quarta, 16 de novembro de 2016

Bolo de amêndoas com brigadeiro meio amargo, e a saga do papel de parede da sala

11 Comentários

Terminei de colocar o papel de parede da sala! Quem acompanhou via Stories do Instagram viu a saga que foi colocar esse papel. Isso porque eu só tenho o fim de semana disponível e eu não queria fazer isso no escuro. A luz natural nos ajudou muito a evitar bolhas na parede.
Eu recebi meu papel de parede da QCola, uma loja online de papeis de parede, adesivos de parede e várias coisas lindas de decoração. Entrei no site e escolhi esse padrão das fotos porque era neutro e combinava com minha sala, que tem um painel quase da mesma cor desse cinza mais escuro do outro lado, junto à TV.

papel_parede_qcola
A QCola me mandou embaladinho, junto com todo o aparato necessário pra você colocar sozinho seu papel de parede: basicamente, você só precisa de um raspador, uma fita métrica ou régua (se quiser ser perfeccionista) e um estilete para cortar as rebarbas. A QCola manda um raspador próprio deles, que é ideal.
Então não tem muito mistério: é só desenrolar o papel, ajustar no lugar onde você vai colar e mandar bala – com carinho e amor. Como disse o Sr. Namorado, é pra SENTIR A PAREDE. Ir com calma, devagar e sempre, para que o adesivo não fique torto e também não fique com bolinhas. A gente teve que usar fita métrica e régua pra medir em alguns pontos, porque minha parede tem um chanfrado, uma “descida” do teto, como vocês podem ver na foto.

Bolo de amêndoas com brigadeiro meio amargo.
Mas se sua parede for lisa e simples, sério, não tem como ser mais fácil colocar esse papel da Qcola. Obrigada pessoal! Meu cantinho está mais amor agora :)
Pra comemorar as três semanas que levei pra colocar o papel, que tal um bolinho? Esse bolo é mais complicado do que esse papel de parede, a verdade é essa. Mas fica tão gostoso que vale a pena, vale cada segundo de fabricação dele. Amêndoas e brigadeiro, quem diria que uma combinação dessas seria tão boa.

Bolo de amêndoas com brigadeiro meio amargo.

Bolo de amêndoas com brigadeiro meio amargo
Rende: 1 bolo de 16cm de diâmetro com 2 camadas de recheio, 3 de massa = aproximadamente 1.8kg de bolo

Massa
2 xícaras (280g) de farinha
1 1/2 xícara (370g) de iogurte
113g de manteiga derretida
1/3 xícara (65g) de farinha de amêndoas
2 1/2 colheres de chá de fermento
1 xícara (220g) de açúcar
3/4 colher de chá de bicarbonato
1/4 xícara (60ml) de leite
uma pitada de sal
1 colher de sopa de extrato de amêndoas ou de baunilha

Calda
330g de açúcar
250ml de água

Cobertura
2 latas ou caixas (790g) de leite condensado
1 caixa (200g) de creme de leite uht
180g de chocolate meio amargo (70%)

Brigadeiros
1/2 lata ou caixa (198g) de leite condensado
90g de chocolate meio amargo (70%)
1 colher de sopa de manteiga sem sal
granulados para enrolar

