sexta, 07 de fevereiro de 2014

Faça em casa: Manteiga de amendoim

34 Comentários

Na semana passada, a Yoko nos deixou. Foi pro céu dos cachorros, encontrar o marido, Nanuck, e o filho, Howe, e mais todos os cães do mundo. Porque se existe céu, tenho certeza que ele é povoado por cachorros. Bichos puros, leais e carinhosos, que só nos dão alegrias.
O tumor da pata dela tinha voltado há algum tempo e já estava muito grande. Infelizmente, houve metástase no pulmão, o que significa que não havia o que fazer. Metástase é metástase. O tumor da pata crescia a cada dia e começava a impedi-la de fazer coisas pequenas, como andar na grama sem tropeçar e cair. Yoko parou até de me acompanhar todos os dias pela manhã até o carro, coisa que ela fez em todos os 10 anos na mesma casa.
Cortava meu coração ver a crescente deterioração da saúde dela e eu não queria chegar em casa um dia e vê-la com aquele tumor estourado e ulcerado. É uma dor que ela não mereceria sentir nunca. Então, tomei a decisão difícil, mas consciente. Sei no fundo do meu coração que fiz tudo o que eu pude por ela e que ela viveu plenamente – 15 anos, 3 cirurgias, 7 ninhadas e um atropelamento. Sem perder o jeitinho alegre de andar pelo jardim e de cuidadosamente pegar o petisquinho da minha mão sem me morder.

yoko_eu
Não vou mais ver os olhinhos bicolores dela no vidro da porta da garagem toda vez que eu chegar em casa, mas ela só me deixou fisicamente. As lembranças ficam para sempre. A tristeza veio – e veio forte – mas duvido que a Yoko ficaria feliz se me visse depressiva pra sempre. Então, vou preferir ficar nas memórias, tipo essa lambida gostosa na orelha da foto. Aliás, eu tinha muito estilo, em plenos 11 anos de idade, né não? E sim, eu fazia balé.

manteiga_amendoim_caseira
Como fui fazer biscoitos de cachorro e cupcakes para meu aniversário, para a Yoko, o Freddie e a Mell, precisava de manteiga de amendoim pronta. Não costuma ser um produto comum no Brasil, aliás eu só encontro de uma marca importada aqui em Brasília e o pote é quase 15 reais. Qual seria a sua surpresa se eu te dissesse que dá pra fazer em casa por um preço quase irrisório?

Manteiga de amendoim

500g de amendoim, sem casca
Óleo vegetal, de canola ou girassol

1 – Não poderia ser mais simples: basta colocar os amendoins em um multiprocessador e ligar por uns bons minutos. Coloque uma colher de sopa de óleo de cada vez para ajudar a mistura a incorporar totalmente. Eu nunca passei de 4 colheres de sopa de óleo. Isso porque o amendoim em si tem óleo natural, que vai ser liberado aos poucos enquanto você bate. Eu gosto do mínimo possível de pedaços de amendoim, gosto que vire uma pasta mesmo. Então, deixo bater muito – tipo, 15 minutos seguidos – e eventualmente misturo a tigela com uma espátula, para garantir que todos os amendoins estão sendo batidos. Quando chegar no ideal para você, está pronto!

manteiga_amendoim_caseira2
Tem que ser multiprocessador, Ju? Eu tentei com liquidificador uma primeira vez, resultando em vários gritos da minha mãe, uma tigela quebrada e um Sr. Namorado dizendo “eu avisei”. Só consegui mesmo com o multiprocessador. Como podem ver pela foto, mesmo batendo por longos 15 minutos, ainda assim sobraram pedacinhos de amendoim. Se quiser completamente sem eles, acredito que passar por uma peneira deve dar um trabalhinho, mas funciona.
Essa pastinha costuma ser usada pra passar no pão, pura mesmo, nos EUA. Uma camada de manteiga de amendoim e outra de geleia. Eu pessoalmente não achei sensacional misturar esses dois, mas você pode tentar. A manteiga dura umas boas 2 semanas em temperatura ambiente. Parada, o óleo vai separar do amendoim, mas isso é natural, basta misturar tudo de novo antes de usar. Claro que vai vir um cupcake com manteiga de amendoim pela frente.
E obrigada a todos vocês que desejaram tudo de bom para a Yoko no ano retrasado. Ela viveu mais um lindo ano cheia de energia antes de ir correr por prados mais verdes que os nossos.

