terça, 11 de agosto de 2015

Cupcakes de Toblerone

14 Comentários

Eu tenho algumas fases de gostos gastronômicos. Todo mundo tem, né? Aquela época que você só quer comer sushi, ou só pensa em bolo de laranja. Eu tive uma fase petit gateau, passei para risotto, depois entrei em sushi e aí dei uma pausa, por questões financeiras. É, porque nessas fases eu fico psicótica pra encontrar o melhor daquilo servido na cidade. No caso, esse quadradinho chamado Distrito Federal.
Minha onda agora é mocaccino. Determinei domingo como o dia do café e estou em romaria nas cafeterias de Brasília atrás do melhor mocaccino possível. Algum que bata o do Lattente, talvez, mas acho que é pedir demais.

cupcake_toblerone2
Por enquanto, minhas conclusões com relação aos cafés de Brasília:
– Belini Coffee Experience: é o lugar mais completo de todos, tem coisas deliciosas, mas também é o que me serviu o pior mocaccino da minha vida. Aliás, até agora, já fui três vezes e não gostei de nenhum dos pedidos de café. Mas acho, honestamente, que eu só não tenho paladar apurado pra café – o Sr. Namorado gosta muito de lá. O hambúrguer deles é monstruoso.
– Café Savanna: segundo melhor mocaccino da cidade por enquanto. Além disso, as quiches deles são incríveis. Sr. Namorado achou o moca deles muito aguado, mas eu achei no ponto. Reforço: acredito que me falta paladar mesmo.
– Ernesto Cafés Especiais: melhor mocaccino até agora! Bem ao meu paladar, doce na medida certa sem nem precisar adoçar! Combinei com um bolo de cenoura e foi, ó, sucesso!
– Grenat Cafés Especiais: não abre em horário decente para uma pessoa trabalhadora conhecer – ou seja, 19h está fechado e não abre no domingo. Aliás, o vendedor disse que servir café nem é o foco do lugar. Fora da lista.
– Café Clandestino: não tem mocaccino no cardápio. Fora da lista.
– Laika Cafés Especiais: não tem mocaccino no cardápio. Acabei tomando um chocolate quente cremoso, que por sinal estava bem bom.

cupcake_toblerone3
Próximos locais: Los Baristas, Charlotte Café, Vincent Chás e Cafés, Objeto Encontrado, Martinica Café, Dylan Café & Bakery.
E depois que eu encontrar o melhor mocaccino de Brasília? Provavelmente vou no local mais umas duas ou três vezes e depois encontrarei outra obsessão gastronômica para me entreter. Sou dessas.

Cupcakes de Toblerone
Rende: 14 cupcakes
Parte da receita de Once Upon a Chef, com adaptações.

Massa
170g (20 triângulos) de Toblerone meio amargo
2 xícaras (260g) de farinha
1 colher de chá de bicarbonato
1/4 de colher de chá de sal
225g de manteiga
1 xícara (200g) de açúcar
1 xícara (125g) de açúcar mascavo
4 ovos
1 colher de chá de extrato de baunilha
1 xícara (237ml) de leite

Recheio
100g de Toblerone ao leite
70g de creme de leite uht ou fresco

Cobertura
2 claras de ovos grandes ou 3 claras de ovos pequenos
100g de açúcar
25g de açúcar mascavo
25g de açúcar
50ml de água
200g de manteiga, levemente gelada
2 colheres de sopa de mel

1 – Ligue seu forno em 170˚C. Para a massa, derreta o toblerone: eu fiz no microondas, levando de 15 em 15 segundos e mexendo a cada pausa. Reserve para esfriar um pouco.
2 – Bata a manteiga e os açúcares até obter um creme bem homogêneo e fofo. Adicione o toblerone derretido e os ovos, um a um batendo bem toda vez. Também adicione a baunilha e bata para misturar tudo.
3 – Em uma tigela, peneire a farinha, o bicarbonato e o sal. Alterne a adição desses ingredientes secos na massa com o leite, assim: 1/3 dos ingredientes secos, metade do leite, depois mais 1/3 dos secos, o resto do leite e, por último, o que sobrar dos secos. Termine sempre com os secos e bata somente até incorporar tudo.
4 – Leve para assar por 18 minutos ou até que um palito inserido no centro de cada cupcake saia limpo. Reserve para esfriar completamente.
5 – Para o recheio, é uma simples ganache, então é só misturar os dois ingredientes. Você pode levar ambos para um banho-maria até derreter tudo ou misturar os dois em uma tigela e levar de 15 em 15 segundos para o microondas. Depois deixe um tempinho de lado para esfriar.
6 – Para a cobertura, em uma panela leve os 100g de açúcar e os 25g de açúcar mascavo com a água para ferver. É preciso chegar até 123˚C, então meça com um termômetro de açúcar.
7 – Enquanto a calda ferve, bata as claras em velocidade média até começarem a espumar, então acrescente os 25g de açúcar restante em chuva, bem aos pouquinhos mesmo. Bata até formar uma espuma levemente firme, mas espumadinha. Então, desligue a batedeira até a calda ficar pronta.
8 – Quando ela estiver no ponto, derrame imediatamente em um fio por cima das claras, enquanto a batedeira está ligada no mínimo. Tente não acertar as paredes da batedeira, senão a calda vai endurecer ali e você corre o risco de puxar esse açúcar pra dentro do saco de confeitar e entupir o bico, hahahaha. Falo por experiência!
9 – Deixe bater até a temperatura da tigela abaixar e você conseguir segurá-la normalmente. Antes de esfriar totalmente, adicione a manteiga levemente gelada em cubinhos e deixe bater. Vai parecer que deu tudo errado, porque vai ficar molenga e aguado assim que você acrescentar a manteiga, mas continue batendo, com fé, que seu buttercream vai se formar. Se não se formar, é porque ou está muito quente ou muito frio: se estiver quente, leve a tigela para a geladeira por uns 5 minutos e bata novamente. Se estiver frio, esquente um pouco de água e molhe um pano nela, depois envolva a tigela enquanto bate o buttercream.
10 – Por último, adicione o mel e bata até incorporar tudo.
11 – Enfim, monte seu cupcake recheando com a ganache e cobrindo com o IMBC delícia. Finalize com um triângulo de Toblerone pra deixar claro que esse cupcake é pura gordice.