amêndoas em lascas para decorar

1 – Para a massa: ligue seu forno em 180˚C. Em uma pequena tigela, misture a farinha de amêndoas com o leite. Reserve por 10 minutos para hidratar a farinha. Depois desse tempo, dê uma mexidinha com uma colher e tente amassar a farinha contra as paredes da tigela, para liberar um pouco de óleo e transformar isso em uma pasta. A consistência é líquida, não se assuste.
2 – Em outra tigela maior, misture a farinha, o bicarbonato, o sal, o açúcar e o fermento. Abra uma cavidade no centro e coloque o iogurte, a pasta de amêndoas, o extrato de amêndoas ou de baunilha. Misture levemente.
3 – Acrescente a manteiga derretida e misture novamente, com um fouet para garantir que não há grumos de farinha.
4 – Cubra as assadeiras redondas com papel manteiga no fundo. Uma dica que eu dou é não untar as laterais da fôrma se você quiser bolos mais retinhos no topo. Distribua a massa entre as três fôrmas – caso você só tenha uma ou duas, a massa pode esperar sim. Se quiser ser perfeccionista, pese a massa inteira e divida por três para saber exatamente o quanto de massa tem que ir em cada fôrma.
5 – Leve as assadeiras para o forno por 20 minutos cada, ou até que o centro de cada bolo saia limpo. Deixe que esfriem completamente.
6 – Para a cobertura: siga a receita da cobertura de brigadeiro do blog fielmente. Espere chegar em temperatura ambiente para cobrir o bolo – ajuda se você cobrir com plástico filme e deixar na geladeira por 1 ou 2 horas, mas sem ficar muito gelado também.
7 – Para os brigadeiros: basta levar todos os ingredientes para a panela e fazer um lindo brigadeiro de enrolar. O ponto certo é quando ele dá uma “cambalhota” dentro da panela, desgrudando totalmente do fundo. Espere esfriar completamente e enrole os brigadeiros, passando por granulados da sua escolha. Fiz cada um com 15g.
8 – Para a calda: é só ferver o açúcar e a água e deixar esfriar completamente antes de usar.
9 – Montagem: nivele seus bolos cortando o topo para que fiquem retinhos. Molhe cada um deles dos dois lados com a calda. Escolha o bolo que vai ficar no fundo – eu geralmente escolho o que vai ficar por cima com o mais retinho de todos, depois uso os outros sem muita ordem.
10 – Faça camadas de recheio de mais ou menos 1 ou 2 centímetros, mais do que isso tende a fazer o bolo entortar quando é prensado. Monte as camadas e finalize com a mais retinha por cima. Passe uma fina camada de brigadeiro por todo o bolo, não precisa ser com perfeição, e leve para a geladeira por uns 30 minutos.
11 – Retire da geladeira. Passe a camada definitiva de brigadeiro. Pessoalmente, não vejo problema em não ficar completamente retinha, acho bonito um estilo mais espatulado e rústico. Faça como preferir, a verdade é essa. Cubra o topo com um pouco de farinha de amêndoas, coloque os brigadeiros e então coloque as lascas de amêndoas na lateral do bolo. Eu que sou doida fiz com uma pinça, um por um, para formar esse modelo de “calçada” que achei lindo no Instagram (e não encontrei mais quem fez pra poder dar os créditos, mas se eu achar coloco aqui!). Sirva e seja feliz! Eu gostei muito de comer o bolo levemente gelado, sugiro essa ideia. :)

Bolo de amêndoas com brigadeiro meio amargo.

Esse bolo é tão incrível, mas tão incrível, que eu duvido que você coma só uma fatia dele. Os brigadeiros no topo foram chamados de “os melhores da minha vida” pela minha sogra. Isso, claro, é usando um chocolate de boa qualidade, então procure um bem gostoso que você aprecie! Eu usei Callebaut, é claro, mas existem marcas muito boas por aí, incluindo estabelecimentos locais que fabricam chocolates.
Esses granulados lindos eu comprei da Callebaut na Loja Bondinho, quando estive em São Paulo da última vez. Mas se quiser reproduzir em casa o efeito dourado, aposto que dá pra fazer colocando o granulado da sua escolha em um saquinho ziploc com um pouco de pó dourado comestível. Balance um pouco e deve ficar bem coberto!

Bolo de amêndoas com brigadeiro meio amargo.
E vocês, já colocaram papel de parede sozinhos? Que tal visitar o QCola e ver as opções deles? São bacanas e tão simples de colocar!

