. Se meus amigos enjoarem, será para minha família. Quando minha família me dizer “CHEGA”, será para mim mesma (e talvez meu corgi. Eu tinha uma husky siberiana linda, que infelizmente se foi, mas vai estar sempre na minha memória). Porque é o que eu amo fazer e o que me deixa feliz.

Copyright

Todas as fotos e textos nesse site são produzidos pela confeiteira Ju Morgado, a não ser que esteja especificado o contrário. Eles representam muito trabalho e esforço. Caso deseje utilizar alguma foto ou texto do site, por favor, entre em contato. Ficarei imensamente grata em ajudar, mas é importante dar os devidos créditos. :)

Creative Commons License
Essa obra é licenciada perante a
Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Contato

Será que sua pergunta já não foi respondida no FAQ? Dê uma lida nele antes, para ter certeza!

Envie suas dúvidas ou pedidos de encomendas por aqui. Minhas encomendas de cupcakes são apenas para o Distrito Federal (DF). Outros doces e produtos podem ser enviados, a depender do pedido.

Eu respondo a todos os e-mails enviados. Garanta que você receberá minha resposta adicionando o e-mail contato@cupcakeando.com.br na sua lista de endereços seguros, ou minha resposta poderá cair na sua caixa de Spam!