  1. Anna
    07 de fevereiro de 2014 - 10:31

    Ju, não sei nem o que te falar.. Perdi alguém muito especial pra mim, como a Yoko é pra vc, ano passado. E na verdade, acho que nem tem muito o que dizer. Fica bem e dê tempo ao tempo. Tenho certeza que ela está melhor agora, correndo e fazendo tudo o que ela gostava de fazer e não podia mais. E bola pra frente! Desejo todos os dias antes de dormir que nós possamos encontrar nossos pimpolhos um dia :)

    Beijos!

  2. Jenifer Oliveira
    07 de fevereiro de 2014 - 12:01

    Poxa Ju,que triste! Não deve ser facil não! Mas tenho certeza que todos os momentos que tiveram, viverão dentro de você! E fique em paz, pois realmente você fez todo o possivel e esteve ao lado dela sempre que ela precisou! Muitas pessoas hoje infelizmente abandonam seus amiguinhos por muito menos!

    Beijos

  3. paty
    07 de fevereiro de 2014 - 21:44

    Tambem perdi minha pequena… uma york zero, bem pequena mesmo, depois de dez anos de muita travessura ela se foi e deixou meu coração partido.Ainda penso nela todos os dias, ja me conformei mas doi muito ainda. parece estranho, mas ela era minha melhor amiga. A saudade não passa, mas a gente se acostuma a conviver com ela… bj. força pra vc.

  4. Valéria
    08 de fevereiro de 2014 - 08:30

    Oi Jú! Posso saber o q vc está sentindo… Há duas semanas também perdi minha Brenda… Ela já tinha 13 anos… Foi muito triste. Também tivemos q fazer eutanásia. Com certeza foi o melhor pra ela e no momento certo. Isso só a gente consegue saber. Fiquei com ela até seu último suspiro. Sempre prometi q ficaria com ela, e agora, ela está em um lugar maravilhoso, junto com sua Yoko. Fizemos o melhor por elas durante suas vidas e isso é o que vai ficar pra sempre… Beijos.

  5. 08 de fevereiro de 2014 - 12:25

    Juliana, fiquei triste pela yoko, mas, como vc, tb acredito que os cachorros só possam ir p/ o céu pois não há criatura mais pura que eles. Sinto muito, demais mesmo a falta dos meus e olha que o último, o Bone, faleceu há quase 3 anos. Era um poodle abricot ou, como eu dizia, encardido…rsrs Era muito serelepe, um cachorrinho feliz mesmo. O anterior era um coolie, o Kevin. Até hj posso dizer que muitas pessoas não têm a inteligência que ele tinha; era incível e lindo, lindo, lindo… E ele sabia disso. Foi com ele que aprendi que cachorro sorri, tenho foto dele sorrindo…. Enfim, falar de animais que conviveram com a gente traz um pouco de amoção e aindam e traz muita surpresa qdo lembro da capacidade deles; capacidade de fazer as coisas, capacidade de amar as pessoas, capacidade de entender as pessoas, de ajudar, de dar carinho, atenção e claro, capacidade de demonstrar emoções e necessidades tb.

