sábado, 20 de dezembro de 2014

Pãezinhos amanteigados com alho

40 Comentários

Como ainda estou em processo de mudança e arrumação (exceto a cozinha, que foi a primeira a ficar pronta, claro), não tem decoração de Natal aqui no apartamento. Até porque não tenho dinheiro pra comprar itens natalinos. Pindaíba total.
Mas então, ontem, enquanto estava de molho pós-pequena cirurgia pra tirar um lipoma que eu tinha no pescoço, recebi este pequeno presente do Freddie. De acordo com o Sr. Namorado, foi ele quem comprou e digitou a senha do cartão com as patinhas.

natal_cupcakeando_pinheiro
Esse mini pinheiro é a minha decoração do Natal de 2014, o primeiro morando sozinha. Claro, mas é óbvio, que passarei a ceia na casa dos meus pais, onde sempre tem fartura graças a culinária de Dona Maria, senhora cozinheira de mão cheia que minha mãe sempre pede para preparar o jantar inteiro.
Estou pensando em levar alguma coisa para a ceia, preferencialmente uma sobremesa, claro, porque não vou competir com Dona Maria e Dona Mamãe. Estou na dúvida entre uma torta de chocolate ou uma verrine gigante de creme de baunilha e morangos, inspirado em um doce de uma confeitaria famosa aqui de Brasília. Só que mais gostosa, porque tem amor na receita.

pães_amanteigados_alho
Eu levaria esses pãezinhos, mas é fartura demais pra levar mais salgado. Mas recomendo a vocês que façam na ceia das suas famílias! É diferente, mais numa vibe americana de Natal, e é muito delicioso! Comi três de uma vez quando fiz, assim que saiu do forno. Aliás, é uma ótima dica: deixar eles prontinhos, já crescidos lá do passo 8 da receita, e só assar na hora de servir, já que leva meros 10 minutinhos.

Pãezinhos amanteigados com alho
Rende: 10 pães em uma fôrma de 25cm de diâmetro

1 xícara (250ml) de leite morno (a 35˚C)
3 colheres de sopa (35g) de açúcar
1 colher de sopa de fermento biológico seco
2 colheres de sopa (28g) de manteiga derretida
1 ovo
3 xícaras (330g) de farinha
1/2 colher de chá de sal
mais farinha se precisar
3 colheres de sopa (42g) de manteiga
2 dentes de alho ou 1/2 colher de chá de cremalho

1 – Eu fiz na KitchenAid com o batedor de massas pesadas (o gancho), mas você pode perfeitamente fazer na mão em uma tigela. Vou ensinar os dois jeitos: misture na tigela da batedeira ou em uma tigela grande o leite e o açúcar, até dissolver o último.
2 – Acrescente o fermento e misture de leve com uma colher. Deixe agir por uns cinco minutos, até que comece a borbulhar. Se não borbulhar, o leite estava muito quente e você “matou” o fermento, coitado. É preciso começar de novo.
3 – Adicione a manteiga derretida e o ovo. Em seguida, adicione uma xícara de farinha e o sal. Comece a bater na velocidade mínima ou a misturar com um garfo.
4 – Vá colocando mais farinha até chegar às 3 xícaras. Nesse ponto, a massa deverá estar se desprendendo das laterais da tigela na batedeira e subindo pelo gancho. Na mão, ela deverá estar praticamente se desprendendo dos seus dedos. Se não chegar nesses pontos, vá acrescentando mais farinha aos poucos, de uma em uma colher de sopa. Isso varia porque depende da farinha que você usou, do tamanho do ovo, da umidade na sua cidade, etc.
5 – Deixe bater na tigela por 5 minutos, em velocidade baixa. Na mão, você precisa sovar a massa até que ela fique bem lisa e elástica, por uns 10 minutos mais ou menos. Vá adicionando mais farinha para não grudar na bancada.
6 – Unte com óleo uma tigela e transfira a massa para ela. Deixe em um local quentinho para crescer, tipo dentro do seu forno, por uns 50 minutos.
7 – Unte e enfarinhe a fôrma onde você vai assá-los. A massa deverá ter duplicado de tamanho. Dê um tapa/soco para desinchá-la e comece a formatar as bolinhas na fôrma. Depois leve para crescer novamente por mais 20 minutos.
8 – Enquanto isso, derreta a manteiga no microondas ou no fogão com o alho. Pincele a mistura sobre os pãezinhos depois de crescidos.
9 – Aqueça o seu forno à 200˚C. Quando estiver bem quente, asse os pães por 10 minutos, ou até que estejam bem moreninhos por cima. Abra o forno na metade do tempo para pincelar mais manteiga com alho por cima. Eu abri umas três vezes porque alho é vida.

pães_amanteigados_alho2
Sirva recém-saído do forno, ou quentinho, com mais manteiga ainda! A apresentação fica uma graça e é ideal para a mesa de Natal, como entrada durante a ceia, não acham? Parece um panetone, até!
Se você gostar mesmo de alho, mas mesmo mesmo, como eu, vale ainda salpicar alho crocante em cima dos pãezinhos enquanto assam.

