segunda, 13 de março de 2017

Cupcakes de cookie americano

10 Comentários

Estamos em racionamento de água aqui em Brasília. Acho que para quem mora em São Paulo, isso é fichinha. Pra nós, desde que eu me lembro, é a primeira vez que chegamos ao ponto de corte total de água. Pelo menos na minha vida adulta.
O corte nem me incomoda tanto porque um pouco de planejamento é suficiente para sobreviver sem problemas. Faz parte do que é necessário agora que nós gastamos desenfreadamente e o planeta diz que chega, não vou mais tolerar essa bagunça.
O que me incomoda mesmo é a incompetência dos outros, que faz com que um simples racionamento se torne um martírio.

Cupcakes de cookie americano
Domingo (5/3) foi o dia do corte no fornecimento. De acordo com a Caesb, a empresa que distribui água no Distrito Federal, levaria dois dias seguintes para que o fornecimento voltasse ao normal.
Então a lógica seria que domingo não teríamos água, segunda ela estaria voltando aos poucos e terça já estaria mais ou menos reestabelecido. Né? Pois é.
Aqui foi assim: domingo tinha água à vontade. Segunda só tinha água na pia da cozinha e do banheiro e na área de serviço, mas não no chuveiro. Terça não tinha água em lugar nenhum. Oi?
Isso sem contar que pessoas que moram em outros prédios na minha região me disseram que não tiveram falta d’água em dia nenhum. A explicação pra tudo é que ou minha síndica está fazendo o próprio racionamento particular dela ou a Caesb não reestabelece a água no prazo estipulado.

Cupcakes de cookie americano
Aí fica um pouco chato passar por esse racionamento, porque dias sem saber bem o que vai acontecer impedem a rotina de voltar. Tem quase duas semanas que voltei de férias e não consigo voltar ao dia a dia da dieta e malhação. Vou suar no elíptico pra não conseguir tomar banho depois? Ou vou fazer um monte de comida para marmitas sendo que depois não consigo lavar a louça?
Fico nesse standby enquanto meu condomínio não sabe bem como interagir com o racionamento de água.
Que bom que esse cupcake saiu antes do corte começar.

Cupcakes de cookie americano
Rende: 12 cupcakes

1 receita de cupcakes de baunilha (pode escolher qualquer uma das centenas do blog :) )
1 receita de recheio de massa de cookie americano com gotas de chocolate
alguns cookies americanos para decorar (receita aqui também)

Cobertura
180g de manteiga
1 3/4 xícara (210g) de açúcar impalpável
1 colher de sopa de leite

1 – Faça as receitas dos cupcakes, do recheio e dos cookies previamente, já deixando os cups e os biscoitos para esfriar e o recheio prontinho para colocar em cada um.
2 – Para a cobertura: em um tigela, bata a manteiga até que ela fique bem lisa e mais esbranquiçada. Acrescente todo o açúcar impalpável de uma vez e bata novamente, com cuidado pra não voar açúcar pela casa. Acrescente o leite para chegar até a consistência correta de confeitar. Se estiver quente por aí, talvez você nem precise usar o leite.
3 – Monte seu cupcake: recheie cada um, feche novamente com a tampinha e cubra com o buttercream. Espete por cima um cookie americano e sirva com leite gelado, pra ficar mais tradicional ainda! Hehehe.

Cupcakes de cookie americano
O negócio é: água não é eterna. A gente tem que parar de usar como se fosse um recurso infinito. Ela não é. Seja agora que não chove e os reservatórios estão baixos, seja quando estiver tudo bem – a gente tem que consumir com consciência. As pessoas ainda acham que podem gastar à vontade sem problema. Bom, chegou o problema, e parece que nem isso muda a cabeça de alguns.

Onde você mora teve racionamento de água nesse ano? Como foi?

  1. Gabriel Miossi
    13 de março de 2017 - 09:48

    Oi Ju, tudo bem?

    Amei esses cupcakes, muito lindos!! Quero experimentar os coockies, eu vi a receita no post anterior e só estou procurando um tempinho pra fazer eles, mas com essa época de páscoa fica complicado.
    Aqui em Campinas já tivemos racionamento em 2014, foi um caos! Porque mesmo que a gente evitasse o gasto, no meu prédio tinham outras pessoas que não sabiam respeitar, então todo mundo pagava o pato. Mas graças ao nosso bom Deus depois disso tivemos muita chuva pros nossos lados e nos livramos disso. Mas precisamos racionar água sempre! Aqui no Brasil estamos acostumados a não nos preocupar com recursos naturais, mas já deveríamos ter mudado esse comportamento há muito tempo.

