Wednesday, 14 de November de 2012

Cupcakes de abóbora

31 Comments

O Natal está aí, ou quase aí. Existe uma tradição de começar a montar a decoração no dia 30 de Novembro. Já li também que o certo é 6 de Dezembro, dia de São Nicolau, ou Papai Noel. Não sei definitivamente qual o certo, mas, aqui em casa, já começou.
Uns anos atrás, a gente chamava um decorador para fazer o trabalho, mas ultimamente se resumiu a minha mãe desempacotando caixas sozinha. E muitas, muitas caixas. Acho que a gente não tem noção do quanto guardamos pela casa até precisarmos arrumar de alguma forma.


Daí, no meio da bagunça, escuto minha mãe exclamar da sala.
“Perdemos o menino Jesus!”
“É o que, mãe?”
“Ele sumiu! O presépio todo está aqui, mas o menino Jesus sumiu!”
Sou adepta a fazer piada das situações, porque é melhor do que ficar triste ou estressado. Então, disparei, sem pensar duas vezes: “Sequestro está em alta hoje em dia, nem Jesus se safa”.
Então, cá estamos, com uma árvore imensa, um monte de festões e mini lâmpadas enrolados pela casa e sem menino Jesus. Estou torcendo para o encontrarem no dia 24 de Dezembro, o que seria, no mínimo, interessante.


E agora para algo completamente diferente – leve referência à Monty Python -, praticamente tudo que eu faço na cozinha tem o propósito final de virar um cupcake. Ou alguma decoração para cupcake. Ou um jantar para comer um cupcake de sobremesa. Claro que o purê de abóbora do post passado ia virar um.
Não curto abóbora, até fugia dela, mas acho que passei a apreciar, porque não consegui parar de comer esses cupcakes. Os temperos se mesclam muito bem com o sutil sabor da abóbora ao fundo. Vale a pena!

Cupcakes de abóbora
Receita do 6 Bittersweets, com adaptações.
Rende: 12 cupcakes ou mais

1 1/4 xícaras de farinha
1/2 colher de chá de canela em pó
1/8 colher de chá de noz moscada em pó
1 colher de chá de fermento em pó
3/4 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/4 colher de chá de sal
3/4 de xícara (400g) de purê de abóbora
1/2 xícara de leite
1 colher de chá de extrato de baunilha
1/4 de xícara e 2 colheres de sopa (85g) de manteiga sem sal
3/4 de xícara e 2 colheres de sopa de açúcar
1 ovo
1 gema

1 – Ligue o seu forno em 180˚C. Em uma tigela, peneire a farinha, todos os temperos, o fermento, o bicarbonato e o sal. Em outra tigela, misture o purê de abóbora com o leite e a baunilha, até que fique uniforme.
2 – Bata a manteiga e o açúcar por 3 minutos, até que fique pálido e fofo. Adicione o ovo e a gema e bata até incorporar.
3 – Alterne a adição dos ingredientes secos e úmidos, terminando com os secos. Bata somente até incorporar tudo, não mais que isso!
4 – Divida a massa entre 12 forminhas e leve ao forno por 21 minutos, ou até que um palito inserido no centro de cada cupcake saia limpo. Transfira para uma grade de resfriamento enquanto prepara a cobertura.

Cobertura de creamcheese
Rende: 20 cupcakes com a voltinha da foto

200g de manteiga sem sal
Uma pitada de sal
2 xícaras de açúcar impalpável
1 colher de chá de extrato de baunilha
220g de creamcheese, em temperatura ambiente

1 – Corte o creamcheese em pequenos pedaços, do tamanho de uma colher de chá. Em uma tigela, peneire o açúcar impalpável.
2 – Bata a manteiga por 2 minutos, até que esteja bem lisa e uniforme. Adicione o sal e todo o açúcar. Bata novamente, em velocidade baixa, até incorporar o açúcar, ou ele vai espirrar na cozinha toda. Quando incorporar, aumente a velocidade para o médio e bata por 2 minutos.
3 – Adicione os pedaços de creamcheese, um de cada vez, batendo entre cada adição. Não bata demais, somente o suficiente para misturar o creamcheese. Se você bater demais, a cobertura vai começar a separar.
4 – Prove a cobertura: se achar pouco doce, acrescente mais açúcar peneirado, aos poucos.
5 – Leve à geladeira por alguns minutos, enquanto você prepara o saco de confeitar, lava a louça que já está ali, essas coisas. Depois de uns 8 minutos, retire da geladeira e misture com uma espátula. Decore os cupcakes como preferir.


Para jogar em cima da cobertura, eu misturei açúcar cristal comum com uma pitada de nada de canela e, então, esfreguei com os dedos até incorporar bem.

Participação especial: esmalte escandaloso azul esverdeado/verde água, dependendo da sua perspectiva.

Dicas:
– A receita original pedia 1/4 colher de chá de gengibre em pó, mas eu não tinha em casa e fiz sem. Se você tiver, pode acrescentar! Se não tiver nem o gengibre, nem a noz moscada, pode fazer sem também, mas tente não cortar fora a canela, pois ela dá um sabor muito bom.
– Essa cobertura de creamcheese segura maravilhosamente bem as voltinhas do bico de confeitar. A dica é a ordem diferente de preparação e o uso de todos os ingredientes em temperatura ambiente!
– Para essa voltinha, eu usei um bico que comprei avulso, sem marca, mas que era igual ao 1M da Wilton, mas um pouco mais aberto. Pode usar o 1M que dá o mesmo efeito!

Já começou a arrumar a casa para o Natal? E a sua decoração de Natal tem presépio?