Como ficou a decoração de Natal de vocês esse ano? Capricharam?

  1. Leonay
    20 de dezembro de 2014 - 09:03

    Ju, que lindos os pães! Certeza q vou fazer p o Natal, amei! Me fala uma coisa, vc deixou mais ou menos q distância entre os bolinhos de massa, para ficar nesse formato? Fiquei com medo de deixar muito separado e n ter esse efeito lindo e juntinho no final… Obrigada mais uma vez, bju grande e boas festas p vc!

    PS.: como vai de cozinha nova? Já já corro lá p ler o post, ainda n vi todo.

    • 27 de dezembro de 2014 - 00:41

      Lay, deixei uns 2 cm de distância entre cada um antes de deixar crescer, mas honestamente não me preocupei muito com a distância entre eles. Deixei ficarem grudadinhos mesmo! :)

    • Neide Sgobbi
      07 de janeiro de 2015 - 11:53

      Oi Jú,
      Eu também não sou muito de fazer comentários mas hoje decidi que vou escrever muito. Só elogios para você e seu blog. Parabéns pelo novo formato. Está mais delicioso ainda. Já fiz muitas receitas do blog e a última foi a do pão amanteigados com alho. É a terceira vez que faço e o pessoal aqui de casa amou! Sempre falo de você para as minhas amigas. A Juliana sabe tudo! Identifico-me muito com você porque também amo utensílios de cozinha em especial o da Kitchenaid, (também tenho uma KiKi), gosto do blog Joy of baking… E toda vez que viajo o meu setor de compras preferido é sempre o de cozinha… (Michaels, Target, etc). Gosto de testar novas receitas e tirar fotos depois…
      Jú, reparei que no novo blog os vídeos foram retirados….É isso mesmo?
      Feliz Ano Novo…
      Um abraço
      Neide Sgobbi – São Paulo – SP

      • 07 de janeiro de 2015 - 23:43

        Oi Neide! Obrigada pelos elogios. Faça sempre comentários por aqui! Adoro ler vocês :)
        Sim, os vídeos eu retirei porque estão com a logomarca antiga, e preciso atualizá-los para essa, que será para sempre (quem sabe hahaha) agora! Mas não tem problema porque os vídeos eram mais testes, vou fazer vídeos mais profissionais mais pra frente :)

        Beijos!

  2. Leonay
    20 de dezembro de 2014 - 09:06

    Ah, sim, boa recuperação! :)

  3. Andreia Marques
    20 de dezembro de 2014 - 13:08

    Oi Juliana!! Sou Andreia uma leitora de seu site a muiito tempo, mas nunca tinha postado nada, pq com dois filhos pequenos são raros momentos para eu ficar um tempo quietinha aqui em frente a telinha!! Maas eu adoro seu site, ele é lindo….suas fotos, suas historias e é claro suas receitas!! Amo pão….de qq tipo…assim como cupcakes!! Essa sua receita parece deliciosa….deixa te perguntar uma coisas: posso trocar o fermento em pó pelo biologico?? mesma quantidade?? Um Feliz , Belo e Doce Natal para vc e muitas felicidades em sua vida para 2015!!

    • 27 de dezembro de 2014 - 00:44

      Andreia, na verdade usei fermento biológico seco, e não o em pó! A quantidade já está lá na receita! :) Beijos e obrigada pelo carinho!

  4. Claudia Rocha
    21 de dezembro de 2014 - 11:12

    Bom dia Ju!

    Não sou muito de fazer comentários mas estou sempre por aqui! Acho seu blog perfeito! Sou estudante de Gastronomia, em Brasília também, e o seu blog é o melhor de todos! Adoro as indicações de lojas! =D
    Gostaria de deixar registrado que adorei as quantidades da receita em gramas! rsrs… Eu sempre ficava perdida, pois acostumei com quantidades exatas! Se um dia vc precisar de uma auxiliar, eu me candidato!! hehe…

    Grande beijo!