Afinal, o que faltava para um cupcake de toblerone acontecer? Nada, só a Juliana perder a preguiça de comprar um no mercado. O mesmo ocorre para o cupcake de amandita e o de ferrero rocher. Perdão, pessoal.

cupcake_toblerone
Busquei combinar no cupcake o sabor do toblerone na massa, por isso adicionei um pouco de açúcar mascavo na intenção de intensificar o sabor, mas confesso que o bolinho não tinha muuuuito gosto de toblerone no fim das contas. Mesmo assim, publiquei a receita porque eu achei de-li-ci-o-sa. A ganache de recheio dá um jeitinho no sabor de toblerone. E a cobertura de açúcar mascavo é o mesmo: não tem gosto de toblerone (optei por não derreter o chocolate e colocar na cobertura), mas tem um inconfundível gosto de caramelo do açúcar mascavo, que eu achei incrível. Na foto, usei o bico 1M da Wilton – clássico!

cupcake_toblerone4
Você mora em Brasília? Conhece alguma cafeteria legal pra adicionar na minha lista? Pode ser na sua cidade, vai que um dia eu passo aí! Deixa no comentário! :)

  1. Bruna
    11 de agosto de 2015 - 09:12

    Ju, tem Grenat no Iguatemi e funciona no horário de shopping. Não sou grande entendida de café, mas acho os de lá gostosos! Te sugiro também o Labecca Café, no lago sul. Não sei o mocaccino, mas o capuccino de lá é um sonho! E os bolos e doces também são maravilhos.

  2. Vivian
    11 de agosto de 2015 - 09:22

    Ju, amei a receita e o cupcake ficou lindoooo! Quando você usa o 1M sempre fica mais bonito do que a minha voltinha! hahaha
    Por favor, tô LOUCA esperando um cupcake de ferrero rocher! E um de reese’s! :P
    Beijão

  3. 12 de agosto de 2015 - 16:54

    Eu já pedi tudo quanto foi tipo de café no Objeto Encontrado e cheguei a seguinte conclusão: ou não sei tomar café ou o pó que eles compram tá num preço ótimo (porque olha… Mais amargo que aquilo lá; nem a vida… hahahaha).

  4. 12 de agosto de 2015 - 16:57

    Aliás, os paranauê da Labecca são bons mesmo. Estudei com a Flávia Labecca na época de escola (e ela já era confeiteira naqueles tempos – tipo menina prodígio). Caro, mas vale cada centavo ;)

    • 25 de agosto de 2015 - 12:08

      Tenho que ir nessa Labecca sim, todo mundo fala muito bem de lá! :) E café é assim complicado mesmo, eu entendo você porque me sinto do mesmo jeito hahahaha.

  5. Juliana
    13 de agosto de 2015 - 00:10

    Comecei a acompanhar seu blog, xará! Ah, to amando hahahaha <3 Dou mais um voto pro cupcake de ferrero rocher, hein? amo/sou

    Parabéns e, é claro, muito obrigada!

  6. 15 de agosto de 2015 - 00:55

    Olá!, Ju!
    Mas que cobertura linda é essa!! Obrigada pelas receitas e dicas! Nos ajudam muito!

  7. Simone
    30 de dezembro de 2015 - 13:57

    Oi, estou adorando escolher qual vai ser o proximo dos seus cupcakes q vou testar. O de cookies’n’cream ficou uma delicia e fez sucesso. Nessa receita fiquei com dúvida na questão dos ingredientes da cobertura. Você fala:
    100g de açúcar
    25g de açúcar mascavo
    25g de açúcar

    Essas 100g é açucar granulado, refinado, inpalpavel?
    E as outras 25g de qual é?

    Obrigada, estou adorando as receitas!
    Abraços.