    Beijos!

    • 28 de março de 2017 - 16:27

      Biel, sempre tem alguns que se acham acima do bem e do mal, né? Não pensam no coletivo. No meu prédio é igual. Em pleno racionamento, no dia de corte de água, tinha gente lavando roupa na máquina de lavar.

  2. maira
    13 de março de 2017 - 10:21

    Oi, Ju!
    Moro na Asa Norte e tive o mesmo problema na primeira semana de racionamento: no dia do corte tinha água, nos dois seguintes nada. A verdade (segundo um amigo da CAESB) é que o corte é de dois dias – essa história de 24hs de corte + 48hs pra reestabelecer é mentira. Na prática o governo corta dois dias, mas no primeiro as caixas d´água dos prédios geralmente seguram o consumo, no segundo não.
    Descobrimos isso do pior jeito, igual a você, ficando sem água em plena quarta de cinzas. Bem legal…#sqn
    Mas no meu prédio bolaram uma solução que tem funcionado: no dia do corte e dois dias que seguem o registro do prédio só fica aberto em horários específicos: das 5:30 às 7:30; das 11 às 13; das 19às 21; das 22:30 à meia noite. Contempla os períodos de maior uso (banho de quem vai sair e de quem chega, horários das refeições) e impede que as pessoas sem consciência usem água o dia todo sem noção. Também foi passado um termo escrito para os moradores assinarem, dando ciência desses horários e colocando que lavar roupa é proibido nos dias de racionamento – com o termo escrito, se alguém for pego lavando roupa (dá pra ouvir o som da máquina, né?) está sujeito a multa do condomínio.
    Ngm foi multado e agora sempre temos água nos horários estipulados, mesmo que seja no segundo dia. Quem sabe topam aplicar no seu prédio? É claro que exige organização, mas não ter água pro banho é impossível, né?
    Enquanto isso, sigo rezando pela chuva, aqui em Brasília dá medo de pensar na temporada da seca, não dá? Que São Pedro nos abençoe, por favor.
    bjks

    • 28 de março de 2017 - 16:31

      Maira, estou te respondendo enquanto cai uma forte chuva ali fora e acho ótimo, hahaha. Sim, no meu prédio a síndica decidiu estabelecer esses horários também, no resto do dia fica fechado. São duas horas de manhã e duas horas a noite. Agora tem dado certo, pelo menos não ficamos sem água completamente, dá pra lavar uma louça ou tomar banho antes de trabalhar. O ideal mesmo é economizar! E ter consciência, né?

  3. Larissa Marques
    14 de março de 2017 - 08:14

    Oi Ju! Lindos cupcakes!
    Eu moro em um condomínio mais distantes (entre o lago sul e o lago norte) e aqui a gente não tem racionamento. Se isso é bom ou ruim é outra história. Mas imagino que seja muito chato esseesquema zoado…. quebra toda o planejamento pessoal né?
    Espero que as coisas fiquem mais organizadas aí pelas suas bandas, rsrs
    Abçs

    • 28 de março de 2017 - 16:33

      Larissa, agora está ficando mais organizado. Na casa da minha mãe, tem corte mas a caixa d’água sempre aguenta. Aí é tranquilo. Deve ser a mesma situação pra você, não? Porque condomínios de casas geralmente tem caixas d’agua.

  4. isabel
    16 de março de 2017 - 13:50

    Olá, Ju!!! Tudo bem? Por favor, gostaria de saber quantos gramas de massa crua deve pesar um cupcake normal e o mini cupcake? Muito obrigado!

    • 28 de março de 2017 - 16:38

      Isabel, eu não costumo pesar massas cruas, até porque cada uma cresce de um jeito então se eu te disser pra colocar, sei lá, 20g de massa crua em duas receitas diferentes, uma pode crescer até a altura certa e outra pode ficar baixinha. O ideal é você testar antes, seja pesando a massa crua ou só medindo a quantidade na forminha de papel, e assar pra ver como a massa se comporta, ok?