    Mas falando de manteiga de amendoim…. Adoro amendoi, talvez pq eu não goste de outras castanhas tipo nozes, castanha do pará, amêndoa, avelãs…. não gosto nem do cheiro mas de amendoim….. me derreto por ele. Tb adoro manteiga de amendoim e, como vc mora em Brasília, me conta: aonde vc encontra p/ comprar/ Eu consegui uma única vez no Wal mart do SIA mas nunca mais encontrei…. Vou fazer a receita que vc postou e, qto aos pedacinhos, acho que vão deixar ainda melhor e bem crocante..
    Beijo e sucesso,

    • 16 de fevereiro de 2014 - 14:00

      Ana, tudo bem? A manteiga de amendoim eu acho para vender na CEASA, no Oba e no La Palma. De vez em quando, em alguns supermercados por aí também.
      Fiquei feliz com as suas palavras sobre os cães. É impressionante o quanto aprendemos com eles, não é? Beijos!

  6. wanda macarone
    08 de fevereiro de 2014 - 16:53

    Poxa, Ju, chorei tanto lendo esse teu post! Sinto muito pela sua perda!!!
    =(
    Eu acredito que vc fez a escolha certa, também faria o mesmo numa situação dessas. Eles não merecem sofrer, pois só nos fazem sorrir.
    Perdi uma cachorrinha no ano passado (foi morta pela minha outra cachorra) e eu fiquei arrasada! Fiquei muito triste mesmo, porque eu não estava em casa, e talvez pudesse ter evitado. Nao pude nem me despedir dela… e isso foi o pior para mim.
    Mas a dor passa e ficam as boas lembranças. Eles são companheiros inigualáveis e insubstituíveis.
    Tenho 4 e qdo minhas pequenas vão pra escola, eles ficam me fazendo companhia. Qdo estou cozinhando, sempre tem um na porta ou na janela, esperando para saber o que sairá do forno…

    Com todo esse calor, nem tive coragem de fazer mais bolos nem cupcakes e não fiz ainda aquela sua receita de cupcake canino. Qdo esfriar um pouquinho por aqui, eu farei.
    Mas eu queria te pedir uma coisa: será que vc poderia, um dia desses, elaborar um cupcake com farinha integral, grãos e frutas? Mudamos nossos hábitos alimentares drasticamente aqui em casa, mas pretendo continuar a fazer coisas gostosas para as minhas pequenas – que adoram um cupcake!!!
    (Sei que vc tem idéias ótimas e eu confiaria de olhos fechados em qualquer receita que vc recomendasse…)

    Um grande abraço pra ti, e fique bem!!!

    • 16 de fevereiro de 2014 - 14:04

      Oi Wanda, pode deixar que vou atrás de uma receita boa de cupcake integral com frutas e grãos. Fique de olho no blog :)

  7. Larissa
    09 de fevereiro de 2014 - 13:32

    Momento dolorido esse! Apanhei minha tia no veterinário e ela veio com aquela nuvem negra de duvida e tristeza que se forma qdo a noticia e um câncer inoperavel(em nosso caso na virilha da nossa Jade). E duro ser o algoz de um ser amado! Decidir em que ponto findar a vida deste! Essa sera a segunda esperiencia neste sentido, a primeira foi com nossa gatinha Branca Luz! Será que mais um dia? Será que esperei de mais? Será que este ser amado, esse ente querido sabe que estou fazendo isso pro bem? Será que esse ultimo momento transmitiu a angustia ou o carinho de anos! Ficam as boas lembranças e a saudade desses bichinhos que aquecem nossos corações com essas brincadeirinhas que arrancam sorrisos..

  8. Elaine
    11 de fevereiro de 2014 - 12:02

    Oi Ju, meus pêsames… Realmente é uma decisão muito complicada que mexe com nossas crenças mais profundas e nossos medos também. A morte nunca é um evento que passa despercebido, não é mesmo? Desejo que Deus conforte seu coração e de seus familiares, e que as lembranças felizes possam, com o tempo, superar esses últimos dias de angústia, dor e sofrimento.

  9. mari
    11 de fevereiro de 2014 - 16:46

    Gostaria de saber se o amendoim é cru ou torrado?