    • 27 de dezembro de 2014 - 00:45

      Claudia, obrigada pelos elogios! :) Estou sempre tentando colocar as gramas em todas as receitas! Beijos!

  5. 21 de dezembro de 2014 - 16:29

    Ju, se eu não tiver a forma anti aderente posso fazer com papel manteiga ou com a forma untada ? Mais uma vez parabéns por seu lindo trabalho, sempre dou uma olhada por aqui e uso sua receita de Cupcake red velvet. Obrigada pro compartilhar seu conhecimento conosco!

    • 27 de dezembro de 2014 - 00:46

      Francielle, basta untar sua fôrma que já resolve! :) Beijos!

  6. Ju
    22 de dezembro de 2014 - 16:13

    Acabei de fazer, Ju! E como eu também sou viciada em alho, fiz uma manteiga de alho e salsa pra acompanhar. http://www.petiscos.com/receita.php?recid=8526&catid=16
    Que delícia! Pena que meu forno queima o fundo de qualquer coisa que eu faça nele. Tirei mais clarinho que o seu e mesmo assim o fundo do pão ficou carbonizado. E olha que não era a temperatura que estava muito alta, ele até demorou uns 25 min pra assar. O que vc acha que pode ser? Eu achava que era a forma anti-aderente, mas vi que você também usou…

    Admiro muito seu trabalho, parabéns!

    • 27 de dezembro de 2014 - 00:46

      Ju, seu forno pode estar desregulado mesmo. Tenta colocar em uma prateleira mais em cima do seu forno! Beijos! :)

  7. Ana Cleide Cerveira Lima
    27 de dezembro de 2014 - 01:31

    Uma delicia!!!!

  8. Denyse
    31 de dezembro de 2014 - 09:43

    Juliana, também adoro alho, vampiros não chegam nem perto do meu portão! Eu fiquei em dúvida sobre o fermento, como ele é? Seria aquele de tabletinho? Vou adotar a sua frase “Alho é vida”, posso?

    • 31 de dezembro de 2014 - 10:59

      Denyse, é o fermento biológico seco instantâneo, vende perto dos outros fermentos comuns. É granuladinho! :)
      Alho é vida. Queijo é vida. Açúcar é vida. Risoto é vida! Adoro tanta coisa que tudo é vida pra mim, hahahaha. Pode adotar! :)

  9. 12 de janeiro de 2015 - 11:37

    Ui, senti o cheiro dessa pão daqui! Que maravilha! =)

  10. Ione
    16 de janeiro de 2015 - 10:21

    Bom dia Juliana, o novo visual do site ficou dez!!! Gostamos muito do seu site, digo gostamos pois minha filha Sara de 12 anos sempre está por aqui rsrs dando uma olhadinha. Nós duas fizemos no Natal essa receita do pãozinho de alho, uh que delícia, tirei fotinha e tudo pra te mandar, mas o meu maridão esqueceu de passar pra mim a foto. Bem lhe desejamos tudo de melhor neste 2015! Com carinho abraços, Sara e Ione.

    • 16 de janeiro de 2015 - 18:19

      Ione, que bom que gostam do site! Um grande beijo pra você e pra Sara, continuem sempre por aqui! Tudo de bom nesse 2015 :)

  11. 17 de janeiro de 2015 - 21:12

    Juliana do céu! Se você estivesse por perto quando dei a primeira mordida nesse maravilhoso (e cheiroso) pãozinho, eu lhe daria um grande abraço e nenhuma mordida é claro! kkk Adorei! Posso deixar pronto e assar no dia seguinte? Porque eu estou viciada nele! Abçs

    • 22 de janeiro de 2015 - 21:04

      Larissa, pode deixar ele crescendo durante a noite e assar de manhã! :) Beijos!

  12. João Pedro
    01 de fevereiro de 2015 - 13:02

    Você usou farinha de trigo para pão ou usou farinha de trigo normal? adorei a receita!!!

    • 03 de fevereiro de 2015 - 23:35

      João, usei farinha de trigo normal, mas se você tiver farinha própria para pão, fica ainda melhor :)

  13. 23 de fevereiro de 2015 - 21:17

    Esse pão também fica bom se fizer sem alho, só pincelando a manteiga?

