quarta, 28 de setembro de 2016

Faça em casa: Creamcheese

7 Comentários

Hoje eu acordei e não tive que ir trabalhar. Sabem por que? SIM. PORQUE ESTOU DE FÉRIAS.
AI GIOVANA, SEGURA ESSE FORNINHO.
Gente, eu estava precisando de um intervalinho. E vou dizer que adoro meus colegas de trabalho, mas que não tem nada mais gostoso do que acordar em pleno dia de semana e não ter que ir trabalhar, sabendo que tem gente trabalhando no mesmo lugar. #maldade
Férias é ótimo. Nessas, eu optei por não torrar muito minha grana, já que buscamos melhorias para a decoração do apê ainda. Então eu e Sr. Namorado ficamos com alguns dias em São Paulo, que ficou bem ok pro nosso orçamento. Sim, como eu disse, estou procurando amar e respeitar essa cidade sempre. E lá tem ainda um catatau de coisa pra eu conhecer e gente linda pra eu visitar. :)

faca_em_casa_creamcheese2
Vou tentar produzir conteúdo pro blog lá. Quero visitar lojas de confeitaria e dar minha impressão, já que muita gente me pergunta o que eu indico em São Paulo. Alguma dica de passeio, gente?
Eu juro que faria encontrinho e tal, mas não me sinto tão popular assim pra dar quórum e nem gostaria de fazer algo do tipo sem poder dar conforto e comida pra vocês. Queria poder levar brownies feitos por mim, mini cupcakes e alfajores, sei lá. Um lindo naked, imaginem!

faca_em_casa_creamcheese
Quem sabe mais pra frente, um dia? Uma alma caridosa oferece a casa para eu cozinhar, que tal? Vamomarcá.

Faça em casa: Creamcheese
Receita da linda Dulce Delight.

2 xícaras de iogurte natural, integral e sem açúcar
1 colher de chá de sal (ou de acordo com seu paladar)

1 – Você vai precisar de: uma tigela grande e funda, uma peneira grande mas que não encoste no fundo da tigela e fraldas de pano de bebê. Sim, isso mesmo. A não ser que você tenha pano de queijo em casa, o que eu acho difícil – ou pelo menos te invejaria muito se você tiver. Bom, se tiver o pano, use-o, mas caso não tenha, faça com a fralda de pano, obviamente nunca usada para o seu propósito real. Uma fralda novinha, por favor.
2 – Coloque a fralda sobre a peneira, e a peneira sobre a tigela. Deixe uma borda da fralda bem maior do que a peneira. Você vai precisar amarrar as pontas então cheque pra ver se consegue fazer isso. Eu tive que cortar um pouco as pontas, fazendo um corte na diagonal do quadrado de fralda, pra poder efetivamente amarrar.
3 – Coloque todo o iogurte na fralda, dentro da peneira. Não faça nada além de colocar ele lá: não aperte, não esprema, não mexa. Amarre a trouxinha com cuidado e delicadamente, até sentir que o nó tocou a superfície do iogurte.
4 – Leve a tigela com a peneira para a geladeira, intocável, por pelo menos 24h. Depois desse período, vai sobrar na tigela um líquido turvo e na peneira você terá um lindo creamcheese. O líquido é nada mais nada menos que whey – sim, marombeiros. Mas não tem gosto de nada, praticamente. No entanto, da pra usar como substituição de água ou leite em receitas, ruim não fica (e ainda bomba seu consumo de proteína marombeira).
5 – Misture o sal ao creamcheese e prove, se achar que precisa de mais, coloque.
6 – Cubra um pote com mais fralda, deixando novamente uma borda pra fora, e coloque todo o creamcheese. Nivele e tampe com a fralda em excesso. Pressione bem. Use algum apoio pesado, como outro pote, para fazer pressão em cima do creamcheese. Leve para gelar por mais 3 horas no mínimo, depois retire, remova a fralda e recoloque o creamcheese no potinho. Deixe na geladeira e sirva-se quando quiser. Ele dura uma semana e fica realmente bom depois de uns dois dias pronto.

faca_em_casa_creamcheese3
Lembre-se que o sabor do seu creamcheese vai depender completamente do iogurte que você usar. Então, compre uma marca que você realmente goste, ou faça o seu iogurte em casa também – e depois o creamcheese. Hahahaha!

Qual o sentimento em vocês ao entrar em período de férias? :)

quinta, 22 de setembro de 2016

Cupcakes de café e mel com buttercream de café e merengues

6 Comentários

A Kaza Chique é uma das lojas com produtos de confeitaria que eu costumo recomendar aqui no blog. Lá, você encontra produtos de casa e cozinha em geral, incluindo de confeitaria. Além disso, a loja ainda oferece cursos de cozinha e organização de casa. E quando eu digo cursos, eu quero dizer MUITOS. Sério, eles têm uma lista gigantesca de cursos já programados. Toda vez que eu pego o panfleto com os cursos e datas, eu fico assustada com a quantidade e variedade.
As opções são muitas e os professores são ótimos! Eu mesma fiz um curso profissionalizante de confeitaria lá, em busca de mais conhecimento, e recomendo. É uma ótima oportunidade de fazer contatos e conhecer ao vivo técnicas de confeitaria que às vezes a gente tem até medo de tentar em casa.