  10. vivi
    12 de fevereiro de 2014 - 14:17

    Ju… com certeza vc tomou a decisão certa.
    Ela está descasando agora.
    Não se culpe. Vc a ama.
    Parabéns pra vc.
    Obrigada por tudo.
    besos
    Vivi

  11. raquel maria vieira
    15 de fevereiro de 2014 - 10:53

    Juliana: sinto muito pela Yoko! o tempo ajuda a amenizar a dor.
    gostaria que vc me desse umas dicas de como importar uma kitchen aid. e gostaria de saber se no Brasil tem assistência técnica caso ocorra algum problema. ela tem alguma garantia aqui no brasil?
    aguardo resp.
    bjinhos
    raquel

    • 16 de fevereiro de 2014 - 18:13

      Raquel, não importei minha KitchenAid, a não ser que você considere comprar lá fora e trazer como importar, hahahaha. Da maneira que eu fiz, não há garantia. A garantia é apenas no país que você compra. É uma das vantagens de se comprar aqui no Brasil. Porém, para mim não faz muita diferença porque uma batedeira KitchenAid é bem resistente e não te da dor de cabeça se você usá-la corretamente. Então, certamente, ela vai durar sem apresentar problemas por todo o tempo da garantia, e vai acabar sendo um pouco inútil ter essa vantagem já que você não vai usar. (isso, claro, considerando que o equipamento vem perfeito. Com defeito de fábrica, é outra história)
      Beijos!

  12. Jo
    17 de fevereiro de 2014 - 07:28

    Oi, Ju. Sinto muito!!
    Como você tira a casca do amendoim cru e ele parece estar tão douradinho e caramelizado na foto, qual o segredo?

    Beijos, fique bem.

    • 27 de fevereiro de 2014 - 20:33

      Jo, nessa foto específica, eu tinha caramelizado os amendoins com mel no forno. Esse passo não é necessário para a manteiga de amendoim. Quanto a casca, eu não tiro, já compro sem casca. Beijos!

      • Jo
        01 de março de 2014 - 14:55

        Que delícia!! Obrigada por responder. Eu fiz a receita, ficou ótima!!!

  13. 05 de março de 2014 - 03:25

    Just this week we thought we would lose one of our “little babies” our dog Macca, who was 16 years old. Thankfully he pulled through, but it won’t be long. Big hugs! This is such a great simple recipe! Thanks for sharing.

    • 23 de março de 2014 - 10:16

      Amanda, I hope when the day comes, Macca will be serene and surrounded by everyone who loves him. That’s how Yoko went away. :)

  14. Rubens Junior
    08 de março de 2014 - 01:35

    Ju, dada a dificuldade em se encontrar esta manteiga de amendoim, e como eu ainda não tenho um multiprocessador,pode-se usar aquele amendocrem nesta receita ou o resultado não será o mesmo?

    Brigadão;@)

    • 23 de março de 2014 - 14:50

      Rubens, não conheço o Amendocrem, então não sei como ele é feito, a consistência dele e se daria certo na receita. Mas sou a favor de testes em tudo. Prática leva à perfeição! Beijos!

