quarta, 06 de abril de 2016

Biscoitos de açúcar para decorar

23 Comentários

O que estava faltando para 2016 de Juliana ser ainda mais emocionante? Isso mesmo, que meu joelho voltasse a ficar estragado. Lembram quando estava péssimo? Pois ele melhorou um pouco, mas nunca 100%. Eu conseguia até fazer exercícios mais complexos como bike ou natação.
Mas aí, na quarta-feira passada, estava no meio de um exercício do Millionaire Hoy quando senti o joelho reclamar. Como um trem descontrolado que apita para avisar o perigo, o joelho me disse “já chega, né”. Afinal, pulei igual uma louca no Lollapalooza, caminhei horrores em São Paulo e emendei com diversos exercícios físicos para perder as calorias ganhas na Páscoa. É óbvio que o joelho uma hora iria desistir de mim.

biscoitos_acucar
Tive que voltar ao médico e ouvir o que eu já esperava: tem que se cuidar. Tá, já sei minha gente. Agora conta uma novidade! Segundo ele, minha cartilagem está gasta nos dois joelhos e tenho pequenos derrames no direito. Fiz cara de inteligente quando ele falou tudo isso, claro. Ele me mandou repousar, imobilizou meu joelho até o fim dessa semana e passou um suplemento com colágeno para eu tomar por seis meses. Provavelmente vai me passar fisioterapia de novo.
Ao contar para a família meu atual estado, minha tia disse que é mal genético. Minha bisavó também tinha problemas no joelho. E segundo o ortopedista, minhas perninhas tortas – elas são levemente deslocadas para fora hihihi – contribuíram ainda mais para o problema patelar. O jeito é: cuidar e prevenir problemas maiores.

biscoitos_acucar2
Hoje passo a receita dos biscoitos de açúcar que eu uso para decorar com royal icing, ou glacê real. Sabem aqueles biscoitos maravilhosos com lindos desenhos? Esses mesmo.

Biscoitos de açúcar para decorar
Rende: 50 biscoitos, mas depende do tamanho e da grossura que você os cortar

340g de manteiga
1 2/3 xícaras de açúcar
2 ovos
5 xícaras de farinha
pitada de sal
1 colher de chá de extrato de baunilha (ou as sementes de 1 fava)

1 – Em uma tigela, bata a manteiga e o açúcar até ter uma mistura uniforme. Enquanto isso, peneire a farinha e o sal juntos.
2 – Adicione os ovos, um a um, batendo bem entre cada adição. Agora é um bom momento para desligar a batedeira e limpar as paredes da tigela com uma espátula para que tudo esteja sendo misturado. Acrescente o extrato de baunilha agora, ou as sementes da fava, e bata novamente para misturar bem.
3 – Com a batedeira desligada, acrescente a farinha toda de uma vez. Cubra a tigela com um pano de cozinha, ou com papel toalha, e ligue na velocidade mínima. Deixe bater por uns 30 segundos, até a farinha incorporar melhor e não espirrar pela cozinha. Depois retire o pano e observe: assim que virar uma massa consistente, você pode desligar a batedeira, está pronta! Se ficarem partes brancas de farinha pelas laterais da tigela, não tem problema, desde que não seja muito! Não bata demais.
4 – Abra a massa com um rolo de massa (desses de bater no marido) entre folhas de papel manteiga, já na grossura que você quer seus biscoitos. Leve cada “sanduíche de folha” de massa para a geladeira, apoiadas em uma fôrma reta de metal. Deixe lá pelo menos 30 minutos, mas preferencialmente 1 hora.
5 – Enquanto isso, prepare as fôrmas para assar os biscoitos cobrindo com papel manteiga ou untando e enfarinhando – o papel manteiga é o ideal! Depois ligue seu forno em 180˚C e espere aquecer completamente antes de colocar os biscoitos para assar.
6 – Corte seus biscoitos ainda gelados, facilita muito! As fôrmas que ainda não tiverem espaço para ir ao forno, deixe na geladeira, já com os biscoitos cortados em cima.
7 – O tempo de assar os biscoitos varia MUITO, depende do tamanho e da grossura que você os fez. Então, tome como base 5 minutos no mínimo, e depois comece a checar, para tirá-los assim que começarem a ficar com as bordas douradas. Deixe esfriarem no papel manteiga, em uma grade, até completamente frios antes de remover.

Pela quantidade de manteiga, esses biscoitos são incrivelmente saborosos, mas também costumam vazar gordura para o glacê real. O ideal é esperar um dia depois de decorá-los, para que essa gordura suma. Mantenha-os em potes bem vedados com camadas de papel toalha entre os biscoitos, para ajudar a retirar essa gordura.
Em breve vou passar a receita do glacê/royal icing que eu uso. Adoro, não é feito com clara de ovo e fica bem consistente. Esses biscoitos e o royal icing para decorar são uma ótima opção para colocar em cima de cupcakes. Um pequeno biscoito com uma decoração fofa fica lindo!

