segunda, 04 de fevereiro de 2013
Confeitaria 101: como (não) solar seu bolo

Eu já fiz aqui um post enorme sobre farinha e seus efeitos em um bolo quando a gente mexe demais com ela. Porém, acho que o visual (e o paladar) é sempre mais educativo que as palavras, especialmente em confeitaria.
Para exemplificar os perigos de trabalhar demais a farinha, registrei uma experiência: fiz a massa básica de cupcakes de baunilha e segui a receita, batendo ao fim somente para incorporar a farinha. Retirei 6 cupcakes. Depois, continuei batendo o resto por mais 2 minutos, sem parar. Coloquei os outros 6 na mesma fôrma e levei para assar pelo mesmo tempo, o indicado na receita. Vamos aos resultados?

comparativo_cupcake1
Dá até vergonha de colocar um do lado do outro, né? O irmão mais velho – que chamarei de Cupcake Errado – parece um balão frouxo perto do imponente cupcake – senhor Cupcake Certo.
A primeira diferença que observamos é que o Cupcake Errado murcha completamente quando esfria, fenômeno que chamamos também de “meu bolo solou”. Enquanto isso, o Cupcake Certo mantém seu formato e o nosso tão desejado domo. Isso acontece porque você bateu demais: o glúten na farinha foi hiperdesenvolvido e o ar incorporado enquanto batíamos a manteiga e o açúcar foi eliminado.
Vamos vê-los sem a roupinha.

como_nao_solar_bolo
Olhando assim, podemos até pensar: “Então, quando eu quiser um bolo com a superfície reta, a única coisa que eu tenho que fazer é bater loucamente”. Na verdade, não. Para conseguir um bolo sem domo ou barriguinha, usamos outras técnicas. Bater demais não afeta somente a aparência, mas também no sabor e na textura. Então, vamos cortar os dois cupcakes pela metade e entender melhor do que eu estou falando – já que a internet ainda não nos deu a possibilidade de passar comida pelos cabos.

comparativo_cupcake2Que humilhação.
Viram porque o topo ficou reto? Porque o “teto” caiu. O glúten desenvolveu tanto que as redes que aprisionam o ar incorporado se quebraram. O resultado é uma massa densa, dura, seca e difícil de mastigar, compacta demais. Precisei de um belo trabalho de mandíbula para comer o Cupcake Errado, enquanto o Cupcake Certo praticamente derreteu na boca.
Agora dá um close no artista.

como_nao_solar_bolo2Os pontinhos pretos são sementes de baunilha. Tinha fava sobrando aqui.

como_nao_solar_bolo3
Clique nas fotos para dar um zoom. Não sou só eu que vejo uma diferença gritante aí, né? Que bom! É assim que fazemos um bolo não tão gostoso. O sabor não é o mesmo porque a textura – e a aparência também, né – é completamente diferente e isso influencia muito no nosso paladar.
Então, a dica é, depois de adicionar a farinha, sempre bater somente até incorporar e não mais do que isso. Quanto mais você mexer a massa, mais desenvolverá o glúten e mais densa e seca ela vai ficar.

85 comentários
Veja Também:
  1. 04 de fevereiro de 2013 - 10:12

    “Sem a roupinha” achei muito amor a frase! Haha.
    Muito útil esse post, pois bolo solado ninguém merece!
    Bjs

  2. sarah
    04 de fevereiro de 2013 - 12:49

    Ju, a primeira foto não abriu aqui.. Então é assim: se bater demais, vai solar. Se só incorporar a farinha no final, tá ok? E pode bater com a batedeira ou melhor na mão mesmo? Bjs

    • 04 de fevereiro de 2013 - 12:54

      Oi Sarah!

      Estranho, aqui está ok! Tente dar um F5, quem sabe conserta!
      A maioria das massas pede que se incorpore a farinha no final, junto com os líquidos (leite, suco, etc). Pode sim bater na batedeira e é até recomendado, pois o glúten também é importante para aprisionar os gases do fermento e fazer o bolo crescer. Em outras palavras, precisamos desenvolvê-lo, mas não podemos deixar passar do ponto. O ideal, portanto, é bater até incorporar toda a farinha, o que não leva mais que 30 ou 40 segundos com uma batedeira.
      Curiosidade: existem algumas receitas que adicionam a farinha antes de tudo. Mas elas possuem métodos de mistura diferentes – inclusive, bem mais complicados – e que impedem que o glúten se desenvolva bastante.

      Beijo!

  3. sarah
    04 de fevereiro de 2013 - 13:08

    Ahhhh, e eu tenho mania de deixar a batedeira batendo eternamente.. E sempre fazia isso de bater só um pouco com o fermento, achando que se batesse demais, ele perderia o efeito! Tá anotada a dica, Ju! Bjss

  4. Ana Claudia
    04 de fevereiro de 2013 - 15:01

    Oi!!! A primeira foto não está abrindo para mim tb…
    Muito bom o post…Faço exatamente assim para não solar.
    Vc mencionou ter técnicas para o cupcake ficar sem a “barriguinha”…Vc poderia explicar melhor?
    Bjs

    • 04 de fevereiro de 2013 - 19:59

      Oi Ana!