  15. 28 de julho de 2014 - 20:27

    Olá Juliana, sinto muito pela yoko! Já que ela está lá no seu de cães , ela deve estar brincando com minhas antigas menininhas( bem antigas): jade e belinha . da jade eu não me lembro muito porque eu era bebezinha quando ela morreu , mas me lembro que era uma poodle branca e a belinha era muito boazinha , ela era uma dachshund preta com caramelo e nós doamos ela para um amigo de meu pai e ficamos sabendo que ela morreu um tempinho depois porque pegou cria de uma raça muito grande e então não resistiu no parto!Espero que a yoko, elas e todos os cachorrinhos do mundo que partiram para o melhor estejam lá com deus! Todos são muito sortudos e tenho certeza que todos estão lá sim pois todos eram, são e serão muito companheiros, defensivos e muito carinhos com seus donos e merecem estar com deus!
    Pela manteiga de amendoim, eu já até salvei a receita de cupcake bom pra cachorro e já que eu tenho a lupita( uma dachshund caramelo) e a meguie( uma pastor australiano mesclada com preto,branco e caramelo) e decidi que vou fazer esse cupcake para as minhas bebes! Então quero fazer duas perguntas:já que eu não tenho o multiprocessador, como eu poderia fazer a pasta de amendoim? e eu posso dar normalmente a cobertura no bolo para elas comerem ? porque eu tenho um pouco de medo de a lupita e a meguie não passarem muito bem porque ela vomitam as vezes quando não gostam de algo!
    Bom, espero que responda novamente e também espero mais receitas para nossos grandes e pequenos bebes e receitas de cupcakes deliciosos e também saudavéis!
    bjsssss juuu
    ps: adoro as receitas e o blog!!!!!

    • 29 de julho de 2014 - 16:22

      desculpa , céu de cães

    • 14 de agosto de 2014 - 00:19

      Me, espero que todos os nossos cãezinhos lindos estejam brincando muito em um lugar muito melhor, porque eles merecem! :)
      Dá pra fazer a manteiga de amendoim no liquidificador, mas leva muito mais tempo, mais paciência e você tem que mexer com uma colher várias e várias vezes até ele virar pasta. Quanto a cobertura para seus fofinhos, eu recomendo que consulte a veterinária deles. Os meus não tiveram problema, e, claro, consumiram com moderação (que vale pra eles e pra gente, sempre), mas os seus podem ter especificidades de saúde que eu não posso prever. Beijos!

  16. Manu
    16 de agosto de 2014 - 22:08

    Oi Ju,

    Para a manteiga de amendoim posso usar amendoim torrado ou não da o mesmo gosto?

    Obrigada.

    • 20 de agosto de 2014 - 22:18

      Manu, pode ser o torrado sim, desde que ele não esteja muito escuro! Mas daí você até pode omitir o óleo e fazer puro, porque o amendoim vai liberar óleo suficiente. Beijos!

  17. Liana
    22 de setembro de 2014 - 17:44

    Gente minha mãe fez no liquidificador a vida toda e nunca deu problema xD (mas sempre com o amendoim torrado…)

    • 30 de setembro de 2014 - 20:56

      Liana, eu quebrei meu liquidificador duas vezes tentando fazer nele hahahaha. Beijos!

  18. Paula
    07 de julho de 2015 - 09:56

    Oi ju!
    Vi agora esse teu post e garanto que a Yoko está bem feliz no céu dos cães e feliz pq agora você é mãe do Whey <3
    Vim aqui para deixar a minha experiência em fazer manteiga de amendoim, eu sei que é possível fazer com eles torrados ou crus, os que eu fiz foram torrados, e a principal diferença é que eu não acrescentei óleo extra e Ju, não precisa!!! Parece que está dando errado e que você tem que acrescentar o óleo, mas não, tem uma hora que a mágica acontece e o amendoim solta o seu próprio óleo e ele vira creme, aí só acrescentei um pouco de açúcar e sal para deixar com o meu paladar e coloquei na geladeira. Aí o detalhe é que ele não separa óleo nenhum e continua cremoso, não fica duro e em duas fases! ;)
    beijinhos

  19. 10 de fevereiro de 2016 - 08:44

    […] xícara de mel 3 colheres de sopa de açúcar 1/4 xícara de manteiga de amendoim, sem açúcar, ou a sua própria caseira 1/2 colher de chá de extrato de […]

  20. Mison
    12 de junho de 2016 - 10:08

    Ju, meu liquidificador é oster e dar super certo! Eu uso óleo de gergelim

    • 21 de junho de 2016 - 21:54

      Mison, bom saber! Estou precisando comprar um liquidificador.