  1. Yasmin
    16 de novembro de 2016 - 13:38

    Ju, antes de tudo, que bolo lindo!
    Adoro como você explica tudo tão detalhadinho, sério! <3
    Fiquei louca pra fazer, mas não encontrei farinha de amêndoas aqui em Brasília ainda. Onde posso achar? Você acha que fazendo a farinha caseira mesmo, processando as amêndoas, dá certo?
    Beijos!

    • 13 de dezembro de 2016 - 22:45

      Yasmin, vende na Ceasa, no Oba, no La Palma e naquelas lojas de produtos naturais como a Biomundo, etc. Mas pra essa receita você pode processar amêndoas inteiras e sem casca, se quiser! :)

  2. Gabriel Miossi
    17 de novembro de 2016 - 10:47

    Ju, tudo bem?

    Que bolo lindo!! Quero fazer em casa, igualzinho ao seu! rs
    Eu tenho um problema com bolos que meu forno não assa muito bem no meio, então acabo não fazendo muitos bolos em casa, mas como esse é com uma forma menor, pode dar certo, tenho duas com aro de 17cm, vou tentar fazer. Já me falaram pra assar em banho maria, mas não tentei, deve dar muito trabalho também, mas vamos ver. Se der certo, você vai saber pelo insta! kkk
    Sobre o papel de parede, achei lindo! Me inspirou a colocar no meu apartamento também, mudar um pouco as paredes brancas.

    Beijos

    • 13 de dezembro de 2016 - 22:48

      Biel, tem um item de cozinha que é tipo um elástico gigante que você coloca em volta da fôrma, e isso ajuda a assar mais uniformemente, fazendo com que o centro asse melhor sem queimar as laterais. Não sei se vende no Brasil, eu comprei o meu há séculos numa viagem… Outra dica que tem funcionado comigo é não untar as laterais da fôrma, pois assim o bolo vai crescendo meio que “segurado” pelas paredes da fôrma e temos maior controle de como fica o centro!
      Quero ver fotos das suas paredes se você colocar! :D

  3. Maria Célia Borges Viana
    17 de novembro de 2016 - 16:14

    Adorei vou fazer para o Natal. Bjs

  4. Pati
    18 de novembro de 2016 - 14:14

    Oi Linda,
    Nessa receita não vai Ovos?
    Muitos Beijos…

    • 13 de dezembro de 2016 - 22:56

      Pati, não! É um bolo sem ovos! :)

  5. Fabiana
    20 de fevereiro de 2017 - 16:41

    Fiz o bolo hoje, ainda não comi, mas parece tudo muito ótimo! Porém foi bem difícil cobrir o bolo inteiro com essa cobertura de brigadeiro, ficou na consistência de brigadeiro mesmo, então eu ia colando, o negócio ia grudando, fiz até com ajuda de uma espátula e água quente, mas foi quase um milagre eu ter conseguido! (não ficou a coisa mais linda desse mundo).

    Eu tenho uma dúvida, sobrou MUITA calda base. Me pergunto se eu coloquei muito pouca. Sobra quase ela inteira. O que eu faço é pegar um pincel e pincelar o bolo. É pra molhar mais ainda ?

    • 03 de março de 2017 - 22:03

      Fabiana, você usou o creme de leite da receita do brigadeiro? Ele ajuda a deixá-lo mais “elástico”. Uma outra dica que eu dou é confeitar o bolo gelado. Deixe ele na geladeira até ficar bem durinho (ou congelador mesmo), aí é mais fácil de passar o brigadeiro em volta! Quanto a massa, geralmente sobra bastante mesmo. Mas você também pode molhar mais e mais, desde que não empape tanto que desmonte o bolo. Às vezes a gente acha que molho o suficiente, mas quando vai cortar, vê que o líquido entrou só até metade da massa, sabia? Eu passo por isso direto kkkk Beijos!

  6. Rafaela
    21 de março de 2017 - 16:51

    Oi Ju!
    Adorei a receita! Estou querendo fazer no aro 20.
    Você acha que 1 receita + 1/4 é suficiente?
    Beijos!!