Dicas:
– Você até pode juntar as rebarbas de massa que sobram depois de cortar os biscoitos e abrir de novo, mas alerto que quanto mais você fizer isso, mais duros seus biscoitos vão sair e maior a chance de perderem o formato enquanto assam. Isso porque cada vez que você enrola e abre de novo, você retrabalha o glúten da farinha.
– Se sobrar massa, você pode formatar em uma bolinha, cobrir com papel plástico e congelar por até 3 meses.
– O tempo na geladeira ajuda a relaxar o glúten, manter os biscoitos crocantes e quebradiços na boca e também a manter o formato deles enquanto assam.

Algum fisioterapeuta aí pra me dar uns conselhos de condropatia patelar? Ou sobre como melhorar esse joelho?

  1. Alessandra
    06 de abril de 2016 - 10:58

    Oi Juliana,

    Nada como uma dorzinha para tirar a gente do prumo… Tenho duas dicas para você: se você for adepta a remédios naturais, recomendo sucupira ou garra do diabo, ambos excelentes para articulações. Sei de uma chilena, amiga de uma aluna, que evitou uma cirurgia tomando sucupira, que minha aluna lhe leva quando vai para o Chile. O médico não soube explicar o que aconteceu, ela simplesmente se curou do problema. Outra é a indicação de um excelente ortopedista especialista em joelhos na cidade de Jundiaí; ele faz um tratamento de ponta com ondas de choque (fiz nos pés para fasceíte plantar), esse é o site dele caso alguém mais aqui se interesse http://drlaurocamargo.com.br/ (juro que não sou parente nem ganho nada com isso rsrs).

    Quanto aos biscoitos, faço uma receita muito similar (as proporções são um pouco diferentes) e ficam realmente ótimos. Para evitar muitas rebarbas, corto os biscoitos bem próximos e junto todas as rebarbas para abrir no final para evitar manusear demais, não costumo ter problemas – eles se transformam no grupo de controle de qualidade rsrs. Amo fazer biscoitos e eles são ótimas opções de presentes para todas as ocasiões.

    Beijo e melhoras!

    • 14 de abril de 2016 - 11:30

      Alessandra, dicona essa das rebarbas! Vou pesquisar essas sugestões para melhorar meu joelhinho… infelizmente moro muito longe de Jundiaí :(

  2. Deborah Carvalho
    06 de abril de 2016 - 11:44

    Mal posso esperar pela receita do royal icing. Sou louca para fazer esses biscoitos, mas nunca consegui fazer direito. Cada receita que eu usava era uma decepção. E como todas as receitas que eu copio de você funcionam maravilhosamente bem, eu quero fazer esses biscoitos com o glacê que você receitar, rs.

    Melhoras para o seu joelho; não sei de especialistas em Brasília, mas na minha cidade (Uberlândia – MG) ouvi dizer que tem um muito bom no Hospital Orthomed Center, já tratou de vários atletas. Se precisar te passo o contato.

    Grande abraço e parabéns! Seu blog é inspirador!

  3. Paula
    06 de abril de 2016 - 13:02

    Oi ju!
    Essa receita de biscoitinhos é muito boa! Eu costumo customizar a minha, com raspinhas de limão, de laranja, chocolate em pó ou picado, gengibre, etc.. ficam divinos!! <3
    Parabéns para o blog! Cada vez mais incrível! Amei a nova coluna de links :3
    Beijinhos

    • 14 de abril de 2016 - 11:35

      Paula, exatamente! O bom dessa receita é essa versatilidade. Dá pra colocar canela em pó, gengibre, cravo, cardamomo… enfim! Beijos mil!

  4. Rosemary Utida
    06 de abril de 2016 - 22:03

    Oi Ju, você sabe me dizer se os biscoitos se conservam se eu colocar em saquinhos de celofane bem fechados? Seria para fazer porções para vender. Se bem que acho que é uma desculpa para eu fazer o biscoito mais vezes…rs. Adoro biscoitos amanteigados. Quanto ao joelho eu tinha vários problemas com o joelho mesmo e também de coluna e uma epicondilite desde 1996, fascite plantar que melhoraram muito, muito mesmo com o método mckenzie de fisioterapia. Fiz aqui em Campinas/SP com o Dr. Abinael. Ele tem site http://www.pensandosaude.com.br. Eu fiz uma via crucis em consultórios de ortopedistas, fisioterapias de todo jeito, remédios, etc. , mas o que definitivamente melhorou o o método mckenzie. Quem sabe acha em Brasília. Beijos

    • 14 de abril de 2016 - 11:37

      Rosemary, eles duram uma semana ou mais, decoradinhos. Seja dentro ou fora dos saquinhos. Eu já vi gente dizer que duram 2 semanas, mas sempre preferível ser consumido o mais rápido possível. Fui atrás desse método aqui em Brasília, vou ver se encontro e faço uma consulta! Obrigada!