      Para não formar o domo, ou a barriguinha, algumas receitas se utilizam de uma temperatura diferente do forno, para evitar esse crescimento, ou até mesmo colocar a fôrma com a massa dentro de outra com água para assar uniformemente. A técnica que menos interfere na receita é usar tiras de silicone – ou até uma toalha – em volta da fôrma, como essa. Dá pra comprar um produto, que se chama Bake Even Cake Strips e infelizmente só vende lá fora, mas é fácil de imitar em casa!

      Beijos!

  5. 04 de fevereiro de 2013 - 19:56

    Amei as dicas! Gosto muito dos posts “101″!

  6. sarah
    04 de fevereiro de 2013 - 20:10

    Ju, não querendo te perturbar mto, mas preciso de um help! Vou fzr 50 cupcakes para a festinha da filha do meu primo de 1 ano. Como trabalho, não vou poder passar o dia fazendo os cupcakes.. Então de que modo eu faria em duas etapas? Penso em assá-los todos em um dia e no outro rechear e fazer a cobertura, o que vc acha? E desse modo, eu deixo ele fora da geladeira ou não? Bolo que vai na geladeira perde a fofura, né? Bjss

    • 04 de fevereiro de 2013 - 20:27

      Sarah, o melhor é fazer do jeito que você falou mesmo: asse-os em um dia e no outro recheie e decore! Dá até pra rechear no mesmo dia que você assar, depende de que é feito seu recheio. Então, você pode mantê-los em potes fechados até o dia seguinte se não quiser colocar na geladeira. Colocando na geladeira, como você disse, faz com que eles sequem um pouco, mas, como vai recheio, não costuma mudar muito. Deixe sempre para colocar a cobertura e as decorações no último momento.
      Espero ter te ajudado! Beijo!

  7. Beatriz
    04 de fevereiro de 2013 - 20:28

    Oi, Juliana. Adorei o post! Sempre fiz bolos desta forma, apenas incorporando a farinha no final da receita. Também coloco o fermento por último e deixo a massa descansar uns 10 minutos na geladeira. Não sei se isso faz diferença, mas a massa fica mais aerada e leve. Isso tem fundamentação científica ou é apenas o fermento agindo após alguns minutos de contato com a massa? Beijos

    • 05 de fevereiro de 2013 - 12:27

      Oi Beatriz!

      O ideal mesmo é misturar o fermento com a farinha, para garantir que ele estará bem uniforme quando você adicionar à massa. Senão, corre o risco de alguns lugares do bolo não crescerem.
      O fato de colocar a massa na geladeira não influencia muito a não ser no tempo que ela vai levar no forno para assar. Colocando na geladeira, você retarda o efeito do fermento, na verdade, porque diminui a temperatura e, logo, o fermento não tem condições ideais de produzir os gases que fazem o bolo crescer.
      Você já tentou fazer a sua receita sem colocar na geladeira antes? Se o resultado for quase o mesmo, significa que o motivo do seu bolo ser aerado e leve é o seu cuidado com a massa mesmo. ;)

      Beijos!

      • Beatriz
        05 de fevereiro de 2013 - 13:34

        Oi, Juliana! Eu fazia a massa sem colocá-la na geladeira… Depois que inventei essa moda. E vc tem toda a razão: o frio retarda a ação do fermento. Não é porque ele não é um fermento biológico que não precise de calor, certo? Vou abolir esta prática, então. Acho que dava certo porque o Rio de Janeiro é tão quente, mas tão quente, que o tempo na geladeira não era suficiente para resfriar a massa. ;-) Beijos e obrigada!

        • 05 de fevereiro de 2013 - 14:32

          Beatriz, deve ser o calor do RJ mesmo, hahahaha! Brincadeira. O fato de deixar a massa descansando, sem mexer, por um tempo na geladeira antes de levar ao forno também pode ajudar a relaxar o glúten formado, o que faz o bolo ficar realmente mais fofinho e aerado! ;)

          Beijo!

  8. Beatriz Gagliardo
    06 de fevereiro de 2013 - 16:28

    Olá Juliana, td bem?
    desde que passei a fazer cupcakes, em janeiro de 2013..rs, descobri o seu site e passei a pesquisar muito sobre o assunto. Desde então, 5 receitas feitas, sendo que 2 não deram muito certo, e um buttercream não saiu na consistência que eu queria para usar um bico de confeitar até que básico. Mas td bem, cozinha é experiência. Portanto, quero parabenizá-la pelas dicas e pelas experiências que vc também faz ou fez na cozinha, compartilhando todos os resultados conosco. As suas dicas foram também essenciais para as minhas receitas ficarem gostosas.
    abs

    • 06 de fevereiro de 2013 - 18:51

      Oi Beatriz!

      Que bom que meu blog está te ajudando nesse novo universo para você!
      Essas receitas que você tentou e não deram certo foram do meu blog? Se sim, deixe um comentário nelas explicando o que deu errado que eu posso ajudar, viu? É bom pois outras pessoas podem ler, se identificar e já saber o que fazer para corrigir!

      Beijo grande!