    • 28 de março de 2017 - 18:20

      Oi Rafaela! Por garantia, eu faria 1 + 1/2 receita. Se sobrar, você pode congelar a massa, ou fazer uns cake pops :)

Juliana Morgado

Sou uma jornalista com mais paixões do que o tempo me permite cultivar. Descobri na cozinha meu paraíso, meu refúgio depois de um dia cansativo ou estressante. É quase um vício, realmente. Não apenas cupcakes, mas qualquer coisa que eu ache interessante, desafiante ou divertido de fazer. Apesar do nome do blog, não é só de cupcakes que eu vivo. Amo fazer risotos, de todos os sabores, e simplesmente amo qualquer receita que envolva qualquer tipo de queijo.

A história do Cupcakeando

Não sei bem quando ou porquê eu comecei a me interessar por cozinhar. A lembrança mais antiga que tenho é de minha mãe me puxando para a cozinha, para me ensinar a fazer arroz branco, comum, e o molho de macarrão com tomates frescos que só ela sabe temperar.
Tudo que eu sei de cozinha aprendi de um jeito: prática. Minhas receitas são criadas da minha cabeça e implementadas dos meus testes ou então milimetricamente medidas de fontes confiáveis.
Tenho uma verdadeira paixão por cupcakes, pois acho que eles reúnem o que há de melhor na cozinha: manteiga, açúcar, fofurice, capricho e criatividade. Tudo na medida certa para uma pessoa saborear. Gosto de tentar coisas novas com esses pequenos e descobrir jeitos diferentes de decorá-los. Quando não estou fazendo nada, começo a pesquisar e estudar receitas, teorias e decorações de cupcakes. É, isso mesmo, estudar.
O blog também é uma maneira de praticar minha segunda paixão: fotografia. Sou daquelas que, enquanto passeia pelo parque, começa a achar ângulos de fotos que ficariam maravilhosas. Assim como eu estudo gastronomia e culinária, sento para ler sites e livros enormes sobre fotografia.

O gerúndio

Não fale mal dele antes de conhecê-lo melhor. Já ouvi por aí dizerem que jornalista jamais, sob nenhuma circunstância, pode usar o gerúndio. A justificativa fez sentido: “você usa o gerúndio quando não quer dar nenhuma previsão de término para sua a ação”, o que, no jornalismo, é basicamente como deixar o leitor esperando para sempre por aquela obra sanitária que o governo prometeu.
Mas foi exatamente a mesma explicação que me convenceu a usar o gerúndio para o nome do blog: eu não tenho previsão de fim para minha produção de cupcakes, jamais pretendo parar de fazê-los ou de cozinhar em geral. Se não tiver mais encomendas, será para amigos. Se meus amigos enjoarem, será para minha família. Quando minha família me dizer “CHEGA”, será para mim mesma (e talvez meu corgi. Eu tinha uma husky siberiana linda, que infelizmente se foi, mas vai estar sempre na minha memória). Porque é o que eu amo fazer e o que me deixa feliz.

Copyright

Todas as fotos e textos nesse site são produzidos pelo Cupcakeando, a não ser que esteja especificado o contrário. Eles representam muito trabalho e esforço. Caso deseje utilizar alguma foto ou texto do site, por favor, entre em contato. Ficarei imensamente grata em ajudar, mas é importante dar os devidos créditos. :)

Creative Commons License
Essa obra é licenciada perante a
Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Contato

Será que sua pergunta já não foi respondida no FAQ? Dê uma lida nele antes, para ter certeza!

Envie suas dúvidas ou pedidos de encomendas por aqui. Minhas encomendas de cupcakes são apenas para o Distrito Federal (DF). Outros doces e produtos podem ser enviados, a depender do pedido.

Eu respondo a todos os e-mails enviados. Garanta que você receberá minha resposta adicionando o e-mail contato@cupcakeando.com.br na sua lista de endereços seguros, ou minha resposta poderá cair na sua caixa de Spam!