Cupcakes de café, buttercream de café e merengue de café.
Pra provar que tem um monte de coisa linda na loja – incluindo pratos e louças –, as fotos desse cupcake tem itens que você pode encontrar lá! Esses dois pratos – azul turquesa e laranja – e o belo pratinho branco em cima, estão disponíveis na loja. Eu teria os dois pra sempre aqui pra servir meus convidados com cor e vibrância na mesa. E pra combinar com o sabor do cupcake: essa cafeteira italiana linda na foto também está na loja. Pessoalmente, eu acho super chique fazer café nela, não sei vocês, hahaha.

A Kaza Chique fica na 102 norte, em Brasília (DF). Fica virada para os hospitais e é uma loja grande, não tem como errar. Mas se você for de outro estado, dá pra comprar pelo site ou entrando em contato com a loja. Dê uma olhada nas coisas lindas e bacanas que eles têm lá! :)

Cupcakes de café, buttercream de café e merengue de café.
Esses cupcakes não têm lactose na massa. Fiz de presente de cinco anos de namoro para o Sr. Namorado, maravilhoso. Te amo, meu amor. O buttercream tem manteiga, é claro, portanto não acho que posso chamar de cupcake sem lactose. Ficou uma DELÍCIA. Sério, eu achei um dos melhores cupcakes que já fiz pra esse blog. A massa é incrível e merece ser feita pura, pra um bolo da tarde também.

Cupcakes de café e mel com buttercream de café e merengues
Rende: 10 cupcakes

Massa
1 1/2 colher de chá de café instantâneo (granulado)
1/2 xícara (120ml) de água fervente
4 ovos, separando claras e gemas
1/3 xícara (65g) de açúcar
2 1/2 colheres de sopa (35ml) de óleo
1/3 xícara (115ml) de mel
1 1/2 xícara de farinha
pitada de sal
1 colher de chá de fermento
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/4 colher de chá de cravo em pó

Cobertura
1/2 receita de buttercream de merengue italiano (IMBC)
2 colheres de chá de extrato de café (ou essência)

Merengues, ou suspiros, de café para decorar
1 clara
1/4 xícara de açúcar
pitada de cremor tártaro ou duas gotinhas de suco de limão
1 colher de chá de granulados de café instantâneo, quebradinhos até virar uma farinha

1 – Ligue seu forno em 160˚C. Para a massa: misture o café granulado com a água fervente. Dissolva bem e reserve para esfriar.
2 – Em uma tigela, bata as gemas e o açúcar até que fique uma mistura mais clara. Adicione o óleo e o mel e bata novamente para incorporar tudo.
3 – Peneire a farinha, o sal, o fermento, o bicarbonato e o cravo em pó em outra tigela. Alterne a adição desses secos com o café dissolvido às gemas batidas, misturando para incorporar tudo mas evitando bater demais pra não desenvolver o glúten e solar a massa.
4 – Bata as claras até atingirem ponto de neve e as adicione em três partes à massa, misturando com uma espátula com movimentos envolventes. A ideia é não deixar a massa desinflar todas as bolhinhas maravilhosas de ar das claras, então faça direitinho e devagar!
5 – Divida a massa entre as forminhas e asse por 15 minutos, até que os cupcakes estejam coradinhos e um palito inserido no centro de cada um saia limpo.
6 – Para a cobertura, basta seguir as indicações da receita no link acima e, no final, adicionar o extrato ou essência de café.
7 – Para os merengues: aqueça seu forno até uns 100˚C ou o mais baixo possível. Se seu forno não tiver uma temperatura muito baixa, quando assar os merengues, deixe a porta entreaberta com a ajuda de uma colher de pau. Cubra uma assadeira com papel manteiga.
8 – Bata a clara por alguns segundos até que ela aumente de tamanho e crie bolhinhas. Acrescente o açúcar, o cremor (ou limão) e o sal e bata em velocidade máxima até chegar ao ponto de merengue. O ponto é quando você levanta o batedor e o merengue faz um bico que permanece pra cima. Se você virar o pote, ele não vai cair. Pode testar.
9 – Acrescente metade do granulado de café e misture com uma espátula, delicadamente.
10 – Coloque em um saco de confeitar com o bico da sua preferência (eu usei um redondo comum) e faça seus merengues em cima do papel manteiga. Salpique o restinho do granulado de café por cima e leve para assar por 50 minutos no mínimo. Sim, demora, porque merengue é pra secar aos poucos. Dependendo do tamanho dos seus merengues (os meus tinham o tamanho de uma colher de sopa), podem levar mais um tempinho pra secar, é claro.
11 – Decore seus cupcakes com o buttercream e finalize com o merengue. Se quiser mais crocância, quebre alguns merengues e salpique por cima também. Ma-ra-vi-lho-so.