  9. Beatroz Gagliardo
    10 de fevereiro de 2013 - 13:09

    Oi Juliana,
    Vamos lá: Uma receita de bolo de baunilha nao foi do seu site, porem, foi o seu site que me ajudou a solucionar o problema. Foi justamente o seu comentario em post anterior sobre bater demais a massa e o gluten que solta ao fazer isso. Eu nao sabia disso e o meu bolinho, apesar de gostoso, ficou “solado”.ou seja, vc salvou a minha cida..rs.. Já a outra foi o de buttercream de morango que pela primeira vez e usei açucar impalpável. Essa foi o do seu site. Eu nao consegui chegar na consistencia que eu queria. Com o mesmo acucar, fiz uma receita de Cobertura de cream cheese e aconteceuna mesma coisa. O Buttercream ficou com gosto maravilhoso e foi arimeira vez que eu tinha feito. Apenas a consistencia ficou aquem do esperado. Ja o cream cheese eu ja rinha feito a mesma receita, mas com acucar de confeiteiro e tinha dado super certo. Desta vez, com o impalpavel, gosto maravilhoso, mas a consistencia tambem nao ficou muito boa. Eu, sinceramente, estou desconfiada desse acucar impalpavel…rs..rs..rs. Bjs!!! Vc acha que esse pode ser o vilão da minha receita? :)

    • 10 de fevereiro de 2013 - 15:18

      Oi Beatriz!

      Buttercream é um bichinho chato de fazer por causa das nossas condições climáticas: no nosso país tropical, é muito difícil fazer uma cobertura de manteiga que seja consistente. Talvez você precisasse colocar mais açúcar no buttercream ou você não bateu pelo tempo necessário da receita.
      Já a cobertura com creamcheese, ela não costuma ficar consistente o suficiente para usar em saco de confeitar, isso é normal. Você pode acrescentar mais açúcar impalpável para que ela fique mais firme, mas daí vai ficar muito doce.
      Dificilmente o problema é o açúcar impalpável. É mais provável que seja simplesmente o clima da sua cidade! Mas se você teve resultados melhores com o açúcar de confeiteiro, não tem problema usar! :)

      Beijos!

  10. Beatriz Gagliardo
    10 de fevereiro de 2013 - 18:30

    Muito obrigada! Abs

  11. Juliana de Souza
    13 de fevereiro de 2013 - 16:26

    Nossa amei a dica Juliana, muito obrigado e parabéns pelo site.

    • 13 de fevereiro de 2013 - 18:50

      Oi xará! Obrigada, continue sempre por aqui!

  12. Eliane Marson
    26 de fevereiro de 2013 - 15:28

    Oi, eu acompanho seu blog desde o primeiro post, amo, até me emocionei quando você falou do seu husky, por que eu e meu marido tivemos uma que já o acompanhava desde de sua infancia, mas infelizmente ela partiu Há um ano e pouco… Fiz seu brigadeiro de limão também e aqui em casa fez o maior sucesso! Mas ainda não tinha comentado. Isso do cupcake nunca ficar redondinho em cima sempre foi uma constante na minha vida (rs), o que me fazia invejar imensamente os teus cupcakes, nunca me passou na cabeça que poderia ser uma coisa tão simples como essa. Tive que escrever esse comentário para agradecer :-) E agradecer tbm pelos brigadeiros e pela pontinha de emoção! Bjs e sucesso!!!!!

    • 26 de fevereiro de 2013 - 17:53

      Oi Eliane!

      Que bom que gosta do blog e o acompanha a tanto tempo. Só faltava comentar mesmo! :)
      Que legal, fico feliz que tenha descoberto uma ajudinha pra sua cozinha aqui no blog. É essa a ideia de tudo que eu faço aqui!

      Um beijo grande!

  13. Bruna
    26 de fevereiro de 2013 - 18:51

    nossa, estou realmente muito agradecida pelo seu post. Sou vegana e apesar de fazer cupcakes bons, normalmente eles ficavam solados. Testei dessa forma e agora sempre acerto na receita. Muito obrigada

    • 27 de fevereiro de 2013 - 09:24

      Oi Bruna!

      Que bom, fico feliz em saber que essas dicas estão ajudando você também! Me passe umas receitas de cupcakes veganos? Sempre quis fazer mas não encontro uma que me satisfaça.

      Beijos!

  14. Aryadna
    14 de março de 2013 - 20:48

    Oi, Juliana.
    Tive que vir agradecer a voce por este post. Sou seguidora do Cupcakeando .. acho as postagens muito úteis e caprichosas. E graças a toda essa sua explicação, meus bolos passaram a ficar muito melhores: mais fofos, úmidos .. enfim, muitissimo obrigada pela preciosa dica. Pois eu ja havia, por algumas vezes, tido resultado ruim usando receitas de costume e ficava sem entender o motivo, entao desde que comecei a praticar isso, de nao bater muito o trigo, nao teve mais erro. Realmente é “milagroso”.