  5. Simone
    07 de abril de 2016 - 16:58

    Juli querida…primeiro quero desejar melhoras pra vc..
    Depois quero muito a receita do glacê, até hoje nao consegui fazer nenhum que dê certo no saco de confeitaria!!
    Obrigada e beijocas!

  6. Rosângela Cruz
    07 de abril de 2016 - 20:48

    Oi Ju!
    Desejo melhoras logo. Lembrei de uma vez em que tirei a rótula do lugar e fiquei 04 meses imobilizada. Um horror. Espero que logo estejas nova em folha. Obrigada pela receita. Vou testar fim de semana. Um beijo. Te cuida.

  7. Gabriel Miossi
    08 de abril de 2016 - 11:13

    Oi Ju, tudo bem?

    Melhoras pra esse joelho aí! Corre cuidar enquanto é tempo!

    Eu adorei essa receita dos biscoitos! Quero muito fazer, acho que farei esse final de semana mesmo! O glacê real eu só conheço aquele pronto que se bate com água, nem sabia que dava pra fazer em casa. Quero muito saber como se faz pra eu fazer o meu próprio. Esses que são prontos não acho que são muito bons, se eu puder dar uma melhorada no sabor, aquele nosso toque, pra ficar com a nossa marca, seria ótimo!!
    Beijos!

    • 14 de abril de 2016 - 11:41

      Biel, concordo plenamente! Inclusive sou a favor de aprender a fazer tudo que a gente pode comprar pronto em casa, exatamente pra saber qual o sabor caseiro e qual o sabor industrial, e como a gente consegue implementar o caseiro sozinhos. E daí decidir o que quer continuar consumindo! ;) Beijos!

  8. Denyse
    13 de abril de 2016 - 08:07

    Oi, Juliana
    Puxa, que chato esse negócio do seu joelho! Espero que você fique curada. Eu sempre acredito em terapias alternativas. Excelentes médicos também fazem a diferença, como aqueles que consertam os jogadores de futebol. Eu faço biscoitos já há um tempo, a receita é basicamente essa. Uso glacê industrializado, mas acho que ele tem um cheiro esquisito de coisa química. Estou aguardando sua receita. Beijo.

  9. Rebeca
    12 de maio de 2016 - 12:59

    Oi Juliana
    É horrível esse negócio de joelho!Melhoras logo logo vai está curada.
    O açúcar pode ser a mascavo? E a decoração pode ser com pasta americana?
    Bj

    • 05 de junho de 2016 - 21:59

      Rebeca, o açúcar mascavo tem mais umidade, não vai dar certo com essa receita. Pode decorar com pasta americana sim! Beijos!

  10. 10 de novembro de 2016 - 17:08

    Ola Ju tudo bem?
    Também tenho condropatia patelar e sabe o que melhorou muito? Fortalecer os musculos da coxa, pois são eles que sustentam o joelho. Fiz os exercicios em uma academia auxiliada por um preparador fisico e foi tudo de bom. Osteobiflex. um medicamento vendido nas farmacias e supermercados nos EUA, sem receita médica, também ajudaram bastante. veja com seu médico se é o caso!
    Quanto aos cookies, também adoro fazer! Obrigada pela receita
    bj

    • 13 de dezembro de 2016 - 22:39

      Monica, vou atrás desse remedinho por lá! Mas realmente fortalecimento é o que resolve de vez. Eu estou fazendo em casa alguns exercícios e com o elíptico, quase já consigo usar salto de novo :)

  11. Rosiane
    26 de dezembro de 2016 - 19:42

    Boa noite
    Os biscoitos de açúcar também podem ser decorados com pasta de leite ninho?

  12. Jessica
    06 de outubro de 2017 - 12:58

    Olá Juliana! Primeiro, Parabéns pelo blog, sou nova aqui mas já amei suas receitas e com certeza vou testar.
    Estou usando uma receita de biscoitos (para decorar) da Marcela Sanchez já testada várias vezes no forno convencional e deu tudo certo. Agora usando forno elétrico e usando a farinha dona Benta, os biscoitos tem crescido como se fossem um bolo e depois baixam, mas acabam perdendo um pouco o formato. O que será que esta acontecendo? Não sei se é a farinha ou a temperatura do forno. Se você puder me ajudar, agradeço muito!!!