Monday, 12 de November de 2012

Faça em Casa: Purê de abóbora

7 Comments

Essa época tem algumas vantagens: aproveitei a temporada de abóboras usadas em decoração de festas de Halloween. Em uma delas, tinham essas duas abóboras enormes e lindas – pareciam aquelas de plástico para enfeitar a churrasqueira de casa – esperando para virarem alguma coisa.
Pelas marquinhas na lateral, meus amigos tentaram fazer um rosto em cada uma, mas a ideia não deu certo. Acabaram recortando abóboras em cartolinas laranjas. Então, fiquei paquerando as de verdade durante toda a festa. Elas também me queriam, eu senti isso, elas queriam virar um prato bem gostoso. Pedi à dona da casa para levar embora, com a promessa de o que quer que viesse da fruta, ela provaria.


Como queria aproveitar o máximo possível, resolvi fazer purê de abóbora. Percebi que várias receitas começam com ele, talvez por ser mais prático para americanos e europeus. Mas como aqui no Brasil não se vende purê de abóbora enlatada, fui fazer experimentos na cozinha.

Purê de abóbora
Rende: 2 1/2 xícaras de purê, com uma abóbora de 30cm de altura

1 abóbora, do campo, moranga ou japonesa (a que você preferir)

1 – Lave bem a abóbora inteira. Seque com um pano e saque sua melhor faca de cozinha. Corte lateralmente a parte de cima, retirando o cabo. Corte em quartos. Não é preciso tirar a casca ainda, faremos isso mais pra frente.
2 – Ligue seu forno em 180˚C, para ir pré-aquecendo.
3 – Comece a retirar as sementes das abóboras com a ajuda de uma colher. O jeito é raspar mesmo. Se algumas ficarem presas, corte com a faca.


4 – Cubra uma fôrma de assar bolo com papel manteiga e posicione os pedaços da abóbora com a casca para baixo. Leve ao forno por 40 minutos ou até que ela esteja macia. Espete um garfo para saber: se entrar facilmente, está ótima.
5 – Retire e espere esfriar por uns 15 minutos (eu programei meu forno para 45 minutos e fui jantar. Quando voltei, o forno havia desligado no tempo certo e ela estava morna).
6 – Quando puder segurá-las, retire as cascas com a ajuda de uma faca serrilhada. Elas terão amolecido e sairão facilmente.
7 – Corte em pedaços menores e coloque em um multiprocessador ou liquidificador. Pulse até que tudo vire um purê.
8 – Prepare uma tigela pequena com um pano de cozinha limpo por cima. Derrame todo o purê em cima do pano. Torça para fechar e aperte bem. Retire todo o líquido que você conseguir, tomando cuidado para não levar junto o próprio purê. Jogue a água que sair fora.

Você pode usar imediatamente em qualquer receita que peça purê de abóbora. Você também pode colocar açúcar e comer puro mesmo. Caso não vá usar agora, guarde em um pote bem lacrado na geladeira ou em sacos ziplocs, como eu fiz. O purê dura duas semanas na geladeira ou até 7 meses no congelador.


Lembre-se que cada purê terá um sabor diferente dependendo do tipo da abóbora que você usar. É importante fazer o último passo para retirar o suco da abóbora, pois muito líquido em confeitaria pode desequilibrar a receita e estragar o resultado final.
Claro que esse purê, além de virar um risoto aqui em casa, vai se transformar em cupcake essa semana. Aguarde a receita!

O que sobrou da sua festa de Halloween?

Juliana Morgado

I’m a journalist with more passions than time can allow me to have. I have found in the kitchen my paradise, my resting place after a long and exhausting day. It’s my addiction, really. Not only cupcakes but anything that I find interesting, challenging or fun to do. Despite the blog’s name, it’s not all about cupcakes. I love cooking risotto, of all kinds, and I simply love any recipe with cheese.

Cupcakeando’s History

I’m not sure when or why I started to cook. My memories are of my mother putting me in the kitchen and teaching Brazilian white rice and her awesome pomodoro sauce for spaghetti, with fresh tomatoes just the way only she can do. All I know in the kitchen I’ve learned by one way: practice. My recipes are created from my head and implemented with the tests I run, or even meticulously measured from trusted sources.
I have a true passion for cupcakes, because I believe they represent everything that’s good in the kitchen: butter, sugar, cuteness, dedication and creativity. Everything in the right amount for one person.
I enjoy experimenting with these little ones, and finding out new ways do decorate them. When I have nothing better to do, I start researching and studying recipes, theories and decorations for cupcakes. Yeah, study, that’s right.
The blog is also a place for my second passion: photography. I’m that person who keeps looking for angles and shots while walking on the park. I also study the art of photography through websites and books.

The Name

Cupcakeando means, roughly, cupcakeing in Portuguese. The noun “cupcake” is in a verb tense that most well-schooled Brazilians hate because it means an action that will never stop. That’s precisely my intention. I don’t have any wish to stop my cupcake factory anytime soon, or even stop cooking in general. If I don’t have anymore orders, it will be for friends. If my friends get sick of it, it will be for my family. When my family says “ENOUGH”, it will be for myself (and maybe for my Siberian husky and my Pembroke corgi). Because that’s what I love to do and what makes me truly happy.

Copyright

All photos and texts on this website are produced by Cupcakeando, unless specified otherwise. They represent a lot of work and effort. In case you want to use any photo or text from this website, please make sure to link back to me or even get in touch with me before anything. I’ll be glad to help, but it’s important to give the proper recognition. :)

Creative Commons License
This work is licensed under a
Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Contact

What if your question has already been answered on the FAQ? Read it just to make sure!

Send your questions or doubts through here.
I answer to each and every e-mail sent to me. Make sure you’ll get my e-mail by adding contato@cupcakeando.com.br to your safe contacts, or my answer might just flip into your spam box.