    Ah, tem um assunto que seria legal voce abordar numa postagem: como colorir glacê de vermelho. Pois eu mesma já passei por frustrações e momentos de raiva e desespero ao usar dois potinhos de corante e o bendito continuar rosa, rs. Sim, isso é muito triste. E não há muito conteudo na internet falando sobre isso (apenas que devemos deixar descansar, o que nao é eficaz neste caso). Mas encontrei um vídeo orientando a utilizarmos primeiramente o corante laranja, fazendo o fundo, e assim o vermelho fica ótimo. Testei em um glacê de leite ninho e o resultado foi bastante satisfatorio (uma luz no fim do túnel, rs) e acredito que em marshmallows, chantilly ou outro tipo de glacê, vá funcionar tambem.
    Enfim, seria legal difundir este truquezinho.

    Abraço grande. :D

    • 14 de março de 2013 - 21:24

      Oi Aryadna!

      Que bom que o post te ajudou! Eu sentia que faltava um post assim explicando direito essa história do glúten e da farinha, né? Não via muitos por aí, nem com fotos explicativas.
      Te confesso que nunca consegui um buttercream vermelho, e olha que eu uso um dos melhores corantes de confeitaria do mundo. Buttercream é naturalmente amarelado e só isso já prejudica na coloração. Mas se você fala do glacê real, aquele de decorar biscoitos, o que eu faço é simplesmente colocar muito corante, até ficar quase vermelho, e deixar descansar por um dia. Realmente funciona. Chantilly eu nunca tentei colorir, preciso praticar nele também!
      Eu pretendo fazer um post assim sobre vermelho e preto, que também é outra cor terrível de alcançar. Em breve! ;)

      Beijos!

      • Iara
        21 de novembro de 2013 - 19:08

        Olha, HOJE consegui fazer um bolo sem ser solado!!! Tô feliz!!! Agora, vou procurar os recheios, coberturas etc…Mas primeiro precisava acertar a massa do bolo!!!Ehhahah…Valeu mesmo!!!!

  15. Cláudia
    21 de março de 2013 - 17:37

    JU, tudo bem?

    Juro que aprendi a fazer bolo e aqui, acolá ele ficava solado. Mas a partir do seu blog que tomei conhecimento de tantos “detalhezinhos” como esse que fazem a diferença no resultado final.
    Agora sou mais atenta e desde então tudo dá super certo, além de ficar saboroso e com aparência bonita.
    Quanto à post tenho uma dúvida, sempre vejo a Stephanie Joy, Buddy (Carlo’s Bakery), entre outros videos no youtube e percebi que 99% das pessoas utilizam na batedeira aquele batedor de massa.
    Eu utilizo o batedor tipo fuê e às vezes que tentei com o de massa não deu muito certo.
    Você que isso também interfere na massa, na incorporação da farinha de trigo?
    Tipo, 5 minutos com o batedor de massa equivale a 2 minutos com o batedor fuê.
    Penso que o batedor fuê podemos desenvolver bem mais rápido o glúten na farinha de trigo.
    O que você acha?

    Bjo!

    • 22 de março de 2013 - 17:20

      Oi Cláudia!

      Depende da receita, mas geralmente receitas de bolo pedem o batedor fuê (batedor globo). Ele incorpora mais ar, que também é uma maneira de deixar o bolo mais fofinho. Mas isso na fase de bater manteiga e açúcar, porque depois tem que tomar cuidado pra ele não bater demais a massa.
      Para ser 100% honesta, eu não uso batedeiras fixas (Kitchen Aid) com nenhuma massa de bolo, porque acho que você não tem controle nenhum da farinha dentro da tigela. Gosto de batedeiras de mão, que eu posso girar a tigela, apoiar, bater nos cantinhos, do jeito que eu quiser. Isso facilita a incorporação da farinha e faz com que você bata o mínimo possível, para não solar!

      Beijo!

  16. Isabela Bueno
    06 de abril de 2013 - 14:07

    Ooi, Juh!
    Visito o seu blog diariamente e já havia visto a sua postagem sobre solar cupcakes, mas como isso nunca tinha acontecido comigo eu não prestei muita atenção. Mas recentemente meus pequenos solaram, e ao reverificar seu blog fiquei mais duvidosa ainda, pois tenho certeza de que não extrapolei no tempo de batimento ao misturar a farinha! Será que eles solaram porque eu bati pouco a massa antes de acrescentar os secos, ou porque deixei a massa descansando muito tempo antes de assar? Obrigada pelas receitas gostosas, e espero ansiosamente por mais…

  17. Vanessa
    13 de abril de 2013 - 15:28

    Juliana! Que post sensacional! Nunca entendia porque eles ficavam assim.
    Muito muito obrigada por esclarecer assim de forma tão bem humorada e didática!
    Um beijooo

  18. Bi@!
    12 de maio de 2013 - 23:02

    Oi Juliana,seu blog é ótimo!!!Vou fazer os cupcakes!!!devem ser uma delicia!! Um beijo!!