Cupcakes de café, buttercream de café e merengue de café.
Por favor, não recheie este cupcake. É sério, gente, vamos começar a aproveitar o sabor da massa. Essa aqui é tão incrível, com o mel, os cravos, o café, a fofura das claras em neve… não tem motivo pra rechear, de verdade. Prometo!
O bico usado na decoração é o 2F da Mago.

Disclaimer: a Kaza Chique e o Cupcakeando fizeram uma parceria para o uso dessas louças no food styling das fotos. O post constitui a minha honesta opinião e eu jamais colocaria aqui um produto, serviço ou loja que eu não fiquei satisfeita ou que eu não goste pessoalmente.

Juliana Morgado

Sou uma jornalista com mais paixões do que o tempo me permite cultivar. Descobri na cozinha meu paraíso, meu refúgio depois de um dia cansativo ou estressante. É quase um vício, realmente. Não apenas cupcakes, mas qualquer coisa que eu ache interessante, desafiante ou divertido de fazer. Apesar do nome do blog, não é só de cupcakes que eu vivo. Amo fazer risotos, de todos os sabores, e simplesmente amo qualquer receita que envolva qualquer tipo de queijo.

A história do Cupcakeando

Não sei bem quando ou porquê eu comecei a me interessar por cozinhar. A lembrança mais antiga que tenho é de minha mãe me puxando para a cozinha, para me ensinar a fazer arroz branco, comum, e o molho de macarrão com tomates frescos que só ela sabe temperar.
Tudo que eu sei de cozinha aprendi de um jeito: prática. Minhas receitas são criadas da minha cabeça e implementadas dos meus testes ou então milimetricamente medidas de fontes confiáveis.
Tenho uma verdadeira paixão por cupcakes, pois acho que eles reúnem o que há de melhor na cozinha: manteiga, açúcar, fofurice, capricho e criatividade. Tudo na medida certa para uma pessoa saborear. Gosto de tentar coisas novas com esses pequenos e descobrir jeitos diferentes de decorá-los. Quando não estou fazendo nada, começo a pesquisar e estudar receitas, teorias e decorações de cupcakes. É, isso mesmo, estudar.
O blog também é uma maneira de praticar minha segunda paixão: fotografia. Sou daquelas que, enquanto passeia pelo parque, começa a achar ângulos de fotos que ficariam maravilhosas. Assim como eu estudo gastronomia e culinária, sento para ler sites e livros enormes sobre fotografia.

O gerúndio

Não fale mal dele antes de conhecê-lo melhor. Já ouvi por aí dizerem que jornalista jamais, sob nenhuma circunstância, pode usar o gerúndio. A justificativa fez sentido: “você usa o gerúndio quando não quer dar nenhuma previsão de término para sua a ação”, o que, no jornalismo, é basicamente como deixar o leitor esperando para sempre por aquela obra sanitária que o governo prometeu.
Mas foi exatamente a mesma explicação que me convenceu a usar o gerúndio para o nome do blog: eu não tenho previsão de fim para minha produção de cupcakes, jamais pretendo parar de fazê-los ou de cozinhar em geral. Se não tiver mais encomendas, será para amigos. Se meus amigos enjoarem, será para minha família. Quando minha família me dizer “CHEGA”, será para mim mesma (e talvez meu corgi. Eu tinha uma husky siberiana linda, que infelizmente se foi, mas vai estar sempre na minha memória). Porque é o que eu amo fazer e o que me deixa feliz.

Copyright

Todas as fotos e textos nesse site são produzidos pelo Cupcakeando, a não ser que esteja especificado o contrário. Eles representam muito trabalho e esforço. Caso deseje utilizar alguma foto ou texto do site, por favor, entre em contato. Ficarei imensamente grata em ajudar, mas é importante dar os devidos créditos. :)

Creative Commons License
Essa obra é licenciada perante a
Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Contato

Será que sua pergunta já não foi respondida no FAQ? Dê uma lida nele antes, para ter certeza!

Envie suas dúvidas ou pedidos de encomendas por aqui. Minhas encomendas de cupcakes são apenas para o Distrito Federal (DF). Outros doces e produtos podem ser enviados, a depender do pedido.

Eu respondo a todos os e-mails enviados. Garanta que você receberá minha resposta adicionando o e-mail contato@cupcakeando.com.br na sua lista de endereços seguros, ou minha resposta poderá cair na sua caixa de Spam!