    • 08 de março de 2015 - 00:26

      Fernanda, fica bom de qualquer jeito! Hahahaha

  14. 09 de março de 2015 - 13:43

    Eu comprei uma planetária da Arno, testei essa receita nela hoje e a massa ficou perfeita! Ainda estou esperando ela crescer, mas ficou leve e lisinha, em ponto de véu.

    Sobre a Planetária Arno: a batedeira balança um pouco e é meio barulhenta, mas super dá certo! Pra quem ainda não tem grana pra uma KitchenAid, é uma boa alternativa!^^

    • 16 de março de 2015 - 16:26

      Fê, que bom que deu certo na Arno! Eu tenho um pouco de medo dela, confesso, porque parece que vai sair voando hahahahaha, mas já usei e deu certo mesmo :)

      • 16 de março de 2015 - 21:50

        É exatamente isso o que eu digo quando alguém me pergunta sobre a performance dela! Parece que vai voar. Tem gente que larga batendo e vai fazer outras coisas, mas eu não confio, tenho que ficar junto, hahaha!

        Eu gostaria de uma KitchenAid, mas faço meus bolos e pães apenas para consumo próprio mesmo, então não vejo motivo para pagar mais de mil reais numa batedeira que só vou usar de vez em quando.

        Agora, pra quem faz essas coisas pra vender, aí sim vejo vantagem investir na KitchenAid. A não ser que a pessoa só venda bolo, porque bate bolos e coberturas muitíssimo bem.

  15. Marlene
    16 de março de 2015 - 08:28

    Oi Jú,fiz o pão e ficou maravilhoso.Levei para o trabalho e já fizeram encomenda para o dia seguinte. Obrigado por compartilhar suas delícias.Bjs

    • 16 de março de 2015 - 18:05

      Marlene, que ideia boa! Que bom que gostaram e está te rendendo um extra! Beijos! :)

  16. Ruth Silva
    02 de maio de 2015 - 23:23

    Juliana!!
    Suas receitas são sempre ótimas. Nunca me arrependo de testá -las. Já fiz esse pão algumas vezes desde q vi a receita em dezembro.
    Já testei com farinha integral e integral com passas e canela. Ficaram ótimos. muito bom mesmo.
    E hoje, pensando em fazer uma panqueca no café amanhã, o q encontro aqui? Vc tá adivinhando pensamentos.
    Muito obrigada.

    • 05 de maio de 2015 - 15:07

      Ruth, estou inserindo chips mentais em cada um de vocês, um de cada vez, pra saber sempre o que vocês querem aqui no blog e eu poder fazer hahahahaha :) Beijos flor!

  17. Luisa
    02 de junho de 2015 - 10:04

    Oi Ju, fiz ontem! Finalmente! Ficou top demais. A burra aqui esqueceu de botar o sal hshahaha, mas mesmo assim ficou boa. Coloquei a 180°C por 30min e deu certo. To mega feliz. Agora vou testar seus cupcakes rsrs
    Beijos

  18. Valeria
    23 de junho de 2015 - 20:36

    Juliana, o pão ficou maravilhoso. Gosto muito das suas receitas e tenho muita confiança que vai dar certo, como sempre aconteceu. Parabéns . Um detalhezinho que eu não percebi na receita: qual o momento de colocar o sal ? Confesso que não coloquei e nem senti tanta falta, a manteiga resolve.

    • 13 de julho de 2015 - 17:32

      Valeria, realmente estava faltando na receita, mas era só acrescentar a qualquer momento mesmo. E sem o sal ele também fica muito bom, né? Beijos!

  19. Bruna
    12 de julho de 2015 - 17:18

    Fazia tempos q eu vinha namorando essa receita..e a umas tres semanas atrás eu resolvi testar..nem preciso dizer q foi amor a primeira mordida..macio e leve..uma delicia. Moro em Curitiba e estamos encarando o inverno..agora todo domingo sai pãozinho quentinho pra aquecer o final de tarde..Muito obrigada por compartilhar suas receitas maravilhosas conosco..

  20. Patrici Biata
    21 de julho de 2015 - 20:01

    Ju,acabei de fazer e ficou ótimo,meu marido adorou!!Parabéns!!