  19. Angela
    18 de maio de 2013 - 14:37

    Olá Juliana. Amei suas dicas para o bolo não solar. Olha, já fiz e comi muito bolo solado rsrsrsrsrsrsr. Não entendia o porquê – tirava os ovos, a manteiga e o leite da geladeira com antecedência suficiente e não adiantava! Ficava me perguntando o que tinha feito de errado. Seria o forno? Uso o elétrico. Não abria a porta do forno e nada adiantava. Hj, lendo suas dicas me animei e vou fazer um bolo de limão com cobertura de limão e açucar que é a minha perdição!! Ai, meu Deus, tanta caminhada – quatro vezes por semana e qdo chega a hora que tiro o bolo do forno, esqueço tudo e enfio o pé na jaca! Vou seguyir suas dicas e não bater demais a farinha. Obrigada e um grande beijo.

    • 20 de maio de 2013 - 22:32

      Oi Angela!

      Depois me diga se deu tudo certo com as minhas dicas, ok?

      Beijo!

  20. Naia
    21 de maio de 2013 - 18:04

    Juliana.
    Quando você fala nas receitas para alternar secos e molhados é pra fazer como?
    Seria colocar metade do molhado, bater. Metade dos secos, bater. O resto do molhado, bater. E o resto dos secos, bater.

    Tudo nos minimos detalhes neh… hehe
    É pq meus bolinhos solaram mesmo eu achando que bati pouco.
    Beijo. Obrigada.

    • 31 de maio de 2013 - 17:56

      Oi Naia!
      É isso mesmo! Geralmente, divide-se três porções dos secos e duas dos úmidos, terminando sempre com os secos.

      Beijos!

  21. Daniella costa
    26 de maio de 2013 - 20:55

    olá! adorei seu post,principalmente pq meus bolinhos ficam exatamente assim, “errado!”. Mas o pior é q não ficam redondinhos, eles abrem a forma e ficam muitas vezes quadrados. Faço o possível para tirar as forminhas com cuidado, mas mesmo assim não fica legal. O q fazer???? outra coisa, dá p colocar o recheio antes de assar?? será q fica bom??? bjs obrigada!

    • 31 de maio de 2013 - 18:19

      Oi Daniella!

      Você está usando a fôrma de metal específica para cupcakes?
      Algumas receitas dá pra colocar sim o recheio antes de assar, mas depende muito. Quando eu fizer alguma dessa forma, colocarei aqui!

      Beijos!

      • Daniella costa
        05 de julho de 2013 - 13:43

        Oi querida! obrigada pela resposta! Então, eu não uso forminhas de alumínio, coloco a massa direto na forminha de papel e as coloco em uma forma grande para assar!!!Então o correto é colocar as forminhas com a massa em cima de forminhas de alumínio?Comprei forminhas de silicone, mas não deu no tamanho das de papel, então assei nelas e quando esfriou eu tirei os bolinhos e passei para as forminhas de papel, não gostei do resultado e deu mais trabalho! Bjs

  22. 02 de junho de 2013 - 23:56

    Ooi juh , eu ja tentei fazer umas 5 veses cupckes e minha massa sempre
    Da errado seila fica muxo amanteigado e com gosto de ovo ;p ja fiz diversas
    Massas e todas derram erradas, fiz com margarina achei que esse fosse o problema
    Mais troquei para manteiga e deu errado da mesma forma . Me ajuda porfavor juuuh fico mt triste por eles n estarem dando certo .

    • 06 de junho de 2013 - 20:44

      Oi Glayce!

      Você testou a receita aqui do blog? Mediu as quantidades certo? Segui todos os passos corretamente? Minhas receitas são todas testadas antes, e eu costumo fazer muitas observações sobre cada uma em cada post. Recomendo que leia tudo antes de começar a fazer.

      Beijos!

  23. 30 de junho de 2013 - 09:19

    [...] ela não está nem um pouco congelada! Bata mais um pouco, mas tome cuidado para não bater muito e desenvolver o glúten. 5 – Divida a massa entre 12 forminhas e asse por 16 minutos, ou até que um palito inserido no [...]

  24. Valéria
    03 de julho de 2013 - 00:53

    Olá Juliana…
    Estou simplesmente amando o blog, conheci graças as minhas incansáveis horas de pesquisas sobre cupcakes, sou amadora confesso.. Mas estou querendo me aventurar nesse mundo lindo e pequenino…
    Mas o motivo de escrever não foi só esse… PRECISO SABER ONDE ENCONTRAR ESSE “MINI PRATO”que aparece em suas fotos… LINDO DEMAIS DA CONTA…

    Desde já obrigada… Virei leitora assídua!!

    Parabéns por tudo aqui…

    • 05 de julho de 2013 - 21:41

      Oi Valéria!

      Que bom que gosta do blog! Espero que ele te ajude a adentrar esse mundo de cupcakes.
      Comprei em lojas de confeitaria na minha cidade. Se não vender nelas, procure em alguma loja online de acessórios e utensílios para cupcakes.

      Beijos!

  25. 06 de julho de 2013 - 00:34

    Boa noite..

    Estou aqui há um tempão lendo o seu blog e estou maravilhada com as informações. Mas estou com uma dúvida: fiz um bolo de nata pela primeira vez. Fiquei um tempão batendo a massa. Enquanto assava, cresceu e ficou a coisa mais linda do mundo. Desliguei toda feliz e saí.