  21. gabrielly
    08 de dezembro de 2016 - 10:50

    Da para usar óleo de soja ?

Juliana Morgado

Sou uma jornalista com mais paixões do que o tempo me permite cultivar. Descobri na cozinha meu paraíso, meu refúgio depois de um dia cansativo ou estressante. É quase um vício, realmente. Não apenas cupcakes, mas qualquer coisa que eu ache interessante, desafiante ou divertido de fazer. Apesar do nome do blog, não é só de cupcakes que eu vivo. Amo fazer risotos, de todos os sabores, e simplesmente amo qualquer receita que envolva qualquer tipo de queijo.

A história do Cupcakeando

Não sei bem quando ou porquê eu comecei a me interessar por cozinhar. A lembrança mais antiga que tenho é de minha mãe me puxando para a cozinha, para me ensinar a fazer arroz branco, comum, e o molho de macarrão com tomates frescos que só ela sabe temperar.
Tudo que eu sei de cozinha aprendi de um jeito: prática. Minhas receitas são criadas da minha cabeça e implementadas dos meus testes ou então milimetricamente medidas de fontes confiáveis.
Tenho uma verdadeira paixão por cupcakes, pois acho que eles reúnem o que há de melhor na cozinha: manteiga, açúcar, fofurice, capricho e criatividade. Tudo na medida certa para uma pessoa saborear. Gosto de tentar coisas novas com esses pequenos e descobrir jeitos diferentes de decorá-los. Quando não estou fazendo nada, começo a pesquisar e estudar receitas, teorias e decorações de cupcakes. É, isso mesmo, estudar.
O blog também é uma maneira de praticar minha segunda paixão: fotografia. Sou daquelas que, enquanto passeia pelo parque, começa a achar ângulos de fotos que ficariam maravilhosas. Assim como eu estudo gastronomia e culinária, sento para ler sites e livros enormes sobre fotografia.

O gerúndio

Não fale mal dele antes de conhecê-lo melhor. Já ouvi por aí dizerem que jornalista jamais, sob nenhuma circunstância, pode usar o gerúndio. A justificativa fez sentido: “você usa o gerúndio quando não quer dar nenhuma previsão de término para sua a ação”, o que, no jornalismo, é basicamente como deixar o leitor esperando para sempre por aquela obra sanitária que o governo prometeu.
Mas foi exatamente a mesma explicação que me convenceu a usar o gerúndio para o nome do blog: eu não tenho previsão de fim para minha produção de cupcakes, jamais pretendo parar de fazê-los ou de cozinhar em geral. Se não tiver mais encomendas, será para amigos. Se meus amigos enjoarem, será para minha família. Quando minha família me dizer “CHEGA”, será para mim mesma (e talvez meu corgi. Eu tinha uma husky siberiana linda, que infelizmente se foi, mas vai estar sempre na minha memória). Porque é o que eu amo fazer e o que me deixa feliz.

Copyright

Todas as fotos e textos nesse site são produzidos pelo Cupcakeando, a não ser que esteja especificado o contrário. Eles representam muito trabalho e esforço. Caso deseje utilizar alguma foto ou texto do site, por favor, entre em contato. Ficarei imensamente grata em ajudar, mas é importante dar os devidos créditos. :)

Creative Commons License
Essa obra é licenciada perante a
Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Contato

Será que sua pergunta já não foi respondida no FAQ? Dê uma lida nele antes, para ter certeza!

Envie suas dúvidas ou pedidos de encomendas por aqui. Minhas encomendas de cupcakes são apenas para o Distrito Federal (DF). Outros doces e produtos podem ser enviados, a depender do pedido.

Eu respondo a todos os e-mails enviados. Garanta que você receberá minha resposta adicionando o e-mail contato@cupcakeando.com.br na sua lista de endereços seguros, ou minha resposta poderá cair na sua caixa de Spam!