  21. Janaina
    12 de fevereiro de 2016 - 10:10

    Olá Juliana, primeiro gostaria de parabeniza-la pelo seu lindo site, e quero que saiba que vc inspira muito amor a cada publicação! :) Fiz o pão de alho em duas receitas porque a população é grande aqui em casa… uma eu fiz na forma antiaderente e a outra de alumínio… o que coloquei na forma antiaderente tb queimou embaixo, como já relataram aqui…mas não foi problema, retiramos o fundinho queimado e ficou uma delicia de novo.. hehehehe
    Tenho uma duvida… eu posso preparar a massa a noite e guardar na geladeira para assar de manhã? Duvida de pricipiante.. Bjss

    • 03 de março de 2016 - 11:18

      Janaina, acho que a dica é colocar o pão no meio do forno pra ele não queimar nem embaixo e nem em cima. Será que resolve? Mas que bom que gostaram! Eu nunca testei mas escuto dizer que dá pra fazer a massa e deixar crescendo no forno durante a noite, e assar pela manhã. Deve funcionar, tem muita gente que faz assim! Beijos!

Juliana Morgado

Sou uma jornalista com mais paixões do que o tempo me permite cultivar. Descobri na cozinha meu paraíso, meu refúgio depois de um dia cansativo ou estressante. É quase um vício, realmente. Não apenas cupcakes, mas qualquer coisa que eu ache interessante, desafiante ou divertido de fazer. Apesar do nome do blog, não é só de cupcakes que eu vivo. Amo fazer risotos, de todos os sabores, e simplesmente amo qualquer receita que envolva qualquer tipo de queijo.

A história do Cupcakeando

Não sei bem quando ou porquê eu comecei a me interessar por cozinhar. A lembrança mais antiga que tenho é de minha mãe me puxando para a cozinha, para me ensinar a fazer arroz branco, comum, e o molho de macarrão com tomates frescos que só ela sabe temperar.
Tudo que eu sei de cozinha aprendi de um jeito: prática. Minhas receitas são criadas da minha cabeça e implementadas dos meus testes ou então milimetricamente medidas de fontes confiáveis.
Tenho uma verdadeira paixão por cupcakes, pois acho que eles reúnem o que há de melhor na cozinha: manteiga, açúcar, fofurice, capricho e criatividade. Tudo na medida certa para uma pessoa saborear. Gosto de tentar coisas novas com esses pequenos e descobrir jeitos diferentes de decorá-los. Quando não estou fazendo nada, começo a pesquisar e estudar receitas, teorias e decorações de cupcakes. É, isso mesmo, estudar.
O blog também é uma maneira de praticar minha segunda paixão: fotografia. Sou daquelas que, enquanto passeia pelo parque, começa a achar ângulos de fotos que ficariam maravilhosas. Assim como eu estudo gastronomia e culinária, sento para ler sites e livros enormes sobre fotografia.

O gerúndio

Não fale mal dele antes de conhecê-lo melhor. Já ouvi por aí dizerem que jornalista jamais, sob nenhuma circunstância, pode usar o gerúndio. A justificativa fez sentido: “você usa o gerúndio quando não quer dar nenhuma previsão de término para sua a ação”, o que, no jornalismo, é basicamente como deixar o leitor esperando para sempre por aquela obra sanitária que o governo prometeu.
Mas foi exatamente a mesma explicação que me convenceu a usar o gerúndio para o nome do blog: eu não tenho previsão de fim para minha produção de cupcakes, jamais pretendo parar de fazê-los ou de cozinhar em geral. Se não tiver mais encomendas, será para amigos. Se meus amigos enjoarem, será para minha família. Quando minha família me dizer “CHEGA”, será para mim mesma (e talvez meu corgi. Eu tinha uma husky siberiana linda, que infelizmente se foi, mas vai estar sempre na minha memória). Porque é o que eu amo fazer e o que me deixa feliz.

Copyright

Todas as fotos e textos nesse site são produzidos pelo Cupcakeando, a não ser que esteja especificado o contrário. Eles representam muito trabalho e esforço. Caso deseje utilizar alguma foto ou texto do site, por favor, entre em contato. Ficarei imensamente grata em ajudar, mas é importante dar os devidos créditos. :)

Creative Commons License
Essa obra é licenciada perante a
Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Contato

Será que sua pergunta já não foi respondida no FAQ? Dê uma lida nele antes, para ter certeza!

Envie suas dúvidas ou pedidos de encomendas por aqui. Minhas encomendas de cupcakes são apenas para o Distrito Federal (DF). Outros doces e produtos podem ser enviados, a depender do pedido.

Eu respondo a todos os e-mails enviados. Garanta que você receberá minha resposta adicionando o e-mail contato@cupcakeando.com.br na sua lista de endereços seguros, ou minha resposta poderá cair na sua caixa de Spam!