    Quando voltei, olhei na forma. Parecia massa de pizza. Lendo este artigo, pensei: “Devo ter batido demais a farinha”. Mas quando compro aqueles bolos onde só preciso adicionar os ovos, leite e margarina, também bato bastante e isso não acontece. Por favor me ajude.

    Parabéns pelo seu blog.

    • 16 de julho de 2013 - 23:06

      Oi Andreia!

      Nunca fiz bolo de nata e não conheço receitas do tipo. Talvez o processo seja diferente do normal. De qualquer forma, pelo que entendi, você assou o bolo e, ao fim, ao invés de tirar do forno, você deixou ele lá dentro, na forma? Se foi isso mesmo, eu chutaria (sem conhecimento) que a culpa foi disso. O ideal é remover todo e qualquer bolo do fogão e da fôrma, assim que possível.

      Beijos!

  26. Eliana Gazoto Trevisani
    15 de julho de 2013 - 02:21

    Ola Juliana por sorte estou em Houston e aproveitei suas dicas para comprar alguns utensilios indicados por vc. Estou vendo algumas batedeiras da Kitchen e na sua opiniao qual modelo devo comprar?.
    Amanha vou na Michael.
    Ha vc leva algum ingrediente que faz diferenca por exemplo: backing soda daqui?. O que nao posso esquecer?.
    Muito obrigada pelas dicas que muito estao me ajudando……..adoro cozinhar. Parabens pelo seu blog. Eliana.

    • 20 de julho de 2013 - 17:57

      Oi Eliana!

      Não posso te recomendar uma batedeira sem conhecer a sua cozinha ou seu uso. Depende muito. O melhor é você ir pessoalmente e pesquisar qual é melhor para o que você faz na cozinha. A minha é uma Artisan de 5 quarters. Cabe bastante massa, o suficiente para o que eu faço na cozinha, mas para alguém que faça mais do que eu, pode não ser o suficiente.
      Fora isso, o único ingrediente que tem por aí e que você jamais vai achar igual no Brasil é light corn syrup. Vende em qualquer supermercado e corresponde ao nosso Karo aqui, mas sem aquela coloração amarela terrível. Ele é ótimo para estabilizar caldas e até impedir sorvetes de cristalizar. Mas duvido que ele suporte uma viagem de avião sem explodir na sua mala, e mesmo se sobreviver acredito que não passa na alfândega. Nunca tentei trazer.

      Beijos!

  27. 30 de julho de 2013 - 18:50

    eu fiz um cupcake muito bom não solou nem nada mais minha irmã foi dar pitaco e fez um chantili que acabou com o cupcake o recheio deu certo e tudo o que acabou com o cupcake

  28. Pâmela
    05 de agosto de 2013 - 17:31

    Adorei!!!! Estava procurando exatamente isso e sua dica foi mega valiosa!!! Obg!!!

  29. 14 de agosto de 2013 - 10:09

    Os meus constantemente crescem mais de um lado que de outro, mas nao posso abrir o forno para vira-los, creio tambem que nao seja o forno, o que pode estar acontecendo?

    • 27 de agosto de 2013 - 13:17

      Carol, provavelmente é o forno. A chance do nosso forno estar desregulado é muito grande, inclusive chegando de fábrica. Ele tem pontos mais quentes que outros. Para conferir, recomendo comprar um termômetro de forno. Você pode abrir a porta depois de 12 minutos assando os cupcakes para virar a fôrma.
      Beijos!

  30. carina
    14 de agosto de 2013 - 19:50

    oi…
    estou me aventurando em fazer cupcake estou na terceira tentativa toda vez que faço os bolinhos ficam solados e parecendo crus, sigo a receita a risca mais não sei onde estou errado pode me ajudar…
    Obs: Adorei seu blog

    • 27 de agosto de 2013 - 13:29

      Carina, preciso que você seja mais específica. Você está medindo os ingredientes corretamente? Está mexendo a massa da maneira indicada pela receita?

  31. Juliana Aguiar
    20 de agosto de 2013 - 11:15

    Queridaaa,
    Segui suas dicas e deu super certo!
    Nunca tinha feito bolinhos tão perfeitos!

  32. Suzana
    25 de agosto de 2013 - 19:18

    Muito legal. Sucesso!!

  33. Paty Cirillo
    29 de agosto de 2013 - 22:48

    Oi Ju.
    Eu amo cozinhar desde pequena, depois que morei por um tempinho nos states trouxe um monte de apedrejos e comecei a fazer cupcakes pra família e amigos, como um hobbie mesmo, estou desempregada e todos falam que meus cups são ótimos e pq não vende-los, o empecilho sempre foi que algumas vezes eles murchavam e ainda nao tinha conseguido fazer aquela cobertura mágica e digna de foto, mas depois de ler e reler tudo oq vc postou eu estou muito animada e amanhã mesmo vou testar as dicas e as receitas de cobertura.
    Continue fazendo e postando seus cups aqui. São todos lindos e parecem deliciosos. Obrigada pela ajuda!
    Beijinhos

  34. Fatima Reis
    24 de setembro de 2013 - 10:53

    Amei a dica Juliana! Parabéns pelo blog.