    • 17 de janeiro de 2016 - 22:38

      Oi Simone! Sempre que eu falo açúcar sem especificar, quero dizer o cristal ou refinado. O que você tiver aí (eu geralmente uso cristal). No FAQ explico melhor sobre as denominações das receitas do blog: http://www.cupcakeando.com.br/faq/ Beijinhos!!

  8. 07 de outubro de 2016 - 10:58

    […] já tinham comentado desse café e eu fiquei super afim de ir, na minha busca incessante pelo melhor moccha da minha vida. Ainda mais quando o lugar diz que o café lá é “amargo como a sua vida”. Gosto da […]

  9. 22 de novembro de 2016 - 08:01

    […] café e chocolate – ou seja, coisas perfeitas que explodem em um arco-íris de amor. Já até contei aqui no blog minha busca incessante pelo melhor barista de mocha em Brasília. Então, quis recriar a sensação de estar tomando essa […]

  10. Regina Homem
    27 de julho de 2017 - 13:53

    Juliana, pode me tirar uma dúvida? Em que momento vc adiciona na massa o Tobleronne derretido? Muito obrigada

    • 15 de agosto de 2017 - 08:37

      Regina, amada, quando você fez o comentário eu fui checar na receita e vi que faltava esse passo. Já ajustei desde aquele dia e agora está certinho. Desculpe o erro! :)

Juliana Morgado

Sou uma jornalista com mais paixões do que o tempo me permite cultivar. Descobri na cozinha meu paraíso, meu refúgio depois de um dia cansativo ou estressante. É quase um vício, realmente. Não apenas cupcakes, mas qualquer coisa que eu ache interessante, desafiante ou divertido de fazer. Apesar do nome do blog, não é só de cupcakes que eu vivo. Amo fazer risotos, de todos os sabores, e simplesmente amo qualquer receita que envolva qualquer tipo de queijo.

A história do Cupcakeando

Não sei bem quando ou porquê eu comecei a me interessar por cozinhar. A lembrança mais antiga que tenho é de minha mãe me puxando para a cozinha, para me ensinar a fazer arroz branco, comum, e o molho de macarrão com tomates frescos que só ela sabe temperar.
Tudo que eu sei de cozinha aprendi de um jeito: prática. Minhas receitas são criadas da minha cabeça e implementadas dos meus testes ou então milimetricamente medidas de fontes confiáveis.
Tenho uma verdadeira paixão por cupcakes, pois acho que eles reúnem o que há de melhor na cozinha: manteiga, açúcar, fofurice, capricho e criatividade. Tudo na medida certa para uma pessoa saborear. Gosto de tentar coisas novas com esses pequenos e descobrir jeitos diferentes de decorá-los. Quando não estou fazendo nada, começo a pesquisar e estudar receitas, teorias e decorações de cupcakes. É, isso mesmo, estudar.
O blog também é uma maneira de praticar minha segunda paixão: fotografia. Sou daquelas que, enquanto passeia pelo parque, começa a achar ângulos de fotos que ficariam maravilhosas. Assim como eu estudo gastronomia e culinária, sento para ler sites e livros enormes sobre fotografia.

O gerúndio

Não fale mal dele antes de conhecê-lo melhor. Já ouvi por aí dizerem que jornalista jamais, sob nenhuma circunstância, pode usar o gerúndio. A justificativa fez sentido: “você usa o gerúndio quando não quer dar nenhuma previsão de término para sua a ação”, o que, no jornalismo, é basicamente como deixar o leitor esperando para sempre por aquela obra sanitária que o governo prometeu.
Mas foi exatamente a mesma explicação que me convenceu a usar o gerúndio para o nome do blog: eu não tenho previsão de fim para minha produção de cupcakes, jamais pretendo parar de fazê-los ou de cozinhar em geral. Se não tiver mais encomendas, será para amigos. Se meus amigos enjoarem, será para minha família. Quando minha família me dizer “CHEGA”, será para mim mesma (e talvez meu corgi. Eu tinha uma husky siberiana linda, que infelizmente se foi, mas vai estar sempre na minha memória). Porque é o que eu amo fazer e o que me deixa feliz.

Copyright

Todas as fotos e textos nesse site são produzidos pelo Cupcakeando, a não ser que esteja especificado o contrário. Eles representam muito trabalho e esforço. Caso deseje utilizar alguma foto ou texto do site, por favor, entre em contato. Ficarei imensamente grata em ajudar, mas é importante dar os devidos créditos. :)

Creative Commons License
Essa obra é licenciada perante a
Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Contato

Será que sua pergunta já não foi respondida no FAQ? Dê uma lida nele antes, para ter certeza!

Envie suas dúvidas ou pedidos de encomendas por aqui. Minhas encomendas de cupcakes são apenas para o Distrito Federal (DF). Outros doces e produtos podem ser enviados, a depender do pedido.

Eu respondo a todos os e-mails enviados. Garanta que você receberá minha resposta adicionando o e-mail contato@cupcakeando.com.br na sua lista de endereços seguros, ou minha resposta poderá cair na sua caixa de Spam!