  5. Ana Cleide Cerveira Lima
    19 de março de 2017 - 22:14

    Oi Ju, que tudo esteja bem. Andei sumida com uns probleminhas e apenas curtia e não comentava muito. Tipo, meio paradona. Mas agora eu voltei animada, passei por perda afetiva ( falecimento) que ainda doi. Mas to aqui pra rever tudo. e experimentar as doçuras. Um abração!!!!

    • 28 de março de 2017 - 18:09

      Bem vinda de volta, querida!! Meus pêsames pela sua perda… espero que um pouco de doce ajude a superar mais rápido :)

Juliana Morgado

Sou uma jornalista com mais paixões do que o tempo me permite cultivar. Descobri na cozinha meu paraíso, meu refúgio depois de um dia cansativo ou estressante. É quase um vício, realmente. Não apenas cupcakes, mas qualquer coisa que eu ache interessante, desafiante ou divertido de fazer. Apesar do nome do blog, não é só de cupcakes que eu vivo. Amo fazer risotos, de todos os sabores, e simplesmente amo qualquer receita que envolva qualquer tipo de queijo.

A história do Cupcakeando

Não sei bem quando ou porquê eu comecei a me interessar por cozinhar. A lembrança mais antiga que tenho é de minha mãe me puxando para a cozinha, para me ensinar a fazer arroz branco, comum, e o molho de macarrão com tomates frescos que só ela sabe temperar.
Tudo que eu sei de cozinha aprendi de um jeito: prática. Minhas receitas são criadas da minha cabeça e implementadas dos meus testes ou então milimetricamente medidas de fontes confiáveis.
Tenho uma verdadeira paixão por cupcakes, pois acho que eles reúnem o que há de melhor na cozinha: manteiga, açúcar, fofurice, capricho e criatividade. Tudo na medida certa para uma pessoa saborear. Gosto de tentar coisas novas com esses pequenos e descobrir jeitos diferentes de decorá-los. Quando não estou fazendo nada, começo a pesquisar e estudar receitas, teorias e decorações de cupcakes. É, isso mesmo, estudar.
O blog também é uma maneira de praticar minha segunda paixão: fotografia. Sou daquelas que, enquanto passeia pelo parque, começa a achar ângulos de fotos que ficariam maravilhosas. Assim como eu estudo gastronomia e culinária, sento para ler sites e livros enormes sobre fotografia.

O gerúndio

Não fale mal dele antes de conhecê-lo melhor. Já ouvi por aí dizerem que jornalista jamais, sob nenhuma circunstância, pode usar o gerúndio. A justificativa fez sentido: “você usa o gerúndio quando não quer dar nenhuma previsão de término para sua a ação”, o que, no jornalismo, é basicamente como deixar o leitor esperando para sempre por aquela obra sanitária que o governo prometeu.
Mas foi exatamente a mesma explicação que me convenceu a usar o gerúndio para o nome do blog: eu não tenho previsão de fim para minha produção de cupcakes, jamais pretendo parar de fazê-los ou de cozinhar em geral. Se não tiver mais encomendas, será para amigos. Se meus amigos enjoarem, será para minha família. Quando minha família me dizer “CHEGA”, será para mim mesma (e talvez meu corgi. Eu tinha uma husky siberiana linda, que infelizmente se foi, mas vai estar sempre na minha memória). Porque é o que eu amo fazer e o que me deixa feliz.

Copyright

Todas as fotos e textos nesse site são produzidos pelo Cupcakeando, a não ser que esteja especificado o contrário. Eles representam muito trabalho e esforço. Caso deseje utilizar alguma foto ou texto do site, por favor, entre em contato. Ficarei imensamente grata em ajudar, mas é importante dar os devidos créditos. :)

Creative Commons License
Essa obra é licenciada perante a
Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Contato

Será que sua pergunta já não foi respondida no FAQ? Dê uma lida nele antes, para ter certeza!

Envie suas dúvidas ou pedidos de encomendas por aqui. Minhas encomendas de cupcakes são apenas para o Distrito Federal (DF). Outros doces e produtos podem ser enviados, a depender do pedido.

Eu respondo a todos os e-mails enviados. Garanta que você receberá minha resposta adicionando o e-mail contato@cupcakeando.com.br na sua lista de endereços seguros, ou minha resposta poderá cair na sua caixa de Spam!