  35. Narjara
    12 de outubro de 2013 - 12:06

    Que explicativo E ilustrativo! Adorei! Ami bol e meu sonho é conseguir fazer um que não fique solado! :(
    Os meus ficam muuuuuuito pior! Não solam só em cima, solam tooodo! A gente não vê um furinho! Tristeeeee!!! Vou tentar bater só um pouquinho no próximo!!! ;)

  36. 17 de outubro de 2013 - 15:57

    Ai Ai… estou tentando encontrar uma boa receita para meus bolos decorados e toda receita que eu tentei não funcionou. Agora, peguei uma que a massa estava linda, tudo lindo, cresceu bem eu deixei no timer e quando voltei… parecia um vulcão. Oo

    Completamente desgostosa vim buscar ajuda na internet e encontrei o cupcakeando novamente. Vou Refazer a receita AGORA mesmo e voltar pra contar, pq tenho quase certeza que meu erro foi bem esse.

    Não aguento mais tentar encontrar massas boas, umas são muito fofas, outras muito secas, enfim… em busca da massa perfeita, vamos ver.

    Trabalho com bolos decorados em pasta americana, mas estou querendo dar um passo adiante e mudar minhas receitinhas atuais.

    Beijos

  37. 17 de outubro de 2013 - 19:45

    É… Ainda não encontrei o problema. O fermento está bom e na validade, todos os outros ingredientes também. Os ovos e a manteiga em temperatura ambiente… Solou 3x. Não sei mais…

    Vou tentar uma OUTRA receita, mas estou ficando frustrada demais…

    PS.: Minha receita de CUPCAKE funciona muito bem e não sola. O meu problema é com os bolos. =/

    • 08 de novembro de 2013 - 17:30

      Marina, talvez a receita esteja mal formulada mesmo. Tente com outra! Ou talvez onde você mora esteja muito úmido/muito seco, seja muito alto/muito baixo. Tem vários fatores aí, mas talvez seja melhor você apenas buscar outra receita! Beijos!

  38. ALEXÂNIA MARIA SODRÉ GONÇALVES
    27 de outubro de 2013 - 19:09

    Por favor Juliana na matéria acima você diz que bater demais a farinha interfere no crescimento da massa. Eu gostaria de saber se é só isso ou algo mais interfere, porque eu não consigo fazer um cupcake com aqule domo redondinho tão lindo. Por favor me ajude, socorro. Muito obrigada, Alexânia.

    • 08 de novembro de 2013 - 18:51

      Alexânia, várias coisas influenciam no crescimento do bolo, da validade do seu fermento até a altitude da sua cidade. Depende muito, preciso saber exatamente a receita pra ter uma ideia, mas adianto que nem toda receita faz o domo do cupcake. Beijos!

  39. Gabriella
    03 de novembro de 2013 - 23:04

    Oi Juliana! Eu faço meus cupcakes com mistura para bolo. Mas geralmente tem acontecido de a primeira (e as vezes até a segunda) fornada, os bolinhos ficam melados na parte superior. E quando eu vou cortar para rechear, pedaços do bolinho vêm junto, grudados na faca, e gruda em tudo quando vou colocar o tampão do bolinho depois de rechear. O que você acha que pode ser?
    Minha amiga me aconselhou a molhar a faca sempre antes de cortar, mas mesmo assim, acaba dando muito trabalho em limpar a faca, molhar, cortar, limpar, e assim por diante…

    • 09 de novembro de 2013 - 22:17

      Gabriella, eu não faço ideia do motivo, porque não entendo de mistura de bolo (e acho que são horríveis, porque você não faz caseiro – com ovos, farinha e leite e nada industrializado?). Não sei como ela reage ao clima porque nunca usei. Desculpa não poder te ajudar :(

  40. greicy kelly
    10 de dezembro de 2013 - 18:22

    ola Juliana gostaria de saber quantos dias posso deixar os cupcakes na vitrini pois esto abrindo uma lojinha e nao tenho ideia de quantos dias posso deixar sem que eles fiquem duros obrigada

    • 15 de dezembro de 2013 - 10:20

      Greicy, depende de cada receita. Cupcakes geralmente duram 3 dias em temperatura ambiente. Cupcakes com frutas frescar duram no máximo um dia em temperatura ambiente. Depende muito! Beijos!

  41. Fabiana
    07 de janeiro de 2014 - 09:01

    Oi Juliana, bom dia!!!

    Gostaria de saber como faço para as forminhas de papel não soltarem do bolo, toda vez que faço cupcakes eu asso a massa em um dia para rechear e decorar no dia seguinte, e sempre acontece da forminha de papel se soltar quase que inteiramente, isso ter a ver com o “solar” o bolo???? Me ajude please, precisa fazer 80 cupcakes para o meu chá de bebê e estou preocupada.
    Obrigada!!!

    • 11 de janeiro de 2014 - 20:54

      Fabiana, o mistério das forminhas que se soltam não tem muita explicação exata. Tem a ver com a receita, com o clima, com a forminha, com a gordura da receita, etc etc etc – é uma junção de muitos fatores, ou talvez nenhum deles. Recomendo que você troque de receita, testando até encontrar uma que não tenha tanto descolamento no dia seguinte. Se mesmo assim continuar dando errado, troque a marca das forminhas. E assim por diante! Beijos!