    • 21 de outubro de 2017 - 12:27

      Jessica, pode ser o seu forno pois o elétrico tem a temperatura mais uniforme internamente do que o convencional. Então o que acontece pode ser: quando a gente assa alguma coisa, o calor vai de fora pra dentro né? Então, no convencional, o seu forno deveria ter uma temperatura mais alta no centro, assando os biscoitos mais uniformemente. Já o elétrico, por ser totalmente uniforme se estiver bem regulado (não tem um ponto tão alto e outro mais baixo), os biscoitos assam de fora pra dentro, formando montinhos que depois abaixam. TALVEZ seja isso, estou supondo hahahha. Mas você pode fazer uns testes colocando os biscoitos em diferentes posições do forno. Ou testar outra receita. Os meus sempre fizeram isso que fazem contigo e eu não acho tão ruim, mas se está te atrapalhando, é bom resolver o problema :)

  13. Juliana
    18 de outubro de 2017 - 14:00

    Olá, uma duvida… o açucar que você usou nesta receita é cristal ou refinado?
    Obrigada…

    • 21 de outubro de 2017 - 13:15

      Oi xará, é açúcar cristal. :)

Ju Morgado

Sou uma jornalista com mais paixões do que o tempo me permite cultivar. Descobri na cozinha meu paraíso, meu refúgio depois de um dia cansativo ou estressante. É quase um vício, realmente. Não apenas cupcakes, mas qualquer coisa que eu ache interessante, desafiante ou divertido de fazer. Apesar do nome do blog, não é só de cupcakes que eu vivo. Amo fazer risotos, de todos os sabores, e simplesmente amo qualquer receita que envolva qualquer tipo de queijo.

A história do Cupcakeando

Não sei bem quando ou porquê eu comecei a me interessar por cozinhar. A lembrança mais antiga que tenho é de minha mãe me puxando para a cozinha, para me ensinar a fazer arroz branco, comum, e o molho de macarrão com tomates frescos que só ela sabe temperar.
Tudo que eu sei de cozinha aprendi de um jeito: prática. Minhas receitas são criadas da minha cabeça e implementadas dos meus testes ou então milimetricamente medidas de fontes confiáveis.
Tenho uma verdadeira paixão por cupcakes, pois acho que eles reúnem o que há de melhor na cozinha: manteiga, açúcar, fofurice, capricho e criatividade. Tudo na medida certa para uma pessoa saborear. Gosto de tentar coisas novas com esses pequenos e descobrir jeitos diferentes de decorá-los. Quando não estou fazendo nada, começo a pesquisar e estudar receitas, teorias e decorações de cupcakes. É, isso mesmo, estudar.
O blog também é uma maneira de praticar minha segunda paixão: fotografia. Sou daquelas que, enquanto passeia pelo parque, começa a achar ângulos de fotos que ficariam maravilhosas. Assim como eu estudo gastronomia e culinária, sento para ler sites e livros enormes sobre fotografia.

O gerúndio

Não fale mal dele antes de conhecê-lo melhor. Já ouvi por aí dizerem que jornalista jamais, sob nenhuma circunstância, pode usar o gerúndio. A justificativa fez sentido: “você usa o gerúndio quando não quer dar nenhuma previsão de término para sua a ação”, o que, no jornalismo, é basicamente como deixar o leitor esperando para sempre por aquela obra sanitária que o governo prometeu.
Mas foi exatamente a mesma explicação que me convenceu a usar o gerúndio para o nome do blog: eu não tenho previsão de fim para minha produção de cupcakes, jamais pretendo parar de fazê-los ou de cozinhar em geral. Se não tiver mais encomendas, será para amigos. Se meus amigos enjoarem, será para minha família. Quando minha família me dizer “CHEGA”, será para mim mesma (e talvez meu corgi. Eu tinha uma husky siberiana linda, que infelizmente se foi, mas vai estar sempre na minha memória). Porque é o que eu amo fazer e o que me deixa feliz.

Copyright

Todas as fotos e textos nesse site são produzidos pela confeiteira Ju Morgado, a não ser que esteja especificado o contrário. Eles representam muito trabalho e esforço. Caso deseje utilizar alguma foto ou texto do site, por favor, entre em contato. Ficarei imensamente grata em ajudar, mas é importante dar os devidos créditos. :)

Creative Commons License
Essa obra é licenciada perante a
Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Contato

Será que sua pergunta já não foi respondida no FAQ? Dê uma lida nele antes, para ter certeza!

Envie suas dúvidas ou pedidos de encomendas por aqui. Minhas encomendas de cupcakes são apenas para o Distrito Federal (DF). Outros doces e produtos podem ser enviados, a depender do pedido.

Eu respondo a todos os e-mails enviados. Garanta que você receberá minha resposta adicionando o e-mail contato@cupcakeando.com.br na sua lista de endereços seguros, ou minha resposta poderá cair na sua caixa de Spam!