  42. MARIA AMELIA DE OLIVEIRA DORIA
    15 de janeiro de 2014 - 22:40

    Juliana me ajude por gentileza .como faço para o cup cake num grudar nas forminhas,estou aprendendo e suas dicas são nota mil,grata por me ajudar se puder.

    • 16 de janeiro de 2014 - 16:10

      Maria, como assim grudar nas forminhas? Não entendi. Provavelmente, você precisa trocar a receita. Beijos!

  43. Maria
    25 de janeiro de 2014 - 17:09

    Boa tarde!!!

    Juliana, estou começando agora com as vendas de cupcakes,já fiz até cursos para aperfeiçoamento, só que a massa que aprendi a fazer, após assada esta soltando da forminha, qual seria o motivo será que pode me ajudar, é uma massa de iogurte muito saborosa e fofa, mas esta me dando problemas e prejuizos, não sei mas o que fazer a primeira vez que fiz deu certo,, mas agora começou a soltar…

    Att.

    • 29 de janeiro de 2014 - 22:33

      Maria, o mistério das forminhas que se soltam não tem muita explicação exata. Tem a ver com a receita, com o clima, com a forminha (marca), com a gordura da receita, etc etc etc – é uma junção de muitos fatores, ou talvez nenhum deles. Recomendo que vá tentando alterar cada uma dessas condições citadas até ver qual funciona melhor. Se continuar acontecendo, recomendo que troque de receita. É melhor e te dá menos dor de cabeça. Beijos!

  44. Gleice
    18 de fevereiro de 2014 - 13:50

    Oi juuuu amu seu blog!! ♥
    Olha tenho uma dúvida, minhas filhas adoram bolo de massa pronta e tem uns de qualidade boazinha, só acrescento mais manteiga e fermento e ficam otimos…queria saber se posso usar essa mesma massa pra fazer cupcakes? Ja que tentei com outras receitas e nunca saem legal…comprei uma batedeira planetaria e tudo… e meu forno tbm e muito bom…acho q minha mão e que não é boa…kkkkk…help me please!!!

    • 27 de fevereiro de 2014 - 20:45

      Gleice, você pode sim fazer cupcakes com massa pronta, mas já tentou fazer do zero, com farinha, ovos e manteiga? Fica tão mais gostoso que não imagino porque você preferiria massa pronta :)
      Beijos!

  45. Alessandra Vidotti
    22 de fevereiro de 2014 - 13:34

    Ola Juliana, muito bom seu blog. Me ajudou muito, pois ontem fiz pela primeira vez cupcake e foi uma tragédia. Eles mucharam e agora lendo seu artigo desconfio que foi por eu ter deixado a massa batendo enquanto lavava as forminhas. Vou tentar novamente sem bater tanto. mas tenho algumas duvidas, ao colocar pra assas, devo colocar somente na forma de aluminio, ou devo colocar a forminha de papel primeiro? outra duvida é que eu li que não se deve abrir o forno durante o preparo, devo esperar o tempo que esta na receita e tirar? pois ontem ao tentar fazer o teste do palito o cupcake muchava mais ainda.
    A receita que fiz é do Edu Guedes (http://receitas.eduguedes.com.br/cupcake-2/) mas não consegui ver o video pra tentar achar o problema.
    Quero muito aprender logo, pois esta chegando o aniversário de 1 ano do meu filho e quero dar aos convidados.
    Espero sua ajuda. At Alessandra

    • 23 de março de 2014 - 17:10

      Alessandra, que bom que gostou do blog! Sim, provavelmente foi porque você deixou batendo enquanto lavava as forminhas e o glúten desenvolveu demais, solando a massa. Ao colocar pra assar, o certo é colocar as forminhas de papel dentro das fôrmas de metal, para assar tudo junto. Elas são feitas pra isso. Quanto ao forno, o ideal é que você abra para girar a fôrma e garantir que todos os cupcakes assem igualmente, mas só faça isso depois de pelo menos 70% do tempo de cocção ter passado. Ou seja, se a receita pede 20 minutos no forno, só abra pra girar depois de, no mínimo, 12 minutos terem passado.
      Beijos!

  46. Danielle
    06 de março de 2014 - 10:52

    Muito boa a dica! Sempre pensei que quanto mais se batia a massa, melhor ela ficava! Amei a dica.

  47. 25 de março de 2014 - 23:11

    […] batendo um tempão pra ela ficar lisinha? Não faça mais isso. A Juliana do Cupcakeando fez um post enorme e ilustrado sobre os perigos de se bater a farinha demais. Eu não tinha ideia do que […]

  48. Renata
    31 de março de 2014 - 20:03

    Oi Ju, tudo bem? Queria saber se, se eu bater demais a massa tem como eu “arrumar” isso?

    Bjs

  49. 01 de abril de 2014 - 16:53

    Oi ju, queria saber se posso usar farinha de trigo sem glúten, e qual a função do glúten no cupcake? Beijos

  50. Raul
    20 de abril de 2014 - 18:09

    nossa que inveja de ter favas sobrando! hahahha

Deixe seu comentário

85comentários